quinta-feira, 29 de setembro de 2005

[Lost] Adrift - 2x02 (e legendas)




Eles cozinharam o espectador. Um ponto de vista diferente para os mesmos eventos é uma forma bem usual de se "cozinhar" a audiência em fogo brando; Sem maiores surpresas para não estragar os episódios seguintes. O suposto "seazilla" nada mais é do que um tubarão, mas um tubarão relativamente estranho... já que em um still do episódio vemos o mesmo emblema do macacão do Desmond na cabecinha do bicho. Estranho... muito estranho. O fato do próprio Desmond não saber reconhecer se o nosso querido carequinha, Locke, é o "cara" soa curioso mas nem tanto. Afinal, logo depois ele pede uma senha, algo que dois agentes que não se conhecem normalmente fariam. O que me faz acreditar que ele faz parte de algo que talvez não tenha dado certo... e esqueceram o coitado ali. Ele está ali tem muito tempo, na realidade, parece estar ali desde bem antes do encontro com o Jack. Resta saber se ele conseguiu fazer uma "viagem astral", sei lá!? Porque ele pede para o Locke digitar os números? Acredito que talvez esses números "reajam" quando uma determinada pessoa os digita ou estarei viajando mais uma vez? O Fashback foi bem inútil, acredito que nem o ursinho polar que o Walt ganha tenha tanta relevância assim. Fico pensando se eles não precisam de um "médiuns" para materializar as coisas da ilha. Eu acho também que "os outros" e o Dedê não tem nada em comum, talvez sejam até oponentes. Os "outros" poderiam ser os doentes da ilha, não é? Enfim, episódio morno e sem metade das respostas que eu queria mas... eles foi bem proveitoso para mim em outro aspecto! Eu sou fluente em inglês e consegui um programinha show para fazer as legendas, como eu entendo legal, consegui fazer de uma forma que evita erros maiores, que é a tradução direta para o português, inclusive sincronizando com o timecode. Não que eu ache precisamos de mais alguém traduzindo, afinal, as legendas do legendaz já são bem melhores do que a do axn! É que a vontade de poder fazer Lost acessível a mais gente me fez perceber que eu posso ajudar mesmo... fazendo legendas pra Lost, Rome e etc. Semana que vem devo estar disponibilizando as legendas do próximo ep. e quem sabe de outras séries... beijinhos pra todos!
E... ultreya!


ANCHIETA: Oi gente. Vamos ao comentário? Eu tb achei esse episódio muita enrolação. E acho q resolveram fazer um flashback sobre o Michael, pois, se pensarmos bem, ele não tem historia mais pra nenhum flashback. Então fizeram logo esse pra ninguem reclamar depois q ele era o unico sem um novo flashback. Mas q foi inutil, isso foi. Não acrescentou em ABSOLUTAMENTE NADA. A parte da ilha tb se resumiu ao pessoal da escotilha, aparecendo rapidamente somente o Charlie e a Lil... ops, Claire!!! A parte do mar tb foi bobinha, só ajudou pra me fazer gostar menos ainda (se isso é possível) do Michael. Já o final... ah o final!!! Parecia q eu tava assistindo as primeiras temporadas de Alias, a cada final de episódio um gancho de doer o estomago de nervosismo. E pra quem acompanha ALias, deve ter percebido q a trilha sonora de suspense na parte do Locke na escotilha é a mesma q é muito utilizada em Alias. O Michael Giacchino é o responsável pela trilha das duas series (aliás, ele ganhou um Emmy por Lost esse ano, de melhor trilha sonora). Voltando ao final do episodio, aqueles não são os outros, tenho certeza, mas os sobreviventes da parte de trás do avião. Até porque, se fossem os outros, estariam armados com armas de verdade e não com pedaços de pau. O final valeu pelo episódio todo. Pena q ainda falta uma semana.

PATRICK: Ao contrário da grande maioria, não achei o episódio fraco, nem que tenha sido muita enrolação. Achei natural que tivesse sido centrado no Michael, afinal de contas o filho dele foi sequestrado pelos "Outros", apesar do flashback não contar nada de novo, teve tudo a ver com o momento que o Mike estava a viver com a perda do filho, o unico ponto negativo que eu encontro é os autores terem criado um personagem tão chato como o Michael, o actor é optimo mas o personagem é do mais aborrecido que já vi, ele tornou as cenas com o Saywer no mar um pouco chatas.


Quanto a vermos o que aconteceu na escotilha atravès do Locke e da Kate, achei interessante e necessário, só não explicou o quê puxou a Kate daquela maneira, com certeza não foi o Desmond... Adorei ver a cara de satisfação da Kate ao comer um simples chocolate e ainda levar uns quantos no bolso. Outro momento interessante foi quando o Desmond perguntou quantos dos sobreviventos ficaram doentes, tudo encaixa-se com o que a Danielle falou que aconteceu com sua tripulação, também estou curioso de saber se essa tal doença infectará alguns dos nossos herois e quais as consequencias?


Como nosso amigo Anchieta comentou o final foi do melhor que há, achei muito mais interessante do que o gancho da 1ª temporada, esse reencontro com o Jin amarrado, completamente assustado gritando "Others" e vermos surgir os sobreviventos da cauda do avião armados com armas pré-históricas ficou muito show.

Resumindo foi um bom episódio, não dos melhores mas não comprometeu.
Que venha o proximo episódio, que por sinal parece ser mais interessante que este.

