domingo, 30 de setembro de 2007

[Série] CSI 8x01, CSI:Miami 6x01

CSI 8x01, Dead Doll
Embora Sara Sidle tenha saído debaixo do carro e tenha sido resgatada de sua caminhada no deserto, a dúvida sobre o destino da personagem continua. Uma vez que a emissora, CBS, não confirma nem desmente o fato de que Jorja Fox possa sair do show nessa temporada, nos vemos mais uma vez diante especulações sobre o "sai/não sai" da atriz.

CSI:Miami 6x01, Bang, Bang, Your Debt
Apesar dos boatos que David Caruso não é dos atores mais carismáticos, seu personagem - Horatio Caine - ou melhor, as descobertas sobre ele ao longo da série, ainda podem criar histórias interessantes. Como se não bastasse a morte de Marisol (ep. 4x25), na última segunda-feira, H. descobre que um dos suspeitos é seu filho. Resta esperar para ver como isso será desenvolvido ao longo da temporada.


Tatiane

[CRIMINAL MINDS] S03E01 (Doubt)

Primeira vez que precisei rever um episódio de Criminal Minds... Se eu entendi o que eles quiseram passar e, se eles quiseram passar exatamente o que era p/se entender, então devo dizer que odiei a forma escolhida para explicar a saída de Gideon, do seriado...Não vejo a hora do 3x02 passar, para que a verdade seja mostrada...



"Eu sabia que você que viria até o chalé para me procurar.
Você deve estar assustado.
Peço desculpas por isso.
Eu nunca quis lhe causar nenhum mal.
E também nunca imaginei escrever esta carta.
Procurei por uma explicação satisfatória para o que estou fazendo.
Tudo que consegui foi que...
Um profiler precisa de uma base sólida.
Eu não acho que sirvo mais.
O mundo me confunde.
A crueldade, a indiferença...
a tragédia.
Quando minha querida amiga Sarah foi morta, criou-se um vazio em mim.
E realmente acreditei que a forma de lidar com a dor era voltar ao trabalho...
o mais rápido possível.
Ajudar outra pessoa, até conseguir lidar com o assassinato de Sarah.
Melhorar trabalhando.
Lembra do primeiro caso que tivemos depois?
Foi num campus universitário.
Quantas cenas de crime?
Centenas? milhares?
Fotos de famílias, vítimas, vivas e mortas.
Eu sempre consegui ser objetivo, manter a distância.
Agora...
Tudo que vejo é Sarah.

Nathan Tubbs...Ele foi fácil.
Houve um tempo em minha carreira onde perguntaria o que deveria perguntar.
A pior armadilha para um profiler cair é o orgulho.
Esquecer que para todas suas habilidades, fazer profile é apenas...
Uma ferramenta.
Você podia realmente sentir o humor mudando no campus.
Crianças...Elas são tão alegres.
Elas confiam e acreditam de uma forma que eu lembro mas não consigo alcançar.
Como uma foto muito velha.
Elas acreditaram em nós. Acreditaram em mim.
Da forma que Sarah acreditava em mim.
E, como com Sarah, eu sinto que as levei direto para a matança.
O que eu estava fazendo lá?
Quantas vezes falei que um profiler não pode trabalhar sem foco?
Se algo está acontecendo na sua vida pessoal que interfere no seu julgamento.
Minha mente nunca esteve mais desfocada como estava naquele campus.


Deixei um mentiroso solto entre esses bebês?
Meu julgamento estava afetado por necessidade de fazer alguém pagar pela morte de Sarah...
Mais dois mortos.
Era um preço que precisava ser pago?
A morte vale a pena?
O mundo sempre foi cinza assim?
Apenas nos filmes ele é preto e branco?
É apenas uma ilusão?
Eu costumava saber
Eu entendia meu lugar, minha direção,
para onde estava indo.
Para fazer profile é preciso acreditar.
Acreditar no profile.
Acreditar em você.
Depois de Sarah, não confio mais em mim, em casa.
Depois de Tubbs não confio mais em mim, no campo.
E sem isso, não tenho nada.


E aquela foi a última
peça do domino. **
A morte daquela garota...
Hotch ser suspenso por algo que foi culpa minha.
Eu disse no começo dessa carta que sabia que você que viria até aqui.
Sinto muito que a explicação não pode ser melhor.
E eu sinto muito que não faz mais sentido.


Mas eu já lhe disse...
Eu simplesmente não entendo mais nada disso.
Me desculpe...



