segunda-feira, 20 de abril de 2009

[CAPRICA] 1x01 "Pilot"

A série Caprica estreará somente no início de 2010, mas uma versão estendida do piloto estará oficialmente disponível a partir de amanhã (já disponível na internet nos lugares usuais). Caprica se passa 58 anos antes da queda das doze colônias e retrata a criação do primeiro Cybernetic Lifeform Node ou cylon. Aqueles esperando algo semelhante a Battlestar Galactica se sentirão desapontados. Nada de batalhas espaciais, Caprica é um drama sobre uma sociedade em processo de mudança e duas famílias, Graystone e Adama, cujas histórias convergem após uma tragédia que vitimou membros de ambas famílias.



Joseph Adama (ou Adams, sobrenome adotado ao chegar a Caprica), advogado nascido em Tauron e pai de William, perde esposa e filha em um atentado terrorista que também vitimou Zoe, filha do renomado cientista Daniel Graystone. A descoberta de que Zoe criou uma cópia virtual de si mesma abre caminho para a replicação do método e possibilita a Graystone e Adama trazerem suas filhas de volta a vida. Adama logo desiste, mas Graystone leva seu desejo adiante, o que resulta na criação do primeiro cylon.

Além da origem dos cylons, Caprica nos mostra a sociedade das doze colônias na época. Discriminação, preconceito, terrorismo com motivos religiosos, organizações criminosas, nada tão diferente da terra do século 21. A exemplo de Galactica, a série apresenta um clima dark, porém não tão depressivo e agoniante, e personagens profundos que, se o piloto serve como amostra do que virá, prometem ser o maior triunfo de Caprica.


Ao fim do episódio, tenho a impressão de que ele foi bem sucedido. Alguns dos pontos fortes de Galactica foram mantidos e outros, como o uso da sociedade colonial para reflexões sobre nossa própria sociedade, foram aprofundados fazendo uso das possibilidades que a premissa da série oferece. O maior mérito, porém, foi a série conseguir se distanciar de Galactica na medida certa. O distanciamento é tal que não ficamos a pensar nos personagens favoritos de Galactica ao assistir Caprica, mas ainda há elementos que ligam as duas séries e nos fazem crer que as duas se passam no mesmo universo.



Allan

2 comentários:

Adelson (TD Séries) disse...

Olá, Allan!

Eu sou extremamente suspeito para comentar Caprica, porque sou um dos poucos habitantes deste planeta que nunca assistiu um episódio sequer de BSG. Mas, graças à insistência de uma amiga fanática pelo seriado e uma leve pressão de minha esposa, acabei cedendo, para poder comentá-lo no TD Séries.

Confesso que terminei de assistir este episódio piloto de boca aberta! Fantástico. Ótima história, atores competentes e efeitos especiais muito acima da média.

Mal posso esperar pelo seriado! Pena que teremos que aguardar alguns meses por isso.

Um abraço e parabéns pelo post!

Ribas disse...

Opa opa opa

Como escrevi na comunidade, acabei de ver (depois de muita relut6ancia) o fim (snif snif) de bsg...

Após ver Caprica, volto por aqui...

Parabéns pelo post!!