RIBAS:

"O QUE O HOMEM DE NEVE DISSE PARA O OUTRO HOMEM DE NEVE?"

Como sei que agora não sou só eu aqui escrevendo, como sei que logo logo teremos os comentários dos que ainda não comentaram, vou tal qual a outra vez, me ater só a alguns pontos do episódio e os pontos escolhidos desta vez, tem a ver (lógico hehehe) com a continuidade da minha clássica teoria "A Vila de Lost", senão vejamos:

  • Desmond pergunta a Locke, se ele era ELE(talvez o que deveria vir p/rendê-lo);
  • Existe uma senha e possível contra senha, para ele não ser enganado;
  • Desmond esta lá definitivamente com uma missão(talvez até seja uma "missão placebo), na qual ele tem que sempre digitar os números p/voltar o relógio;
  • Desmond conta os dias, em uma parede esperando pela rendição(mais um sinal de que acredita em algo maior, ou que vai sair, qdo vierem permitir);
  • Desmond realmente acredita em uma fantasia de que todos fora da "Vila" estão doentes e fica realmente chocado com a resposta de Locke;
  • Praticamente tudo leva a marca já citada acima, que dessa vez tivemos condições de ver um cisne e outros códigos, marca esta que evidentemente MARCA algum grupo;
  • (ADENDO) Após ler, na comunidade orkut Lost Brasil, do nosso Comentarista Anchieta, que nosso amigo Thiago Gimenes(e sua visão além do alcance) contou os risquinhos da parede, resolvi ir olhar com mais calma esta cena, confesso que não contei, maaaaaaaaas reparei algo que julgo além de ser interessante, ser mais um indício da presença de outros e de sua rendição no passado...Reparem na foto da parede, postada abaixo(original e clareada) que, existem um grupo de traços, próximos, mais escuros(mais fundos e grossos) e feitos da direita p/esquerda, o que indicia a possível existência de pelo menos um canhoto e outro destro..

Pelo menos para mim, definitivamente a cada dia que passa, mais e mais fica clara uma muito possível relação entre a idéia do filme a Vila com a idéia do que se passa na Ilha, que venham os OUTROS episódios
Ultreya!

______________________________________

  • Abaixo, participações do nosso amigo Thiago Gimenes que, com visão além do alcance hehehe, conseguiu ver uma sombra que realmente pode ser um navio e, teve o "sac..." de contar o número de risquinhos...Muito legal!! Valeu Thiago!!



Davi: Nossaaaaaa!!!! Devo dizer que adoro Lost, mas que estou anos luz de ser tão observador como o Thiago. Analisar quantos riscos há na parede da escotilha e a partir dali como fez o Ribas clarear a imagem e perceber que mais de uma pessoa os fez, é pra mim um sinal claro que o vício e a loucura começam a tomar conta do fã hehehe. Brincadeiras à parte, achei muito bacana esse detalhe que vocês pegaram e que certamente pode ter tudo a ver com o desenrolar da trama. Mas falando sobre o episódio que só pude ver nesta 3ª feira, concordo com os comentários anteriores. Adrift foi de fato um episódio de pura enrolação, mas que eu considerei necessária para mostrar as ações que ocorriam ao mesmo tempo na ilha e fora dela como no caso do pessoal da jangada. Sim, é verdade que o flashback do Michael não acrescentou muita coisa àquilo que já sabíamos, mas achei bastante coerente que ele tenha ocorrido exatamente após o sequestro do Walt. E como já bem destacou o Anchieta, o melhor desse episódio ficou pro final, quando finalmente vimos os novos personagens tão comentados até agora. Muita gente vêm especulando dizendo que eles são "os outros", mas creio que na verdade eles sejam sobreviventes do vôo 815 e/ou outros acidentes. Orientation promete esclarecer alguma coisa a esse respeito, vamos torcer.
Sobre a teoria da Vila desenvolvida pelo Ribas, concordo que ela começa cada vez mais a ganhar corpo, mas como já disse antes, imagino que as explicações de Lost não se limitem à ela, pois certamente muita coisa nova vai aparecer na cabeça maluca desses roteiristas. Aliás, se eu tivesse que fazer um exercício pra definir o que é Lost, diria que a série nada mais é que uma grande colcha de retalhos de várias idéias já vistas em outras séries e filmes. E isso seria uma depreciação? Claro que não, desde que o que vêm pela frente mantenha a coerência e traga elementos novos à estrutura da trama, porque tenho certeza que ninguém vai querer descobrir no final de tudo que a série simplesmente copiou as idéias de outras pessoas.

CYBELI:


ENID:

terça-feira, 27 de setembro de 2005

[EXTRA] Agente 86 - Estou triste

Sim, sou brasileiro;
Sim, amo meu país;
Sim, sei que o Golias faleceu hoje e rezo por ele;
Maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas
Eu adorava Mawxell Smart
Eu adorava Agente 86 e,
Fiquei muito triste, realmente triste
Em saber da passagem do Ator Dom Adams

http://www.wouldyoubelieve.com/
Ocorrida no dia 25, Domingo!!

Que sua alma fique em paz
P/onde ela for, tal lugar ficará mais feliz!!

segunda-feira, 26 de setembro de 2005

[ROME] Roma na HBO: até o herói é bandido.


