domingo, 29 de julho de 2012

[Breaking Bad] 5x02 - Madrigal



 
“Right in front of me. Right under my nose.” - George


Começo pelo final: Breaking Bad tem sua cota de cenas desagradáveis, em especial os atos de seu protagonista, mas aqui parece alcançar um novo nível. Numa sequência que eleva a enésima potência o tom amargo do final do episódio anterior, Walter White oferece palavras “de consolo” a Skyler que, visivelmente depressiva, ainda é abordada sexualmente pelo marido, ainda mais excitado e tomado pelo poder após receber boas notícias de Mike. Vince Gilligan já disse várias vezes que chegará o momento em que os fãs deixarão de ter qualquer simpatia por Walt e acho que isto nunca esteve tão evidente como agora.


Porque o que temos ali é o homem que, um dia, havia decidido fazer coisas erradas pelos motivos certos e que, agora, é incapaz de perceber o mal que faz à família que tanto quis proteger. E um mal causado por puros atos de egoísmo e abuso de poder. Não nos iludamos: o que vimos ao final de “Madrigal” foi um legítimo estupro, interrompido para nós, espectadores, mas que certamente continuou para Skyler, numa cena que materializa o pesadelo da personagem por meio do enquadramento, da pouca luz e uso de som (o zíper da calça de Walt, o tom de voz, respiração ofegante, beijos insistentes).


Este Walt monstruoso nos foi apresentado antes no episódio, “despersonalizado”, tanto na primeira cena que mostra o estado emocional de Skyler...


 
... quanto na cena em que também usa palavras de consolo com Jesse, onde só vemos as mãos que controlam e manipulam aqueles que confiam nele...



... as mesmas que abusam de Skyler.



Há uma diferença clara entre os relacionamentos que esses dois personagens mantêm com Walt: Jesse acredita totalmente nele (seu choro é menos pela possibilidade de ter matado alguém acidentalmente com o cigarro perdido, do que por quase ter atirado no seu mentor), enquanto Skyler sabe muito bem com quem divide um lar. Mas no final das contas, é a mesma bomba a que Mike se refere, prestes a explodir e destruir quem estiver por perto.


Em relação à trama envolvendo o cigarro, mais uma vez a série mostra que não permite pontas soltas (obviamente que Jesse iria querer saber o que houve), nos dá mais uma montagem musical com a dupla protagonista (música "Stay on the Outside", do inglês Whitey) e ainda traz a ricina de volta ao jogo, com Walt escondendo em seu quarto e tendo apenas mais esta temporada para finalmente conseguir usar o veneno.


Mas as monstruosidades de Walt ficaram em segundo plano no episódio, que teve Mike como protagonista, graças às investigações que colocaram a Madrigal Electromotive no centro da trama. A abertura até dá a entender que Herr Schuler é o novo bad guy da temporada, com seu ameaçador silêncio ao degustar molhos, e o belo passeio da câmera que revela o nome da empresa e a retirada do Pollos Hermanos do mercado. É uma bela introdução que logo sofre uma reviravolta com o suicídio naquele pomposo banheiro de cores calculadas.


Na verdade, Lydia é a nova personagem da série, que pretende apagar toda e qualquer pista, incluindo pessoas, que possa ligar seu nome aos crimes de Gus Fring. E, como ela mesma diz a Mike, não chegou a conhecer o químico responsável pela metanfetamina, o que coloca Walt mais uma vez em uma posição de não ter ideia dos perigos que corre e do tanto que é resolvido fora do seu alcance (os gêmeos na 3ª temporada; o cartel na 4ª). 


A chegada de Lydia junto com a descoberta das contas investigadas por Hank (que inclui uma em nome de Kaylee Ehrmantraut) permitem que possamos apreciar Mike fazendo o que faz de melhor, mas não sem complicações, tendo agora que lidar com uma lista de nove nomes não mais tão confiáveis, ao mesmo tempo em que se vê obrigado a aceitar parceria com Walt e Jesse e, no processo, mantendo Lydia viva. Tudo, como não poderia deixar de ser, bastante redondo, desde como a cadeia de eventos justifica os atos do personagem, a elementos já inseridos previamente (a neta de Mike e Chow apareceram em “Full Measures”, final da 3ª temporada).


