quarta-feira, 14 de maio de 2008

[House] 4x14 "Living the Dream" e 4x15 "House's Head"

4x14:Em Living the Dream, o paciente é alguém especial: Evan Greer, estrela da novela preferida de House. Porém, o ator não veio ao Princenton Plainsboro procurando por tratamento, mas sim foi seqüestrado por House e levado até lá, pois este suspeitava que Evan estava morrendo.


Alguns podem se perguntar o motivo que fez House levá-lo até lá: será sua paixão pela novela tanta que ele não quer ver uma de suas estrelas morrer? House realmente está se preocupando com alguém? A resposta é muito mais simples: o mistério é o que intriga House. Evan e seus sintomas são vistos por House diariamente, ele não consegue resistir e precisa resolver mais esse mistério.


O caso seguiu como de costume, com novos sintomas provando as suposições anteriores da equipe erradas e House salvando o paciente após uma epifania, mas dessa vez houve uma diferença. House errou o diagnóstico em parte: o paciente era sim alérgico, mas não a flores, mas sim ao quinino em sua água tônica. O paciente não morreu, por pura sorte, e House e o hospital conseguiram se safar dessa com apenas uma multa de 200.000 dólares. House já erro gravemente antes, mas gostaria de ver ele recebendo uma punição equivalente aos seus atos.

Novamente o casal Wilson e Amber teve espaço no episódio, dessa vez na medida certa.Algo que me surpreendeu foi ver Wilson pedindo conselhos sobre relacionamentos a House. Não tinha ninguém mais confiável para pedir conselhos? No mais, achei a cena da compra da cama ótima. Amber mostrou novamente que é ótima em manipulações. A cena em que ela diz a Wilson que não precisa que ele tome conta dela, apenas de si mesmo, também foi ótima. Começo a pensar que talvez ela realmente seja a mulher ideal para Wilson.


4x15: O episódio dessa semana começa de um modo diferente. Não vemos o paciente da semana, mas sim House em um clube de strippers, o que não é nada surpreendente conhecendo a personalidade do doutor. As coisas começam a ficar interessantes quando House afirma não se lembrar de nada que aconteceu com ele nas últimas horas, exceto de que alguém está prestes a morrer. Logo sabemos que House foi uma das vítimas de um acidente de ônibus e que alguém que estava naquele ônibus vai morrer. Assim tem início a primeira parte um dos episódios mais inusitados da série, com direito a alucinações e hipnose, tudo para trazer a tona as memórias perdidas e descobrir quem ele deve salvar.


A primeira parte do season finale foi um ótimo episódio, com boas doses de tensão e humor, e diferindo do padrão da série. As informações sobre quem está morrendo estão perdidas dentro da mente de House, e para encontrá-las, ele recorre a alucinações ou sonhos. A primeira alucinação ocorre quando Chase hipnotiza House, que leva ele e Wilson junto ao seu subconsciente. Uma seqüência das melhores seqüências do episódio, ainda mais com a aparição de Amber na fantasia. Ainda sob efeito de hipnose, House lembra porque estava em um ônibus (o bartender tomou as chaves da moto por ele estar muito bêbado) e também dos passageiros que estavam com ele. House se lembra especificamente de um punk, e acredita que ele é quem ele estava a procura.

House estava errado. O motorista do ônibus não consegue mexer suas pernas. Ele é quem House buscava. Para descobrir o que há de errado com o motorista, House recorre novamente a alucinações. Para tentar alucinar, ele cheira as roupas dos passageiros, toma uma enorme quantidade de vicodin e por fim, deprivação dos sentidos. Essa última ilusão é, sem dúvida, a mais surreal do episódio. House alucina com Cuddy vestida de colegial fazendo strip, enquanto os dois discutem as possíveis doenças do motorista. Curiosamente, uma mulher que não estava no ônibus, surge na alucinação e o avisa que ela é a resposta. Seu subconsciente o está avisando que ele ainda não encontrou aquilo que procura.Quanto ao motorista, não há muito o que dizer. Tudo prosseguiu como de costume, a equipe não conseguiu chegar a causa de seu estado, e ele foi salvo por House em uma daquelas cenas tenas que já estão se tornando comuns, em que ele desafia a todos e faz o que acha certo para salvar o paciente.


Se o motorista não era quem House precisava salvar, então quem era? Para descobrir a resposta, ele tenta alucinar novamente. Dessa vez, ele toma pípulas para Alzheimer ereúne médicos e funcionários do hospital em um ônibus e os organiza do mesmo modo que os passageiros no ônibus em que ele estava, na esperança que ambos o ajudem a se lembrar. Ele alucina novamente com a mulher misteriosa, que o ajuda a encontrar quem ele procurava. Amber. Ele então se lembra do que houve no ônibus, e nós vemos o que aconteceu desde o acidente (que foi mostrado em uma ótima cena) até a ida de House ao clube de strippers. Amber seriamente ferida é o que House tentava lembrar e também o cliffhanger para o próximo episódio, Wilson's Heart.

Até lá.



Allan

Um comentário:

Tio Ribas disse...

Só p/constar...

EU ADOREI O 4x15