Estréia em outubro a mais nova série da HBO, Roma. Conhecida pela alta qualidade das séries e pelo número expressivo de emmys que ganha a cada ano, Roma não poderia deixar de ser diferente. Cenários grandiosos, trilha sonora primorosa, atores ótimos e ... sem herói. Isso mesmo, até o herói é bandido nesse seriado que faz Gladiador parecer estória infantil. Sexo, sangue e mais sexo temperados com política. Uma política corrupta e dissimulada... bem como político brasileiro gosta.
Está tudo lá, há mais de 2000 anos atrás, mas poderia estar logo ali em Brasília.
Como o Ribas mesmo me avisou, cuidado com que você convida para assistir. Cenas fortes e secas para transportar você diretamente para Roma e se sentir como alguém que não é Romano, um bárbaro. Embora pareça que os bárbaros eram eles.
Mudando de assunto... a HBO decidiu que Carnivále não terá uma terceira temporada. Vou sentir falta do único seriado que me fez realmente sentir medo. Muito bem feito, trama amarrada, personagens interessantes em um Estados Unidos desacreditado pela pobreza da década de 30. Quem nunca assistiu, eu recomendo. E fico aqui na saudade.

E um parabéns para os nossos comentaristas... considerados os homens mais "tudibom" da Lost Brasil! Ultreya!

[EXTRA] Com./Orkut - Lost Brasil (Ano 1)

É, pois é...
Já faz tempo...
E ontem, a comunidade onde esses
7 comentaristas malucos se conheceram
fez aniversário de 1 ano!!
Dentre várias outras comemorações...
As fotos abaixo, registram algumas cenas
da comemoração ocorrida em São Paulo,
no Bar Dom Mariano...
Quem participou
(umas 32 pessoas entre membros e agregados),
tenho certeza que adorou!
Isso tem a ver com seriado ou filme?
NÃÃÃO TIO RIBAS!!!
Pois é, eu sei...
Maaaaaaaaas hoje esta valendo,
inspirado pela nova comentarista
que odeia regras, hehehe e sabendo
que este post tem a ver com vida real,
pessoas reais em momentos e alegrias reais...
Abro este espaço dessa vez!
Tentando fazer com que
Quem não pode estar conosco,
Possa pelo menos aproveitar as imagens...
Ultreya!!


(barreira contra spoilleres)

domingo, 25 de setembro de 2005

Não, não! Aqui ficamos em 7!


Sim, sim! Não somos mais 6, como disse a Cy no post aí embaixo. Somos 7!!!
Afinal de contas, eu estou entrando pra turminha de comentaristas dessa magnífica série que está levando muitas pessoas à verdadeira loucura. E eu não duvido muito que daqui algum tempo alguém se jogue de um penhasco ao descobrir certos mistérios da série.
Ok, ok. Talvez isso não vá ocorrer; povo é dramático mas nem tanto. Fora que a série ainda vai continuar por um bom tempo e duvido muito que alguém queira se matar antes de assistir o último episódio.

Enfim, enquanto não descobrimos muitos dos mistérios de LOST, inventamos teorias atrás de teorias, na esperança de conseguir solucionar algumas das loucuras da série e eu estou aqui pra isso: comentar sobre a série, dividir minhas teorias (tenho poucas mas quando tenho é uma mais maluca que a outra) e tentar chegar à alguma conclusão...se isso for possível, claro!

Espero que todos gostem da minha participação!!!

E gostaria de agradecer o convite! Brigada ao Ribas, Anchieta e toda a galera que participa do blog.
Espero que juntos, possamos tornar esse blog cada dia mais legal e mais interessante.

sexta-feira, 23 de setembro de 2005

4,8,15,16,23,42....não! Aqui ficamos em 6


Olá galera, sabe a Cybeli que o Davi mencionou no adendo 1 ali embaixo? Sim, sou eu mesma e a partir de agora também farei parte do time de comentaristas aqui no Comentários em Série. Há algum tempo o Ribas me convida a participar do Blog e agora, finalmente, resolvi aceitar e tagarelar um pouco aqui. Além de Lost, também vou dividir com vocês minhas impressões sobre outras séries bacanas que estão passando por aí...Espero que vocês curtam minha participação e também comentem, afinal há espaço para isso...Beijão a todos!!!

[LOST] Oração de Lost!


Gente... que tensão! O que foi esse episódio? Bom, estou falando do primeiro episódio da segunda temporada. Para mim... foi um alívio! Achei ótimo e já assisti... hum... 4 vezes desde ontem. Por isso vou fazer umas observações:
1. Definitivamente é o Desmond na escotilha. MESMO sotaque, mesmo cara. É ele.
2. Na parede além do número está escrito "sick"= doente.
3. A ilha certamente é uma espécie de habitat. Bom, disso a gente já sabia... só confirmamos!
4. Parece que o Walt fala de trás pra frente... uhhh... O EXORCISTA!

A segunda coisa que eu queria fazer era me apresentar: Meu nome é Lilian Baire e sou uma participante das antigas do Lost Brasil. Mil e poucos membros, muitas teorias e o primeiro tópico-monstro-chat foi meu! Estou de volta gente e deixo um beijo pra todos que aqui e lá comentam... pra terminar LIGHT fiz essa sacanagem aí embaixo...

Ilha-nossa

Vôo 815 que cai do céu
Santificado seja o vosso Jack
Venham a nós as facas do Locke
Sejam feitas as nossas jangadas
Assim na ilha como no mar
O Javali nosso de todo dia nos da hoje
Perdoai o Sawyer e todas as pessoas que ele tem ofendido
E Não deixei a Kate sumir na escotilha
Livrai-nos do Lostzilla
4-8-15-16-23-42... execute!
AMÉM!

