quarta-feira, 26 de setembro de 2007

[House] 4x01 "Alone"

House is back! Depois dos fracos episódios finais da terceira temporada, House volta com um dos melhores episódios da série até agora. Com um balanço perfeito entre humor e medicina, como era de costume na série nas duas primeiras temporadas, o episódio não falhou em nenhuma frente e foi memorável. As expectativas para os próximos episódios da quarta temporada estão lá em cima.

Primeiro, digo que quebrei a cara feio. Cameron, Foreman e Chase não fazem falta nenhuma. Por mim, não precisam nem voltar. Cuddy e Wilson ocuparam muito bem o espaço que era destinado ao time, e não fizeram feio, com uma química perfeita com House. Cuddy fez o papel de “um time temporário”, ficou encarregada de discutir com House os diagnósticos, quando ele não tentava fazer tudo sozinho (o que acontecia na maior parte do tempo).

Wilson foi responsável por boa parte do humor. Toda a história do seqüestro da guitarra de House, que levou a represálias por parte do doutor, foi um dos momentos mais engraçados da série até hoje. Um diálogo mais engraçado que o outro, isso sem falar nas piadas visuais. E o que dizer de Wilson e House invadindo a casa da paciente? Quando os dois estavam juntos, foi difícil não rir. Espero que tenhamos muito mais Wilson daqui pra frente.

O caso teve uma apresentação e um final surpreendente. O início do episódio foi muito bem feito, deixando dúvidas se tudo que vimos foi um acidente, ou uma grande alucinação. Já no hospital, havia a curiosidade de como House lidaria sozinho com o caso. De cara, tivemos uma grande surpresa: House contou com a ajuda de um zelador(?!) para pensar em explicações e falar com os pacientes. Foi hilário ver o zelador tentando confortar a mãe e o marido da paciente (Megan) e dar dicas a House.

O andamento do caso não foi muito diferente do que estamos acostumados: House errando alguns diagnósticos, o paciente sofrendo súbitas pioras no estado de saúde, etc. A grande diferença foi a falta do time, que, como eu já disse, não fez falta nenhuma. O melhor do caso foi mesmo a solução: depois de ver que o namorado não conhecia nada da paciente, afinal ela era alcoólatra, tomava anti-depressivos e realizou um aborto há pouco tempo, House chegou a conclusão de que o namorado conhecia mesmo a paciente, mas não esta paciente. Houve um erro de identificação. Esta não é Megan, que morreu há alguns dias, mas sim uma moça semelhante a ela que trabalhava na mesma empresa, Liz, cuja ficha médica confirma todas as suspeitas de House.


O episódio termina com House cedendo aos apelos de Cuddy e Wilson, e decidindo contratar uma nova equipe. A fala dele gerou bastante expectativa, parece que teremos House em ritmo de reality show nos próximos episódios. Mal posso esperar, que venha o 4x02!


Allan

2 comentários:

Julia disse...

AMEEEEEI esse episódio. Realmente eu sentiria um pouco de falta do Chase, mas a Cameron e Foreman podiam sair d asérie que eu nem ligava. Na verdade tendo o Hugh Laurie acho que o resto é resto...

Comentarista Dani Mística disse...

Depois de uma season finale fraquinha, pelo menos, eu esperava mais de House, essa season premiére foi fantástica!

Tá certo que esse método de diagnóstico de House cansa. Mas a equipe de roteiristas conseguiu nos surpreender com o episódio. Fiquei extasiada com a solução para o caso.

Grande cena com o zelador, ri muito. Adoro esses momentos cutes em House. Wilson roubou cena com o seqüestro da guitarra e tb com a novela mexicana.

E nem precisou da Cameron estar presente para ter uma cena Hameron : "vc me lembra alguém".

Bom, começou muito bem!

Discordo de vc, Allan, a equipe afz falta e na fala de Cuddy fica mais claro ainda. Eu não gosto de mudanças bruscas não, mas acho que os roteiristas foram bem criativos e, quem sabe, darão mais espaço para os outros atores brilharem.
De qualquer forma, quero ver a equipe de volta e estou curiosa de como eles farão isso, já que os nomes dos atores continuam nos créditos.