quarta-feira, 10 de outubro de 2007

[Prison Break] 3x04 "Good Fences"

Finalmente as coisas começam a acontecer e as preparações para a fuga são feitas. Mesmo isso não salva a série de ter mais um episódio fraco, com péssimas interpretações e roteiro, como já é de praxe nessa terceira temporada.


As suspeitas de muitos se confirmaram: Sara está mesmo morta. A despedida foi sem sentido, Lincoln não conseguia se mostrar chocado com a morte, graças a péssima interpretação de Dominic Purcell, que não conseguiu demonstrar nenhum sentimento de modo convincente. Matar Sara para enviar um recado não faz sentido nenhum, a companhia não mata alguém desse jeito, além disso, a personagem merecia uma morte melhor. E o que dizer da cena em que Susan diz a Lincoln que segue ordens e foi obrigada a matar Sara? Parece que Dominic Purcell não é o único péssimo ator no elenco.


Na prisão, o estado mental de Mahone segue deteriorando, o que já é perceptível há um bom tempo, mas parece que os roteiristas não se deram conta disso e tiveram que trazer Haywire de volta do esquecimento para nos mostrar que Mahone estava alucinando. Desnecessário, sem dúvida. Bellick continua não fazendo nada de útil. Novamente tudo o que ele faz é tentar melhorar sua situação na prisão, dessa vez avisando Lechero sobre Scofield, e falhando, o que não é novidade. T-Bag segue seu caminho se infiltrando no grupo de Lechero, matando o vendedor de drogas e fazendo parecer que a causa foi uma overdose, para depois ocupar seu cargo.


O início dos preparativos para a fuga trouxe um ar de primeira temporada para alguns momentos desse episódio, principalmente Michael manipulando Lechero para conseguir uma cela que favoreça seu plano e Sucre conseguindo um cargo na prisão para preparar o caminho para a fuga. Falando em Sucre, uma pergunta que surge é como ele conseguiu o cargo tão rápido? É difícil de engolir que ele consiga uma identidade falsa de uma hora para a outra e que ele simplesmente seja efetivado no cargo imediatamente.


Com tudo o que aconteceu nesse episódio, acredito que em breve teremos mais ação, e finalmente veremos se essa temporada deslanchará ou merecerá ser esquecida, para não estragar mais a imagem do que antes já foi uma ótima série.

Allan

4 comentários:

Comentarista Fuzii disse...

É doloroso vir aqui dizer que desisto de Prison Break.
Concordo com praticamente tudo de seu comentário, Allan, mas não compartilho de seu otimismo.

Só faltou mesmo escreverem em letras garrafais antes do episódio: "Não temos mais a Sarah Wayne Callies no elenco, e estamos fazendo o melhor possível"...
Sem a Sarah, não vejo mais motivações para Scofield sair de Sona. Ele pode apodrecer lá que eu não dou a mínima, nem pra porcaria do L.J.

Fiz de forma resumida um texto (porque poderia escrever um livro sobre isso) com tudo que me irritou da metade da temporada até aqui...

Simbad disse...

Sempre gostei de Prison Break, e depois que apareceu o jogo do Grêmio, ainda mais.
Não exijo perfeição da série, mas entretenimento. Isso, eu tenho de sobra com Prison Break.
O jogo foi Grêmio x Fluminense, em 2001, onde o Grêmio depois ganharia o Tetracampeonato...
Não entendo como uma informação bacana como essa não foi comentada por você, Allan.

Comentarista Ribas disse...

Bom, eu continuo e continuarei vendo PB, não discuto o fato das várias forçadas de barra, maaaaaaaas na falta de "OZ" (bons tempos) me contento com PB mesmo e sigo com uma de minhas leis de vida "Sem espectativas, sem decepções"... Em face disso, continuo vendo numa boa os episódios...

Qdo ao tal jogo, caro Marujo, muito mais do que o Allan ter esquecido de comentar isso (afinal não fez parte da trama, no máximo poderia data-la), fogo mesmo foi ler na tradução, após ver um jogo do Corinthians e outro do (aparentemente) seu Grêmio, na tv, e o "chefe da cela" falar que estavam vendo a Copa do Mundo...

Isso foi triste...

Comentarista Allan disse...

Eu esqueci de comentar o jogo porque eu não gosto de futebol. =D Eu vi e não entendi como puderam dizer que um jogo entre Fluminense e Grêmio era copa do mundo. Não me agradou muito isso. Se tivessem dito que era um jogo da copa do Brasil (foi isso né?), eu provavelmente não esqueceria de comentar aqui, mas do jeito que foi posto, pareceu mais um furo do que um ponto positivo. Se eu escrevesse, acabaria criticando, e de crítica o post já tá cheio. =P

Perfeição é algo que eu não exijo da série, só exijo qualidade, que é algo que tínhamos na primeira temporada e em parte da segunda. Independente da série estar boa ou ruim, vou assistir até o final, eu já vim longe demais e agora quero saber o fim. Depois de agüentar as péssimas últimas temporadas de arquivo x, agüentar Prison Preak não é tão difícil assim. =D