Beijinhos!

quinta-feira, 22 de setembro de 2005

[Lost] Man of Science, Man of Faith 2x01




Pois é amiguinhos, a espera acabou. Lost voltou e em grande estilo. As últimas semanas nos brindaram com muito falatório, spoilers, notícias de que a venda do box em dvd da 1ª temporada está disparada nos EUA, e claro, a coroação de melhor drama no Emmy do último domingo para nossa série favorita. Man of Science, Man of Faith, abriu com chave de ouro a nova temporada. Sim, finalmente descobrimos o que tem na escotilha, embora ainda não saibamos o que aquilo tudo significa.

O que foi aquele início hein?! Eu pensei que se tratava de um flashback do Lock quando jovem ou algo parecido, mas não, a surpresa foi maior, o cara que víamos era simplesmente o morador!!! da escotilha. Sim, o tal Desmond de quem tanto se falou. Owww que belo começo. Tivemos também Hurley engraçado como sempre falando sobre os números malditos e até o pai do Jack reaparecendo e mostrando-se um homem menos egoísta do que aquele que conhecemos nos flashbcks da 1ª temporada. Lá na Lost Brasil postaram que esse episódio tinha muitos momentos "WtF" e hei de concordar. O que foi a Kate descendo na escotilha e de repente... começa a acontecer aquilo tudo? As cenas do Jack lá dentro explorando o desconhecido ficaram ótimas. Confesso que senti toda a apreeensão dele naqueles momentos. Principalmente quando ele dá de cara com o ilustre morador do lugar que vinha a ser um cara que ele conhecera anos antes. Mais misterioso e intrigante que isso??? Impossível. Se existiu uma única coisinha que me incomodou nesse episódio foi o Jack ainda insistindo em ser o grande líder salvador da galera. Isso às vezes enche o saco não acham? Detalhe à parte só digo uma coisa: Man of Science, Man of Faith é desde já um dos melhores episódios de série já feitos. Tá bom, posso ser exagerado mas e daí? Lost me deixa empolgado. Bem vinda de volta Lost.

Adendo 1:

Ontem comentando com a Cybeli sobre o episódio, ela me chamou a atenção pra uma coisa interessante. Como é que o Desmond tinha suprimentos perecíveis lá dentro? Sim, se vocês repararam ele tinha cerejas, aveia e outras coisas por lá. Como é que ele arranja aquilo? Ele sai de lá? Alguém leva pra ele? Se sim, quem e como? Outro detalhe, como é que lá tem água encanada e energia elétrica? Qual era o outro único lugar da ilha que já vimos que tinha eneregia elétrica?


Sim sim, a cabana da Danielle, onde o Sayid foi torturado com choques lembram?? Danielle teria alguma ligação com Desmond? O ribas comentou bem que no armári odas armas faltavam algumas e vejam se as armas daquele armário não parecem muito com que o Sayid pegou na cabana quando fugiu lá atrás no episódio 9. Coinscidência?? Acho que não.


Mais opiniões? Claro, aqui elas vem em dose quádrupla

Anchieta: Obaaa! Já não aguentava mais de saudades dessa série. E só de pensar q semana que vem tem Lost E Alias, quase choro, hahaha. Mas sim, sobre o episódio, definitivamente ESTE DEVERIA TER SIDO O ULTIMO EPISÓDIO DA 1ª TEMPORADA!!! Além de explicar para os mais apressadinhos o q tinha na escotilha, ainda acabaria com uma surpresa, e que surpresa!!!
Mas como já falaram tanto sobre o episódio aqui, nem posso falar muito, senão fica repetitivo. Patrick, eu nem tinha ideia de q o cara do acidente era o pai da Shannon, como vc percebeu isso?
Quanto ao Walt, pode ser pura viagem minha, mas acredito que aquilo fosse algum tipo de holograma ou reprodução da imagem dele, onde quer que ele esteja, mas q mostra exatamente o q ele fazia naquele momento. Talvez tentasse dizer alguma coisa à Shannon, mas não conseguiu, foi impedido pelos outros. Isso é só o q acho.
E Davi, não acho q o Desmond tenha alguma relação com a Danielle, ou talvez tenha, sei lá. Lembro q ela pôde dar choques no Sayid pq tinha baterias. O que eu acho é q ele tinha relação, sim, com o Ethan. E mais: foi para lá q ele levou a Claire.
E definitivamente, o cabo q o Sayid encontrou era da escotilha e por isso lá tinha energia elétrica.
Agora uma coincidência q eu percebi, mas q acho q nem tenha nada a ver com o misterio do Jack. Logo no inicio da primeira temporada, nosso querido Artz tem sua perna q foi bastante ferida pela queda, tratada pelo Jack, e no fim da temporada: tchan, tchan, tchan, tchan, nem precisa de uma bengala para andar. Algo parecido com o q aconteceu com a Sarah. Será q o Jack tem o poder do milagre, q ele tanto faz questão de mostrar q não acredita?! Isso sem falar no Locke, claro, q assim como a Sarah deveria ser, era paraplégico, mas voltou a andar. Mas ele nada tem a ver com o Jack, acho eu.
Bem, era isso. A vantagem de assistir no domingo é que faltam só tres dias pro proximo episódio, hehehe. Até lá.