[FNL] 1x16 Black Eyes & Broken Hearts

Perto de enfrentar o primeiro adversário nos play-offs, a equipe dos Panther continua rachada, com os jogadores negros recusando-se a voltar enquanto Mac não for despedido. Mesmo concordando que essa seria melhor forma de resolver a questão, Coach Taylor não se sente capaz de colocar alguém tão importante para fora da equipe. Demora tanto que o próprio Mac decide demitir-se pelo bem da cidade. Mas, ainda assim, Coach Taylor não permite, e continua a desafiar os desertores. E só mesmo Mama Smash para colocar um pouco de juízo na cabeça do filho e trazer de volta todos os jogadores antes da viagem.
Enquanto isso, nas novas-melhores-amigas-por-serem-coadjuvantes, Tyra convida Julie para ir ao cinema mas elas tem de fazer um parada estratégica para falar com Mindy, que trabalha no strip-club. Já não era algo legal, e consegue ficar pior quando Matt decide encontrá-la ali para resolver seus problemas. Bem que ele poderia ter esperado, já que Landry acaba aproveitando a visita e sendo preso junto dos outros três menores.
5. A palavra não é "preconceito". Julie Taylor está desviando-se do caminho do bem. A culpa é de Tyra? Não sei, mas pelo menos é como eles tentam nos convencer. Claro que o strip-club não era lugar para levar a fofa Julie, mas foi Landry que causou a prisão deles todos. Os conflitos familiares e a forma como Julie dirige-se ao seus pais, não lembram a fofa Julie de antigamente. É, veja bem, a culpa não é dela de estar no mesmo seriado que Tyra. Mas aposto que os pais não dão a mínima por essa "coincidência", mesmo que Tami Taylor tenha dado uma bela lição ao manter a filha por um pouco mais de tempo presa.
4. Tudo ou nada. O pouco que mostraram de Jason foi o pouco que eu já desconfiava. Ele sai em viagem já pensando em largar tudo para ter uma vaga na equipe. Se esse sonho não se realizar (que é o mais provável), Streets ficará devastado. Nem Tami Taylor resolveu interferir, já que não iria resolver muita coisa mesmo.
3. "Would-d-d-d yo-you be my girlfriend?" Desde a compra do colar, que fez até a vendedora rir da situação dos dois, até o momento que Matt colocou no pescoço de Julie, já percebi que seria um episódio especial. Pensei que ele terminaria dizendo que a amava, mas Matt é muito mais adorável que isso, e "Friday Night Light" é muito menos clichê que isso. Ele pediu que ela fosse sua namorada. E isso foi adorável.
2. Are you experienced? Ao contrário de Tim Riggins, Smash nasceu para ser líder. Não importa se isso tenha de ser em campo, ou para organizar uma greve/revolta, como Waverly levou-o a acreditar. E eu não concordo com esse desvio que Waverly propõe, assim como Mama Smash. Como ela mesmo disse, a melhor forma pra mostrar que ele pode ser melhor, é sendo bem-sucedido. Continuar desafiando um único treinador, poderia ser a desgraça para todo o potencial que os jogadores vinham demonstrando. É, sempre é melhor seguir a voz da experiência...
1. Not Fired. Falando em experiência, Mac McGill deu-nos uma lição e tanto nesse episódio. Consegui até sentir pena na conversa franca que ele tem com Coach Taylor, dizendo o quão ruim é ser subordinado a um treinador 20 anos mais novo. E, claro, a decisão de Coach Taylor de mantê-lo no cargo foi acertada, já que no final da partida em Dunston (que mostrou-se duzentas vezes mais racista que Dillon) é ele quem consegue acalmar os ânimos, após a briga em campo. Como os Panther lideravam, acabam saindo com a vitória, mas o que eu acharia interessante era se o próprio Mac viesse com a idéia de dar o fora da cidade o mais rápido possível. Tudo bem, porque a forma como ele desafia os policiais, que procuravam por Smash para culpá-lo pela briga, é sensacional. Então, Mac resume muito bem seu pedido de desculpas para Smash: "Eles erraram, assim como eu".



e.fuzii

sábado, 29 de setembro de 2007

[Gossip Girl] 1x02 - The Wild Brunch

O segundo episódio foi melhor que o primeiro. Com todos os personagens apresentados, a trama fluiu melhor, sem correrias, e sem muita overdose de música (eu adoro trilhas sonoras, mas achei que o primeiro episódio teve música demais).

"If you want to be part of this world, Jenny, people will talk eventually, and you need to decide if all this is worth it."



É essa fala de Blair que move o episódio, que se passa no dia anterior à festa de Blair. Não é somente Jenny que tem que suportar coisas para conseguir o que quer. De alguma forma, todos os personagens passaram por essa experiência. Além de Jenny ter que aceitar que as pessoas irão falar sobre Chuck, o rapaz tem que se submeter ao pai e manter a pose durante o brunch (sim, outra festa! Aliás, brunch é a expressão americana para a refeição que é comida muito tarde para ser chamada de café da manhã, ou cedo demais para ser um almoço [breakfast + lunch]). Nate tem que manter o namoro com Blair para não prejudicar os negócios do pai, enquanto que a garota tem que conviver com o fato de que Nate transou com Serena, mas ela não fica calada quandfo descobre que o namorado tentou falar com a ex-amiga. A reação de Blair faz com que Dan descubra a verdade, e para continuar amigo de Serena, ele tem que decidir se supera a decepção e a aceita, apesar de tudo.



Será que vale a pena suportar para conseguir o que quer, ou o que os outros esperam? Jenny está feliz com a atenção que Blair lhe dá. Nate est[á infeliz ao lado de Blair, que consegue sua vingança. Dan não consegue aceitar que Serena está tentando mudar, e sem a amizade de Blair, Serena acaba o episódio sozinha.

xoxo



Marcelle

*Mil desculpas pelo atraso... Eu deletei o episódio sem querer e só descobri na quinta... Não tive tempo para ver na sexta, mas finalmente consegui!