É um belo trabalho de Jonathan Banks, que sempre pode brilhar em pequenas participações e agora teve um episódio inteiro para nossa felicidade. Mike sendo interrogado por Hank e Gomez (“Esqueceram suas algemas?”) talvez tenha sido meu momento favorito, mas sua postura e calma na interação com qualquer personagem redobram o interesse pelos diálogos e cenas em questão.


Falando em Hank, mais uma participação periférica e, embora uma ótima troca de farpas com Mike (adoro como ele fala “Mike” depois que este diz pra ser chamado de Mr. Ehrmantraut), o que fica de mais forte é sua expressão diante da fala de George sobre não desconfiar de alguém tão próximo de nosso convívio. É uma característica incrível da série, esta de desenvolver tramas e personagens com pequenas e aparentemente desimportantes cenas, para que quando o grande evento surja, não pareça inverossímil. E, assim como em “Bullet Points” na temporada passada, Dean Norris transmite uma ambiguidade fascinante. O quanto ele pensa em Walt?



 
Hélio Flores

8 comentários:

Anônimo disse...

Olá!
Tudo bem?
Apesar de nunca ter feito comentários, acompanho este blog desde o ano passado.
Gostaria de parabenizá-lo pelo conteúdo e fluidez de seus textos. São os melhores, em se tratando de BrBa!
Dito isto... cadê 5x03 e 5x04??
"Vamonos pest"! rs
Espero que não se ofenda com a brincadeira...

Renata

Hélio disse...

Oi, Renata! Peço desculpas pela demora, mas espero postar texto sobre ambos antes de sair o 5x05.

Obrigado por acompanhar! :)

Abços!

Lee disse...

Eu também entro aqui várias vêzes por dia, para ler o ótimo texto do Hélio sobre BB.Enquanto não sai aproveito para ler as reviews sobre o também excelênte Mad Men.

Daniel Dotto Wiersinski disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
diogocs321 disse...

Assista este vídeo ram fazendo boquete no macaco.
compartilhe pois é muito estranho e engraçado heheh...

http://www.youtube.com/watch?v=8vJe8RRdd4U

marcelo disse...

2DORMS SALA COZ BANH A.S TERRENO 10/20 VALOR 50.000,00 MAIS PARCELAS BOA CASA JD PAIVA MARCELO 8808-6094 9196-7083 E-MAIL ZONASUL02@GMAIL.COM

Daniel Fonseca disse...

Olá, pessoal, já trabalho fora ,mas como sempre ganhei pouco, comecei a procurar algo para ganhar um dinheiro extra.Foi ai que conheci a FR PROMOTORA no inicio, pensei que não desse certo, mas resolvi arriscar:trabalhar pela internet. Porém o negocio deu CERTO e MUITO CERTO. trabalhando em minhas horas vagas dentro de casa, vale muito a pena.(Lembrando que qualquer pessoa que queira pode entrar para esse trabalho, basta apenas ter conhecimento básico de internet e muita força de vontade de trabalhar) Veja mais detalhes no site: Aproveite!
http://www.frpromotora.com/danielfonseca44714350

Ricardo Souza disse...

Uma forma de ganhar uma renda extra é através da FR Promotora e funciona MESMO.
Entrei na empresa pra ganhar uma renda extra e hoje ganho um verdadeiro salário (tirei mais de R$ 1500,00 esse mês). Hoje em dia eu trabalho só em casa com divulgação.
A empresa ensina como faz o trabalho, dá apoio e suporte, na FR Promotora só não ganha dinheiro quem não quer.
Caso desejem fazer parte da minha equipe, sendo um Promotor Digital acesse:
www.frpromotora.com/45194420
Qualquer dúvida envie mensagem para ricardosouza994@yahoo.com.br
Sucesso a todos...