Patrick: O que dizer deste início de temporada? Não fiquei decepcionado, pelo contrário adorei o conteúdo da escotilha e tou doido pra descobrir como? Porquê? Quando? Para não repetir o que o Davi e o Ribas já comentaram, vou apenas referir 2 pontos que achei interessantes e que meus colegas não referiram:
1º Mais uma vez uma personagem relacionada com outra aparece num flashback. Desta vez foi Adam Rutherford, pai da Shannon que morre vitima do mesmo accidente da futura esposa do Jack.

2º A estranha aparição fantasmagorica do Walt, seria apenas uma visão? Foi Vincent que levou sua nova dona até ele? não se consegiu perceber o que ele dizia mas uma rádio americana fez uma limpeza no audio e parece que o que ele diz é "não carreguem no botão"...

Estou impaciente, à espera do proximo épisodio para descobrir mais coisas sobre o Desmond e o conteúdo da escotilha e desta vez não deixarei a preguiça me vencer e baixarei o épisodio assim que estiver disponivel!

Adendo 2: Querem ouvir o que o Walt diz à Shannon? Aqui está o Link para baixarem o audio:

http://lost.cubit.net/audio/walt_audio.wav


Ribas(compondo o quadrado):
É seu Davi, que início de temporada heim!!??
Carambolinha viu!! Muita coisa vc já disse, muita coisa foi falada pelas comunidades, Muita coisa ainda será dita aqui pelo Anchieta e pelo Patrick, maaaaaaaaaaas se estão pensando que não vou falar nada além de que ADOREI o episódio, vcs estão enganados...
Quero me ater apenas ao Desmond, e memso nele apenas alguns detalhes, que são:
  • Vcs repararam que tudo dentro da escotilha é super "arcaico", desde o computador, passando pela decoração, instrumentos de ginástica e tudo o mais? Isto posto, como ele poderia estar lá há tanto tempo e estar correndo com o Jack no Estadio, pouco tempo antes? Será que ele apenas "rendeu" algum outro grupo e/ou pessoa? Quem?
  • Vcs repararam, que nada ali dentro foi feito p/uma única pessoa viver?
  • Vcs repararam que no armário de armas, existem locais vazios, acusando que outras pessoas retiraram armas de lá e não devolveram? Onde estão tais pessoas e/ou armas?
  • Vcs repararam, que o logo do uniforme é o mesmo logo da porta do armário de remédios que, por sua vez, tem no rótulo os números?
  • Vcs repararam que além de tudo citado acima, teremos vários mistérios novos e peças mais estranhas neste quebra cabeças?

Pois é...
Essa temporada promete muito!!
Adorei o ep 2x01 !!!
Que venham os próximos!!!
Ultreya

terça-feira, 20 de setembro de 2005

[EXTRA] Alegria


Pois pois...
Começo esse post em homenagem ao nosso comentarista lusitano,
o Patrick e, homenageando-o
aproveito p/homenagear ao Davi e a Anchieta tb...
É muito bacana ver quando acertamos ao seguir sinais!!
E, aqui no blog não foi diferente
Começei sozinho, tive apoio dos 3 e de mais uma dezena,
que me ajudavam s/aparecer ou apenas comentavam...
Alias, "apenas"é modo de falar, pois cada comentários
é uma verdadeira injeção de animo
p/continuar...
Quase parei com tudo algumas vezes...
Diminui o ritmo várias vezes...
Maaaaaaaaaas
Sempre mantive a idéia, e a vontade de manter este "diário"
Então, tive a idéia, será que eles iriam aceitar?
Convidei e cá estão os tres...
Uma apresentação aqui, um post tímido ali...
Aí resolvi cutucar(adoro isso hehehhe)
Criei o post do EMMY 2005 e lá deixei espaço p/os
3 interagirem e então, a gde surpresa aconteceu!!
Todas as minhas espectativas foram superadas!!!!
Queria agradecer aos 3 por terem me dado
essa alegria e queria dizer que a idéia, foi
um sucesso!!!
Faremos isso várias outras vezes
Obrigado por terem aceito o convite
Obrigado aos que vieram ler
Obrigado aos que leram e comentaram
Voltem sempre
Esse quarteto promete!!
E essa promessa é p/vc leitor(a)
Ultreya!!

domingo, 18 de setembro de 2005

[Prêmio EMMY 2005] Resultado e comentários

LOST
Melhor Seriado Dramático 2005
Iupiiiii
É...
Pois é
Assim dá gosto heheheh
Enquanto a segunda temporada não vem,
vou colocar o resultado final do EMMY 2005 e
alguns comentários a respeito,
aguardem possíveis comentários do Davi
Anchieta e Patrick,
Pois sei que em diferentes estados e países
os tres tb estavam ligados acompanhando
Ultreya!!

Melhor seriado de comédia
Arrested Development (FOX)
Desperate Housewives (ABC)
Everybody Loves Raymond (CBS)
Scrubs (NBC)
Will and Grace (NBC)
COMENTÁRIOS:
Anchieta: Eu torcia por Desperate Housewives. Mas tinha certeza q Everybody Loves Raymond levaria a maioria dos prêmios como uma homenagem à sua última temporada. Não merecia. Mas DH chegou agora, ainda tem muitos Emmys pra concorrer.
Davi: Minha torcida estava dividida entre DH e Scrubs, mas como Everybody Loves Raymond acabou de se despedir após 9 anos de considerável sucesso, tava meio evidente que iriam homenagear a série.
strong>Patrick: Eu torcia por "Arrested Development" mas fiquei contente por "Desperate Housewives" ter perdido essa categoria, não consigo perceber como esse seriado faz tanto sucesso...
Ribas: (...)