[Fast News] O que rola nos bastidores...

Lembram da Sabrina, a feiticeira teen? Pois é, a menina cresceu e bem e já está esperando seu segundo filho. Com a mesma carinha de sapeca, a atriz Melissa Joan Hart disse a revista People que volta ao mudo da séries para uma participação em Law & Order: Special Victims Unit.

Melissa e o marido (reprodução)
------------------------------------------------------------------------
A encrenqueira Ana Lucia já falecida em Lost, tem muito em comum com a atriz que a interpreta, Michelle Rodriguez. Mais uma vez, Michelle será presa por violar as condições de sua libertação nos Eua (ela também foi presa no Havaí por dirigir embriagada, tornando-se mais uma vítima da estatística Lost de atores que bebem, vão presos e morrem na série.).

A atriz deveria cumprir o acordo de 30 dias de trabalhos comunitários, mas deve ter encontrado um bar no caminho e não cumpriu tudo :P. No Havaí, ela preferiu enfrentar uns dias na prisão.

Encrenca(reprodução)
-------------------------------------------------------------------------
Fofoquinha de bastidores sobre Heroes. No melhor estilo Nelson [ok, ok] Rubens, dizem que Hayden e Milo, respectivamente, Claire e Peter, estão envolvidos num affair. Na festa do Emmy eles se esbaldaram e estavam sempre juntos.Bom, isso parece aquelas notinhas que soltam antes das temporadas iniciarem para causar. Vamos ver se com o tempo, o "romance" é certo mesmo

Será?
--------------------------------------------------------------------------
House já está na quarta temporada. E desde a primeira, os fãs Shippers já estão na linha de batalha. Existem os Hamerons (na qual me incluo, relacionamento entre House e Cameron), Huddys( House+Cuddy), e também os que querem House com Wilson.

Numa entrevista ao Actor´s Studio, Hugh Laurie disse que, para ele, quantas temporadas durarem House, mais chances terão de todos os relacionamentos darem certo :P.

Mas é inegável que a última temporada foi Huddy, para meu desespero. E ao que parece, os produtores estão mais para o lado Huddy mesmo e já "spoilaram" que vai rolar nessa temporada. Na comunidade Hameron no Orkut, os fãs minimizam essas declarações, acreditam numa possível virada para o território Hameron.

-----------------------------------------------------------------------------------
Sex and The City, o filme, já está em plena produção nas ruas de NY. Fotos e mais fotos já foram divulgadas, mas essa é preocupante para mim. A atriz Kristen Davis, intérprete de Charlotte York, aparece grávida. Quem viu a série sabe muito bem que isso não é possível ->momento House-> Charlotte possuía uma incompatibilidade com espermatozóides, seu corpo os atacava, logo, as chances de engravidar eram pequenas. Tanto que na season finale ela adota uma criança chinesa. E então? Será que Sex entrou para o maravilhoso mundo da ficção? Ou será que vamos ter um FB no estilo Lost para explicar tal proeza médica :P

Como assim?(reprodução)



Danielle Mística

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

[LOST] Comentando e comparando as cenas cortadas da terceira temporada! (querem ajudar???)


Passeando na net, vi que o ótimo blog parceiro Lost in Portugal, citando o Dark Ufo, publicou ontem 9 videos contendo cenas cortadas da terceira temporada de Lost, é verdade que não curti tal temp, maaaaas adoro cenas cortadas e adoro "pre air" (Bloopers também), alias, muito mais do que adorar ver cenas cortadas, eu adoro comparar tais cenas cortadas, com as cenas que foram ao ar e, com isso, tentar achar, tentar sacar o pq de tais cortes, onde se queria chegar, e quais curvas foram feitas...

Como gostei das 9 cenas e queria falar especialmente de duas delas, resolvi criar este tópico, maaaaaaaaaas não para simplesmente ser MAIS UM TÓPICO com as cenas, primeiro pq acho ridiculo isso, sai em um site/blog gringo, todos os tupiniquins correm p/copiar, ou copiar e traduzir primeiro...(alias, alguns nem linkam a fonte eh lasqueira viu!) P/fazer isso basta citar o site gringo né? hehehhe

Pois bem, diante da minha vontade de comentar duas das cenas, diante da minha vontade de criar algo batutinha p/todos vcs que compraram (ou ainda não compraram) o DVD (que alias, esta maravilhoso, cheio de easter eggs, cheio de coisas super batutas para FÃnáticos), e tb tem essas minhas manias... Resolvi (e deu trabalho!! Alias, Graças ao LECO, o trabalho foi bem mais leve, pois ele sabe tudo de cor hauhauhauha, pena que ele apagou na madrugada de ontem p/hoje e eu não tive mais ajuda p/achar a cena que faltou, maaaaaas repito, conto com vcs nisso...) colocar as 9 cenas, E 8 DAS CENAS "respectivas" que foram ao ar...

Uma das cenas, a 6, eu não consegui achar algo respectivo, VCS ME AJUDAM? Alias, QUEREM COMENTAR, alguma ou algumas das duplas? Querem me corrigir? Ebaaaaaaaaaaaaaa! adoro participações e interações...

