quarta-feira, 24 de outubro de 2007

[House] 4x04 "Guardian Angels"

A competição pelas vagas na equipe de House continua em Guardian Angels, episódio onde os candidatos remanescentes tratarão de Irene Walesa, uma paciente que está alucinando com pessoas mortas, incluindo o paciente do episódio anterior. Enquanto isso, vemos Foreman a procura de um novo emprego e ficamos sabendo qual será o papel de Cameron e Chase na série.


House continua a não decepcionar nessa quarta temporada, e temos mais um ótimo episódio. Mais centrado que o episódio anterior, "Guardian Angels" traz um caso interessante e um acirramento na competição entre os candidatos, que está cada vez mais interessante, conforme conhecemos melhor cada um dos personagens. Foreman não pareceu tão deslocado da trama principal como no episódio anterior, já que as suas aparições foram poucas. Interessante ver que ele tem dificuldades em conseguir um emprego por agir de modo semelhante a House. Eu sabia que os métodos não ortodoxos de House não eram nem um pouco bem vistos, mas não pensei que fossem tão mal vistos assim. No fim, ele teve que aceitar um emprego no Princenton Plainsboro. Será interessante ver novamente entre Foreman e House, ainda mais agora que Foreman não é mais empregado de House.


Chase mal apareceu no episódio, mas Cameron teve uma boa participação. Gostei de ver como os roteiristas a colocaram no episódio. Se o que aconteceu hoje se confirmar, os meus medos quanto ao prosseguimento dos três na série terão desaparecido. Para aqueles que estão lendo, mas não viram o episódio, eu explico: a participação de Cameron nesse episódio foi semelhante a participações de Wilson e Cuddy nos episódios anteriores, o que leva a pensar que os roteiristas darão um papel semelhante aos três "ex-ducklings", ou seja: eles serão personagens que terão participações de duração irregular, em alguns episódios estarão envolvidos com a trama principal, em outros não (como Chase nesse episódio) e em alguns poucos, nem aparecerão.


O caso foi interessante, apesar de tomar uma direção bem diferente do que eu esperava quando li a sinopse do episódio. Não houve um confronto entre o ceticismo de House e a possível "mediunidade" da paciente, como eu esperava. Pelo contrário, o episódio não tentou fazer crer que o que a paciente via era verdadeiro. A visão de Stark me pareceu facilmente explicável, o único momento que poderia trazer alguma credibilidade a paciente era quando ela afirmava ver o avô de House, mas logo que ela errou o nome dele, ficou claro que ela só estava alucinando. E falando na cena em que ela vê o suposto avô de House, digo que essa foi a melhor cena do episódio. House não enganou só a paciente, mas a mim também. Ele conseguiu fazer eu acreditar que ela tinha mesmo acertado, até o momento em que ele diz a Wilson que não possui nenhum avô chamado Walter. Ponto para os roteiristas e para Hugh Laurie.


A competição entre os candidatos ficou ainda mais acirrada nesse episódio. Amber continua fazendo de tudo para conseguir o emprego, me impressionei com como ela se aproveitou das alucinações da paciente para lembrar Treze de Stark e pressioná-la psicologicamente. Gostaria de ver Amber contrata, essa agressividade dela com certeza trará momentos interessantes para a série. O que eu gostei foi do House pegando no pé de Cole. Era óbvio que House não pegaria leve com um candidato religioso como ele, mas o que eu não esperava era a reação dele. Legal ver que ele tem coragem para desafiar House.


A demissão de Henry foi uma surpresa para mim, esperava que o demitido seria Taub (o cirurgião). Uma pena que pelo número de candidatos não teremos esse "survivor" por muito mais tempo. Estou gostando da competição e das situações bizarras (como desenterrar um morto) que House os faz passar. Estou evitando ler spoilers sobre a série ultimamente porque não quero saber quem serão os escolhidos, prefiro ficar no suspense e torcer para os meus candidatos. Foi difícil, mas eu já escolhi os meus três preferidos:

Amber Volakis


Jeffrey Cole e "Treze"


No próximo episódio: A equipe examina um ex-marine sofrendo de misteriosos sintomas desde que voltou do serviço militar, enquanto House lida com uma doença sua.

Allan

2 comentários:

Comentarista Ribas disse...

Adorei este episódio!

Adorei o lance das "Panteras"!

Adorei este episódio!

Fiquei triste do "Bosley" ter saído...

E...

Adorei este episódio!!!!

Comentarista Allan disse...

O lance das panteras foi muito bom mesmo. Ri muito quando vi. =D
Também fiquei triste com a demissão do Bosley, ele era um dos meus preferidos. =(