Melhor seriado de drama
Deadwood (HBO)
Lost (ABC)
A Sete Palmos (HBO)
24 (FOX)
The West Wing (NBC)
Damon Lindelof recebe o prêmio Emmy
de melhor seriado de drama por Lost

COMENTÁRIOS
Anchieta: Vibrei muito quando Lost ganhou. Confesso q duvidada um pouco de que isso fosse possível, por ser uma série de ficção e por estar em sua primeira temporada. Mas vibrei muito. Tb gosto muito de 6FU, mas a 4ª temporada foi das mais fracas. Só ficaria feliz tb se o prêmio fosse para 24 Horas. Mas tá bom do jeito que tá.
Davi: Minha torcida claro era para Lost que sem dúvida nenhuma obteve uma vitória merecidíssima. O conjunto da série é disparado superior à maioria das outras de drama e tenho para mim que esse foi o 1º prêmio de vários que virão se os realizadores mantiverem a qualidade e o interesse da audiência. Das demais concorrentes na categoria, acompanho apenas 24 horas que também é excepcional e vi alguns episódios de Deadwood quando ainda era exibida pela Fox. Só ficaria realmente decepcionado se dessem o prêmio para The West Wing, uma série que jamais me cativou.
Patrick:
Foi feita justiça. Apesar de tb gostar de "24 horas" e "A Sete Palmos" , achei que "Lost" mereceu ganhar, no geral este seriado teve uma primeira temporada perfeita.
Ribas:
Confesso que gosto de West Wing e alguns episódios são ótimos maaaaaas no todo, deixa a desejar, Deadwood não conheço, A Sete Palmos, me perdoem os fãs mas eu não gosto, sei que alguns irão querer meu figado mas se 24 horas ganhasse eu não ficaria de todo triste pois a última temporada foi ótima, poréééééém VIVAAAAAAAAAAAAA LOST GANHOU lalala


Melhor reality show
The Amazing Race (CBS)
American Idol (FOX)
The Apprentice (NBC)
Project Runway (BRAVO)
Survivor (CBS)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Sou muito fã de American Idol e The Apprentice, mas o prêmio foi merecido para The Amazing Race. Tá pra nascer um reality tão competitivo quanto esse. E o prêmio era pra isso, não?! Apesar de torcer mais pelas duas mencionadas, achei justo o prêmio.
Davi: Realities realmente não me enchem os olhos e desses só acompanhei O Aprendiz, por quem claro torci. Um programa que considero muito bacana não apenas por trazer entretenimento, mas também informação, sem falar da figuraça que é Donald Trump.
Patrick:
(...)
Ribas: (...)

Melhor ator em um seriado de comédia
Jason Bateman - Arrested Development (FOX)
Zach Braff - Scrubs (NBC)
Eric McCormack - Will & Grace (ABC)
Ray Romano - Everybody Loves Raymond (CBS)
Tony Shalhoub - Monk (USA)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Das 5, só sou realmente fã de Will & Grace, mas sei q esse não foi o melhor ano da série. Então tb torcia pro Zach Braff, q merecia por todos os anos em q não foi sequer indicado.
Davi: Confesso que se acompanhei 5 episódios inteiros de Monk foi muito, e nunca vi nada de tão excepcional no Tony Shalhoub (Fãs da série, por favor não me massacrem muito). Minha torcida era para Zach Braff , um ator bastante versátil (quem viu Hora de Voltar sabe do que falo) e que inclusive escreve alguns episódios de Scrubs.
Patrick:
Não conheço o vencedor por isso não sei se foi justo, eu apostava no Jason Bateman.
Ribas:

Não conheço os outros, maaaaas odeio Monk, então sou suspeito a comentar...


Melhor ator em um seriado de drama
Hank Azaria - Huff Showtime
James Spader - Justiça sem Limites/Boston Legal (ABC)
Hugh Laurie - House (FOX)
Kiefer Sutherland - 24 (FOX)
Ian McShane - Deadwood (HBO)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Injustiça!!! Apostava em todos os outros, menos no Spader. Foi a zebra da noite. Minha torcida, lógico, era para um tal de Jack Bauer, que teve sua melhor temporada esse ano.
Davi: Nessa categoria eu fiquei extremamente decepcionado com o resultado. Pô, com os fantásticos Hugh Laurie e Kiefer Sutherland na disputa deram o prêmio logo pro mala do James Spader? Injustiça das grandes.
Patrick:
Também achei injusto meu voto iria para Kiefer Sutherland...
Ribas:
Fiquei triste, primeiro pq não gosto do Spader, segundo pq o Kiefer Sutherland é a encarnação do Jack Bauer, é o papel da vida dele e ele nasceu p/ser um agente da OCT,
primeira injustiça da noite...