Aguardarei ansioso!! (e citarei toda e qualquer fonte que comentar (ao passar o texto p/o corpo do tópico...), portanto deixem junto com o comentário, o endereço de seus blogs/sites/ perfis de orkut...sei lá...

Querem ser mais um na estatistica que diz que leitor de blog é passico e só suga, sem interagir e participar, ooooooou vão quebrar as estatisticas e me ajudar?
Vão? Sim? Não? ok!! Aguardo p/ver... Abração e...

Vamos ao trabalho:


Tale Of Two Cities (Episódio 01)
CENA CORTADA:


CENA APROVEITADA:


COMENTÁRIOS:
Querem comentar algo dessa cena?
>>> O Leitor e amigo Davi Cruz (do blog "To Assistindo") quis... E, com relação a essa cena ele disse: Acho que cortaram apenas por questão de tempo, pois o restante da sequencia realmente não agregava nada - até porque todos já estamos cansados de saber que o Doc Jack está sempre pronto para ajudar, em qualquer tipo de ocorrência.



Further Instructions (Episódio 03)
CENA CORTADA:


Further Instructions II (Episódio 03)
CENA CORTADA:

CENA APROVEITADA:

COMENTÁRIOS:
Essas são as duas cenas que eu queria comentar... Quem acompanhou meus comentários sobre a terceira temporada, e especificamente sobre a aparição do Santoro, nela, sabe que eu o chamava de "cagão", pois ou estava dormindo encolhido embaixo de arvores, ou estava indo ao banheiro ou estava andando com rolo de papel higiênico...

Eu sempre achei ridiculo um ator se prestar a isso, na época, eu havia lido que os produtores haviam cortado várias cenas dele e da parceira, pq o público não estava curtindo e/ou não tinha interesse nesses personagens "paraquedistas" (isso me pareceu meio que "segredo de tostines" pois sem cenas uteis, o interesse seria reduzido e, por causa do interesse reduzido, cortariam as cenas uteis), pois bem...

Vendo essas duas cenas cortadas da dupla, começo a dar graças aos Céus por terem cortado mesmo, e por terem cortado os personagens junto... Pois se de cagão, ele estava cotado p/ser o cara flagrado transando, numa cena totalmente apelativa e sem ligação com Lost (não que lost ainda guarde muita ligação com lost heheheheheh), então, fico feliz que ele tenha sido transformado em um cagão, até pq os produtores forçariam muito em dizer que ele estava procurando o que ele "procurou no banheiro do avião", dentro da loirinha... É... tomara que os novos personagens tenham um futuro melhor (alias, espero que a temp 4 tb seja melhor, se for boa... já tá bom...)



Every Man For Himself (Episódio 04)
CENA CORTADA:

CENA APROVEITADA (Episódio 02):

COMENTÁRIOS:
Aqui um pequeno comentário no sentido de que ou eu errei em achar a respectividade, ou o Dark Ufo errou (e os que o copiaram, só prestaram p/fazer eco ao erro), ou ainda o erro esta no DVD (o meu ainda não chegou, então não posso comparar), maaaaaaaas a cena cortada, em teoria no ep 4, eu só fui achar respectividade no ep 2, ou seja como como eles (acho) não são o Hiro Nakamura, não entendi o que rolou....


I Do (Episódio 06)
CENA CORTADA:

CENA APROVEITADA:

COMENTÁRIOS:
Querem comentar algo dessa cena?
>>> O Leitor e amigo Davi Cruz (do blog "To Assistindo") quis... E, com relação a essa cena 05 ele disse: Devem ter achado que a cena "fragilizava" um pouco o Ben, pois naquela altura do campeonato, pouco se sabia dele (ainda sabemos pouco, mas na época, não sabíamos de nada).


Flashes Before Your Eyes (Episódio 08)
CENA CORTADA:

CENA APROVEITADA:
Alguem me ajuda nessa cena?????
COMENTÁRIOS:
Querem comentar algo dessa cena?
>>> O Leitora e amiga Sheila (do blog Lost Download) quis... E, com relação a essa cena ela disse:
Esse episodio é qdo o Desmond começa a "prever o futuro".... o Hurley sacou isso, pois ele comenta com o Desmond que Kate, Jack e Sawyer foram presos, e o Desmond fala que o Locke vai resgata-los, conforme falou no discurso... mas o discurso ainda não tinha sido feito.... qdo o Locke fala isso na praia ele se liga que o Desmond está prevendo o futuro, e fica prestando atenção em outros momentos que isso acontece....
Nessa conversa com o Locke (que foi cortada) ele pergunta o que houve na escotilha, pois ele quer saber o pq dos super poderes do Desmond...
A conversa dos 2 foi interessante, então pq cortar?? acho que eles preferem deixar as coisas mais subjetivas... ali o Hurley foi "direto no assunto"... e talvez isso pudesse levar o as discussões pra um lado que eles não gostariam, afinal, eles sempre falam que tudo que acontece na ilha tem explicações lógicas...

>>> O Leitor e amigo Davi Cruz (do blog "To Assistindo") quis... E, com relação a essa cena ele disse: Não tenho o DVD e muito menos a série gravada, mas acho que a cena cortada foi substituida por outra parecida, onde o Hurley expõem suas dúvidas DIRETAMENTE ao Desmond... O que, acredito, tenha ficado bem mais condizente com o temperamente do gordinho.



Tricia Tanaka Is Dead (Episódio 10)
CENA CORTADA:

CENA APROVEITADA:

COMENTÁRIOS:
Querem comentar algo dessa cena?


Tricia Tanaka Is Dead II (Episódio 10)
CENA CORTADA:

CENA APROVEITADA:

COMENTÁRIOS:
Querem comentar algo dessa cena?


The Man Behind the Courtain (Episódio 20)
CENA CORTADA:

CENA APROVEITADA:

COMENTÁRIOS:
Querem comentar algo dessa cena?

>>> O Leitor e amigo Samir quis... (e traduziu os dialogos)
"A jornada ao lar de Jacob"
- Locke: "Que distância falta?"
- Ben: "Relaxe, John. Jacob está perto."
- Locke: "Te incomoda sua filha ter me dado uma arma?"
- Ben: "Alex tem 16 anos. Está numa fase rebelde."
- Locke: "Se isso é ser rebelde, imagino o que ela fará quando descobrir que você não é o verdadeiro pai dela... Eu sei que você a raptou. Quando ela era um bebê.. da Rousseau."
- Ben: "Eu não a 'raptei'. Apenas sou aquele que a criou".
- Locke: "Ben, por quê você disse a ela que sua mãe estava morta?"
- Ben: "Porque a mãe dela é uma completa lunática que assassinou todo sua equipe de pesquisas e passou os 16 anos seguintes dormindo em valas. O que você teria dito? Pense nisso John... Imagine como você teria sido uma criança bem mais feliz, se não tivesse a menor idéia de quem eram seus pais..."


OBS: É isso aí! Espero que tenham curtido e, se quiserem copiar e colar em seus blogs/sites, independentes, pagos ou patrocinados, tuuuuuuuudo bem, até pq não temos os direitos sobre o seriado, ou sobre tais cenas, alias, nem ganhamos dinheiro com o blog (todos trabalhamos na vida real hehehehe), portanto só pedimos que caso copiem a nossa idéia, pelo menos tenham caráter e citem a fonte...
Ultreya!

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

[FILME] Resident Evil: Extinction




Site oficial: http://www.sonypictures.com/movies/residentevilextinction/

Comentários:
Interessante pensar nas lendas urbanas, nas leis não escritas, nas "certezas" normalmente arrotadas por pseudo especialistas e pseudo comentaristas de cerimônia de Oscar, ou de qualquer outra premiação... Dentre elas, duas das maiores máximas desse tipo de afirmação, dizem que o filme /série mais de uma vez indicada, na mesma categoria, geralmente não leva o prêmio (essa, geralmente dá certo), e a outra, geralmente solta nos intervalos entre um prêmio e outro, geralmente arrotada por algum comentarista que tenta demonstrar longo conhecimento do tema, é a seguinte: "Vcs sabem, em trilogias, sempre temos os números impares, bem melhores que os pares", ou variando um pouco, falam da maldição do segundo filme de uma trilogia, ou divagam a respeito de variações disso...

Pois bem, até Resident Evil 2, parecia que esta maldição daria certo, maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas RE 3, acaba de lançar, ou melhor fortalecer, uma nova onda, ou seja, a do desgaste contínuo e sem paradas...

(Ashanti, Milla Jovovich, Ali Larter)


Eu Curti muito RE 1, gosto do tema, adoro os filmes do Estilo G. Romero (vcs já estão cansados de saber disso), achei um filme bacana, com boas misturas de ação e tensão. RE 2, não foi péssimo, mas NA MINHA OPINIÃO, o povinho de lá se perdeu, fora que aquele monstrengo "amigo" era e foi ridiculo!!! Mas tudo bem, era o número 2, os filmes 2 sempre são salvos e/ou explicados pelo terceiro...

Porém, veio o terceiro e, que porcaria de colcha de retalhos foi aquela!!!!!!!????????, pegue os maiores cliches dos filmes de Romero, de anos, decadas atras, acrescente os filmes da "franquia" Mad Max (Ah!! as coxas da Tina Turner), chupe cenas, quase que na íntegra ou idéias (sem quase nenhuma modificação) de vários filmes clássicos(como Os Pássaros, Planeta do Macacos...), crie um vilão caricato da vez, que se transforma em um monstro super poderoso (sem nenhuma razão aparente), junte muitos efeitos discutíveis (o que foram aqueles corvos, comendo um dos coadjuvantes da caravana?????) e aí vc terão a porcaria de RE 3!

Pena mesmo, pois eu era animado com essa "Franquia", e adoro a Milla Jovovich, maaaaaaaaaaas, bom, odiei e portanto nem vou perder meu tempo colocando os dados e tra la la... Quem quiser ver isso pode visitar o site oficial, citado acima, ou o filme no IMDB...


Grande abraços a vcs e...
Ah! Curti uma coisa no filme... Curti rever a Niki Sanders de Heroes (Ali Larter), rever sim, pois não vi heroes da bbc e ainda não vi a volta dos EUA... E o Farik de Sleeper Cell - que alias, preciso trazer p/vcs a temporada 2 (Oded Fehr), de resto, bom... Já falei né...