Melhor atriz em um seriado de comédia
Marcia Cross - Desperate Housewives (ABC)
Teri Hatcher - Desperate Housewives (ABC)
Patricia Heaton - Everybody Loves Raymond (CBS)
Felicity Huffman - Desperate Housewives (ABC)
Jane Kaczmarek - Malcolm In The Middle (FOX)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Uhhhuuuuuu!!!!! Minha torcida era justamente para a Felicity Huffman. Para mim ela é a alma de DH. Pensava que ela era a que tinha menos chances das três, mas acabou levando. Talvez, para acabar um pouco com o show de estrelismo e troca de farpas q as colegas Marcia Cross e Teri Hatcher vinham mostrando.
Davi: Diferente do Patrick, eu adoro DH e torcia pela Teri Hatcher, mas fiquei satisfeito com a vitória da Felicity Huffman, assim como ficaria se a Marcia Cross faturasse o prêmio.
Patrick:
Odeio DH, existem outras actrizes de comédia que mereciam estar entre as nomeadas
Ribas:
Com 3 indicações na mesma categoria, não ganhar nenhuma seria estranho, maaaas fica a pergunta, se'ra que não existem outros seriados de comédia?



Melhor atriz em um seriado de drama
Jennifer Garner - Pseudônimo Perigo/Alias (ABC)
Patricia Arquette - Medium (NBC)
Mariska Hargitay - Law and Order Special Victim's Unit (NBC)
Glenn Close - The Shield (FX)
Frances Conroy - Six Feet Under (HBO)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Apesar de torcer com os dentes pela Jennifer Garner tinha certeza de que ela não ganharia. Quem sabe ano que vem, com a provável última temporada de Alias. Mas fiquei feliz com a escolha da ganhadora. Confesso q nunca assisti Medium, mas vontade não faltou e finalmente a Sony resolveu exibi-la a partir de novembro. Aproveito para deixar meu protesto contra o tio Ribas, q definitivamente precisa de óculos. Só isso explica tanto desdém por tanta beleza da mulher considerada a 3ª mais gostosa do mundo por uma revista americana.
Davi: Tá aí uma grande surpresa. Das indicadas eu apontaria a Patricia Arquette como a grande azarã da premiação. Torcia pela Jennifer Garner, não apenas porque adoro Alias mas porque de fato a considero excelente atriz. Glenn Close também mereceria o prêmio, mas o fato de The Shield ter uma exposição menor deve ter influenciado na decisão do jurados.
Patrick:
Minha preferencia recaía em Jennifer Garner, até porque adoro Alias, mas não achei injusto a Patricia ganhar.
Ribas:
Segunda injustiça da noite, tudo bem que Glen Close é muito mais atriz que todas as outras, mas o papel em The Shiled(que eu adoro) deixa a desejar mesmo, Tudo bem que pouco tenho a falar da MAriska e da Frances, tudo bem que a PaAtricia Arquete é uma ótima atriz e tal, maaaaaaaaaas Jennifer Garner, É ALIAS, ela uma guria sem muito sal, pequena, orelhuda e sem grande outros atributos fisicos, consegue dar credibilidade a personagem e tenho certeza que povoa os sonhos de muitos homens e até pq não mulheres... Querem mais atriz que isso...????


Melhor ator coadjuvante em um seriado de comédia
Jeffrey Tambor - Arrested Development (FOX)
Brad Garrett - Everybody Loves Raymond (CBS)
Peter Boyle - Everybody Loves Raymond (CBS)
Jeremy Piven - Entourage (HBO)
Sean Hayes - Will and Grace (NBC)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Esta noite eu torcia descaradamente CONTRA Everybody Loves Raymond. Ainda que mereça, não gostei dos prêmios q a série ganhou. Minha torcida era para Sean Hayes, que ao lado de Megan Mullally dão vida à Will & Grace. Mas como a próxima é a ultima temporada, quem sabe ano que vem...
Davi: Tá aí uma categoria em que eu não conhecia o trabalho de ninguém e que por isso mesmo não tinha nenhuma preferência.
Patrick:
Minha aposta era o Jeffrey Tambor.
Ribas: (...)


Melhor ator coadjuvante em um seriado de drama
William Shatner - Justiça sem Limites/Boston Legal (ABC)
Terry O'Quinn - Lost (ABC)
Naveen Andrews - Lost (ABC)
Oliver Platt - Huff Showtime
Alan Alda - The West Wing (NBC)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Injustiça das grandes!!! Era Terry O'Quinn na cabeça.
Davi: Eu escrevi na comunidade do orkut e escrevo aqui também. Deram o prêmio pro Willian Shatner só porque ele tá velho e decadente. Quiseram homenagear o cara antes que ele morra. Injustiça absurda não terem reconhecido o trabalho maravilhoso do Terry O'Quinn em Lost.
Patrick:
Maior injustiça da noite!!! Terry O'Quinn merecia o prémio pela sua optima interpretação em "LOST"! >:-(
Ribas:
Bom, agora complicou, para um fã da série clássica, é dificil não torcer p/o eterno capitão Kirk, seja como for, nunca apostaria no Naveen, Gosto do Alan, pouco conheço o Oliver e Se não estivesse Presente o Velho capitão, diria de alma lavada que fiquei triste pela derrota do "Coronel" Terry... Maaaaaaaaas outros EMMYs virão...