Fiquem com o trailer do filme (detalhe p/a estatua da Liberdade enterrada):

[Extra] Record põe outras emissoras pra escanteio

Li esta notícia e não poderia, de jeito nenhum, deixar de comentar aqui no blog:

Superpoder
"Heroes" rendeu 13,8 pontos à Record. Na semana anterior, a emissora tinha dado 11,7 pontos no mesmo horário (21h/22h30). O SBT e a Rede TV! perderam audiência na disputa com o seriado.

Folha de São Paulo
Terça-feira, 25 de setembro de 2007


Heroes Unmasked
Outra notícia, não menos importante, é que vou comentar sobre o especial Heroes Unmasked que a BBC está produzindo.

Fórum HeroesBrasil.net
Dia 15 de outubro, o fórum HeroesBrasil.net vai entrar oficialmente no ar. Estamos com uma versão de testes criada no site Wetpaint.com. Mas estamos trabalhando em uma nova versão baseada em phpbb e o fórum estará hospedado em um novo servidor.


Não perca!




Não se preocupem: o comentarista Hélio continuará escrevendo sobre os episódios de Heroes. ^^

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

[LOST] Bloopers da temporada 3

Sim, eu ainda ando chateado com Lost, maaaaaaaaas eu adoro Bloopers (erros de gravação) e, olhando o Dark Ufo, achei esse ótimo video de Bloopers, que saiu no DVD da terceira temporada e, enquanto a quarta não começa, divirtam-se com alguns erros:

[House] 4x01 "Alone"

House is back! Depois dos fracos episódios finais da terceira temporada, House volta com um dos melhores episódios da série até agora. Com um balanço perfeito entre humor e medicina, como era de costume na série nas duas primeiras temporadas, o episódio não falhou em nenhuma frente e foi memorável. As expectativas para os próximos episódios da quarta temporada estão lá em cima.

Primeiro, digo que quebrei a cara feio. Cameron, Foreman e Chase não fazem falta nenhuma. Por mim, não precisam nem voltar. Cuddy e Wilson ocuparam muito bem o espaço que era destinado ao time, e não fizeram feio, com uma química perfeita com House. Cuddy fez o papel de “um time temporário”, ficou encarregada de discutir com House os diagnósticos, quando ele não tentava fazer tudo sozinho (o que acontecia na maior parte do tempo).

Wilson foi responsável por boa parte do humor. Toda a história do seqüestro da guitarra de House, que levou a represálias por parte do doutor, foi um dos momentos mais engraçados da série até hoje. Um diálogo mais engraçado que o outro, isso sem falar nas piadas visuais. E o que dizer de Wilson e House invadindo a casa da paciente? Quando os dois estavam juntos, foi difícil não rir. Espero que tenhamos muito mais Wilson daqui pra frente.

O caso teve uma apresentação e um final surpreendente. O início do episódio foi muito bem feito, deixando dúvidas se tudo que vimos foi um acidente, ou uma grande alucinação. Já no hospital, havia a curiosidade de como House lidaria sozinho com o caso. De cara, tivemos uma grande surpresa: House contou com a ajuda de um zelador(?!) para pensar em explicações e falar com os pacientes. Foi hilário ver o zelador tentando confortar a mãe e o marido da paciente (Megan) e dar dicas a House.

O andamento do caso não foi muito diferente do que estamos acostumados: House errando alguns diagnósticos, o paciente sofrendo súbitas pioras no estado de saúde, etc. A grande diferença foi a falta do time, que, como eu já disse, não fez falta nenhuma. O melhor do caso foi mesmo a solução: depois de ver que o namorado não conhecia nada da paciente, afinal ela era alcoólatra, tomava anti-depressivos e realizou um aborto há pouco tempo, House chegou a conclusão de que o namorado conhecia mesmo a paciente, mas não esta paciente. Houve um erro de identificação. Esta não é Megan, que morreu há alguns dias, mas sim uma moça semelhante a ela que trabalhava na mesma empresa, Liz, cuja ficha médica confirma todas as suspeitas de House.


O episódio termina com House cedendo aos apelos de Cuddy e Wilson, e decidindo contratar uma nova equipe. A fala dele gerou bastante expectativa, parece que teremos House em ritmo de reality show nos próximos episódios. Mal posso esperar, que venha o 4x02!


Allan

[Extra] Bom mesmo é ser coadjuvante


Já é clichê. Todo mundo fala que tal ator coadjuvante roubou a cena. Foi-se o tempo que para garantir uma série de sucesso bastava um protagonista bonzinho e um antagonista bem vilanesco.

O legal hoje é escolher um cast de peso. Onde cada um faz toda e qualquer diferença, elenco bom brilha junto. E sem contar que é uma vantagem danada segurar uma série como "escada". A responsabilidade é atenuada e os louros da fama, quando há acerto, são demais. As manchetes sempre vão exaltar o cara que salvou a série do fracasso, que "carrega" sozinho e por aí vai...

Eu gosto bem de apreciar o trabalho dos atores coadjuvantes, acompanhar as fofoquinhas de bastidores (quando eles resolvem bancar a diva e exigir maior participação) e, principalmente, é a minha premiação Emmy/Oscar/Golden Globe favorita. Se existe uma categoria na qual muitas vezes a justiça é feita é essa.

Fiquei pensando nos atores e atrizes que me dão gosto de ver, alguns deles já se tornaram lenda pop e são até maiores que a própria série. É o caso de Hiro Nakamura, de Heroes. Pensou na série, na mesma hora lembrou dele, associação imediata. E é um trabalho bem simpático, indicado ao Emmy e muito querido pela imprensa. O bordão "Save the cheerleader, save the world" não seria a mesma coisa sem ele.

Tenho uma missão


Nos idos dos anos 90, legal mesmo era assistir Barrados no Baile ( o nome pegou em português porque a Globo a exibiu quase que integralmente). Os gêmeos Brandon e Brenda eram bacaninhas, a família era bacaninha, mas os coadjuvantes eram de arrasar. Kelly, Donna, Steve, Pete (o cara das tortas), Andrea, David, Dylan e Valerie (que está mais para antagonista), seguravam a série de tal maneira, que ela continuou mesmo após a saída dos protagonistas. Isso que é poder.


Que Brandon e Brenda o que...


Ainda nas séries antigas, destaco o diretor assistente Skinner, de X-Files (Arquivo X). Ajudou Mulder e era uma figurinha que ganhou história e episódio próprios. Supra sumo de um coadjuvante que dá certo.

Mulder, você está insinuando o que?


Ainda em AX, os Pistoleiros Solitários eram tão queridos pelos fãs que ganharam uma spin off, The Lone Gunmen, não deu certo, mas AX não seria a mesma coisa sem a presença dos doidões conspiratórios.

Eu acho que vi um Ovni. Sim, sim, eu vi um Ovni.


Em Millennium, quem se destacava era Peter Wats, aliás, Terry O´Quinn está habituado a roubar cenas. Faz isso em Lost e ganhou, finalmente, seu prêmio Emmy. Num elenco tão grande, destacar-se já é um grande mérito, que divide também com o maravilhoso Ben Linus. Não dá para pensar em Lost sem eles.

Bigodinho e cabelo para Millennium

Jacob ama você

House tem um problema sério de coadjuvantes. Como brilhar com Hugh Laurie arrasando a cada cena? Difícil. Mas Eric Foreman consegue, ele é o único capaz de desafiar House, que o admira bastante. Cuddy também é legal, assim como Wilson, mas as suas histórias estão muito vinculadas a House, do elenco coadjuvante, só Foreman ganhou história própria.


Ele é o cara.

Supernatural tem John Winchester como coadjuvante e o papai está acostumado a roubar cenas em outras séries ( e morrer nelas, ao que parece). O ator Jeffrey Dean Morgan já deu expediente com brilho em Grey´s Anatomy (com direito a poder voltar como fantasminha camarada na nova temporada) e Weeds.

Sou tão bonito quanto eles

Cold Case é um caso clássico onde os coadjuvantes são melhores que a protagonista. Lilly é bem chatinha.Muitas situações forçam a barra para a detetive. E toda aquela fragilidade chega a irritar. Mas o cast é imprescindível. O chefe, Scoth, Vera...esses comandam.


Solta o cabelo, lindinha.


Medium não seria nada sem Joe e as meninas. O melhor marido do mundo, super compreensivo. Joe é o cara.

Minha mulher vê gente morta

E por fim, o melhor elenco de coadjuvantes que conheço; Dexter. Não tem como destacar alguém, no máximo revelar a minha total simpatia para com Angel, por toda La passion.

Laguerta eu adoro, mulher macho, sim senhor. E ser mulher, latina e num cargo de comando no meio de um bando de caras não é para qualquer um. Doakes é um grande personagem também, cara de durão, mas faz a linha família e tem uma queda por Deb, que lhe dá suavidade e humaniza. Rita e as crianças me enchem de alegria, sem elas, Dex não teria as melhores cenas cutes. Mas não posso esquecer de Masouka e suas tiradas com alto teor sexual.


Elenco bom.


Ahh, tem muita gente boa que ficou de fora, mas eles ficam como coadjuvantes :P


Danielle Mística

[Heroes] 2x01 - "Four Months Later..."

E finalmente a espera acabou. Após quatro meses, uma das séries mais cultuadas da atualidade retorna para sua segunda temporada com o título mais que direto “Four Months Later...”. Apesar da decepção da maioria dos fãs com o desfecho do primeiro volume da saga, Heroesconseguiu deixar alguns pontos em aberto para que a expectativa fosse grande.



Terminamos, então, a primeira temporada com Nathan e Peter explodindo no céu; Matt hospitalizado à beira da morte; o corpo de Sylar desaparecido; Hiro no meio do que parecia ser uma guerra no Japão do século XVII; informações que ligam o pai de Simone a Linderman, Angela e Mr. Nakamura; e a introdução de um novo super vilão através da garotinha Molly, que é capaz de encontrar qualquer pessoa com o pensamento, com exceção de um homem misterioso que a vê, caso ela tente localizá-lo. A série, ambiciosa como sempre, desenvolve no seu season premiere tudo isso e mais um pouco, acrescentando novos elementos, e alcançando níveis variados de satisfação. No geral, o saldo foi bastante positivo.


Não leio notícias de bastidores, de modo que eu não fazia idéia de quem seriam os novos atores e quem voltaria, do elenco original. Se por um lado, não foi surpresa o retorno de Peter, Matt e (infelizmente) Mohinder, eu não esperava a volta de Nathan, já que parecia ser impossível sobreviver à explosão provocada por seu irmão. A explicação não veio neste episódio, mas espero que não demore. O fato é que Nathan retornou com visual de Jack Shepard de final de 3ª temporada, arrasado pelo desaparecimento de Peter e alcoolista.


Separados no nascimento?


Já Mohinder surge logo no início do episódio introduzindo mais um elemento desta nova temporada: uma doença que afeta os superpoderosos. Descobrimos também que sua irmã foi vítima desta doença, mas o porquê de seu sangue ter curado Molly permanece um mistério. Achei um tanto patético o personagem dar palestras sobre isto, mas ao final vimos que tudo não passava de um plano, juntamente com Mr. Bennet, para se infiltrar na Companhia. E aí tivemos a aparição de um dos novos poderosos: o homem que transforma o que toca em ouro. Phoebe e Chandler adorariam esse cara!


Não é Goldmen. É gold man mesmo.


Outro ponto de destaque foi o desenvolvimento da trama que envolve Mr. Nakamura e Angela Petrelli. A ameaça de morte foi bem intrigante e agora sabemos que são nove pessoas que formam a geração anterior. Com os já falecidos Mr. Petrelli, Charles Devaux e Linderman, o grupo era de doze. O que não fica claro é se todos eles possuem poder, já que Angela e Nakamura não deram sinal disso. E este último certamente não dará mais... O que aconteceu com este grupo, quem são e qual a relação com o homem que habita os sonhos de Molly será o grande mistério para, pelo menos, metade dessa temporada.


Angela e Nakamura: apenas 24 horas para morrer.


Dois novos personagens vêm de Honduras: os irmãos Maya e Alejandro ganham bastante destaque no episódio e, a princípio, apenas Maya tem poderes. Embora não tenha ficado claro exatamente o que ela faz, tivemos uma pequena mostra de que, seja lá o que for, as pessoas que estão por perto ganham uma morte horrível. Maya ainda não controla seus poderes, mas parece que seu irmão consegue contê-la. Indo para os EUA a procura de Mohinder, a impressão é que não há uma relação direta entre eles e a trama principal, então esperemos pra ver no que isso vai dar.


Claire e Mr. Bennet agora são Claire e Mr. Buttler. É interessante a tensão que se pode criar com o fato de que, apesar de ser indestrutível, Claire precisa evitar ao máximo se expor. Uma pessoa que pode fazer o que quiser, mas na verdade não pode fazer nada. Ainda mais difícil considerando que trata-se de uma adolescente. Gostei de todas as suas cenas, mas seu interesse amoroso é vivido por um ator bem canastrão. E com superpoderes, vejam só, iguais ao de seu pai biológico. Freud explica.

Já Mr. Bennet, que teria maior facilidade para o disfarce, não consegue se conter. A seqüência foi um tanto estúpida: “Trabalho como e quando eu quiser”. Bravo, Mr. Bennet! Assim ninguém vai desconfiar de você.


Do lado negativo, temos as aventuras de Hiro. É impressionante como o personagem que mais agradou ao público acaba ganhando os piores plots. Apesar do símbolo visto já em 1671, e o eclipse que é a marca de Heroes (embora ninguém ainda saiba porquê), a trama envolvendo o tal Takezo Kensei não parece ter relevância nenhuma com os eventos presentes. Parece que estamos diante de mais uma jornada de descoberta do personagem, para que ele se torne um verdadeiro herói. Pra mim, isso tudo é desculpa pela dificuldade que é manter um personagem capaz de manipular o tempo. É só lembrar do longo período que Hiro ficou sem seus poderes, sem explicação nenhuma... De todo modo, gostei de ver Mr. Sark como o guerreiro lendário Kensei, e a idéia das lendas que são construídas, quando na verdade a história é outra. Imagino que Hiro acabará se tornando o grande herói de sua própria infância. Mas isso nem de longe é tão interessante como o restante da saga.


David Anders é Takezo Kensei. "Nome legal, hein?"

Por último, a aparição de Peter na Irlanda, sem memória e carregando no pescoço o famigerado símbolo é bem intrigante. Pensar no haitiano como responsável pela amnésia de Peter é pensar em Angela como a responsável pela prisão de seu filho e, conseqüentemente, a grande vilã da trama. Mas e a ameaça de morte que ela recebeu? As coisas não parecem tão simples e, como é de praxe nesta série, teremos respostas em breve. Satisfatórias ou não, mas teremos.


Peter Petrelli. Emo nunca mais.


Season Premiere eficiente, desenvolvendo todas as subtramas deixadas no final da primeira temporada, nos fazendo crer que o que está por vir vale a pena esperar. Nota 8,0.


No próximo episódio: Hiro mostra para Kensei o que pode fazer; o segredo de Claire ameaçado; e a volta de Niki e Sylar...




Hélio