Melhor ator em minissérie ou telefilme
Jonathan Rhys Meyers - Elvis (CBS)
Ed Harris - Empire Falls (HBO)
Geoffrey Rush - The Life and Death of Peter Sellers (HBO)
Kenneth Branagh - Warm Springs (HBO)
William H. Macy - The Wool Cap (TNT)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Filmaço (já disponível em DVD). Mereceu todos os prêmios que levou.
Davi: Difícil ter alguma preferência nessa categoria uma vez que não tive oportunidade de ver o trabalho de nenhum dos indicados. Não resta dúvidas que os nomes são excelentes e portanto se fosse escolher algum (mesmo sem ver a atuação) escolheria o Geoffrey Rush em função da boa consitência de seus trabalhos anteriores no cinema.
Patrick:
(...)
Ribas:
Não assisti nenhuma das indicações, maaaaaas um ator que homenageia o eterno inspetor Clouseau, teria meu voto tb


Melhor ator coadjuvante de uma minissérie ou telefilme
Randy Quaid - Elvis (CBS)
Paul Newman - Empire Falls (HBO)
Phillip Seymour Hoffman - Empire Falls (HBO)
Christopher Plummer - Our Fathers Showtime
Brian Dennehy - Our Fathers Showtime

COMENTÁRIOS
Anchieta: Só cara safo!!! Teria a té medo de concorrer aqui. Só posso opinar depois q a HBO Brasil exibir a minissérie.
Davi: Mais uma vez difícil opinar, mas ficaria com o Paul Newman.
Patrick:
(...)
Ribas:
Precisa comentar? Nem a noviça rebelde alteraria esse resultado, Paul Newman em um quinteto desses é até maldade


Melhor atriz coadjuvante em um seriado de comédia
Doris Roberts - Everybody Loves Raymond (CBS)
Jessica Walter - Arrested Development (FOX)
Holland Taylor - Two and a Half Men (CBS)
Conchata Ferrell - Two and a Half Men (CBS)
Megan Mullally - Will & Grace (NBC)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Odeio ELR!!!
Davi: Nunca acompanhei com fidelidade Everybody Loves Raymond, mas como também nunca gostei muito das outras séries (tirando Arrested Development), considero que a Doris Roberts foi uma boa escolha.
Patrick:
Meu voto ia para Jessica Walter, como não sou fã dos outros seriados não posso julgar...
Ribas: (...)


Melhor atriz coadjuvante em um seriado de drama
Sandra Oh - Grey's Anatomy (ABC)
Tyne Daly - Judging Amy (CBS)
Blythe Danner - Huff Showtime
CCH Pounder - The Shield (FX)
Stockard Channing - The West Wing (NBC)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Gosto muito de Grey's Anatomy, mas não achei a Sandra Oh tão destacada assim na primeira temporada. Quem sabe na segunda... Blythe Danner é ótima atriz, portanto, confio na escolha. Ah, tio Ribas, assista Entrando Numa Fria q vc conhecerá a ganhadora.
Davi: O que a Sandra Oh tem de feia tem de excelente atriz. Merecia ser melhor observada pelo juri. A atuação dela em Grey's Anatomy é muito bacana. Recomendo uma olhada a quem não a conhece. Sobre a vencedora não tenho como comentar pois não conheço.
Patrick:
(...)
Ribas:
Nunca vi a atriz vencedora nem o seriado, portanto só vou dizer que estava na torcida pela Stockard ou a CCH Pounder


Melhor atriz em minissérie ou telefilme
Blythe Danner - Back When We Were Grownups (CBS)
Debra Winger - Dawn Anna Lifetime
S. Epatha Merkerson - Lackawanna Blues (HBO)
Halle Berry - Their Eyes Were Watching God (ABC)
Cynthia Nixon - Warm Springs (HBO)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Torcia por Cynthia Nixon por gostar dela desde Sex & The City, mas não cheguei a ver nenhum dos indicados.
Davi: Novamente complicado opinar nessa categoria. Confesso aliás, que das indicadas só conheço a Halle Berry que ainda assim não levaria minah indicação por ser inconstante demais.
Patrick:
(...)
Ribas: (...)


Melhor atriz coadjuvante de uma minissérie ou telefilme
Camryn Manheim - Elvis (CBS)
Joanne Woodward - Empire Falls (HBO)
Charlize Theron - The Life and Death of Peter Sellers (HBO)
Jane Alexander - Warm Springs (HBO)
Kathy Bates - Warm Springs (HBO)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Kathy Bates na torcida!!!
Davi: Outro caso em que opinaria baseado exclusivamente nos trabalhos cinematográficos de duas das indicadas. Votaria na Charlize Theron que além de linda, mata a pau na frente das câmeras. A outra aposta seria para a já consagrada Kathy Bates.
Patrick:
(...)
Ribas: (...)


Melhor minissérie
Elvis (CBS)
Empire Falls (HBO)
The 4400 (USA)
The Lost Prince (Masterpiece Theatre PB)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Talvez The 4400 não tenha ganhado por não ser mais minisserie, e sim um seriado. É a unica explicação que vejo.
Davi: Hah gostaria de ter visto The 4400 faturando essa. Quem já viu a 1ª temporada que acabou sendo considerada uma minisérie vai concordar que eles mereciam sorte melhor. Quem sabe ano que vém com a outra temporada...
Patrick:
(...)
Ribas:
Como torcia para 4400 que até rendeu um seriado regular, estou tentado a citar esse resultado como a terceira injustiça da noite, maaaaaaaaas como ainda não vi os outros 3, ficarei quieto...


Melhor performance individual em um programa de variedades
Jon Stewart - The Daily Show With Jon Stewart Comedy Central
Jay Leno - The Tonight Show With Jay Leno (NBC)
Hugh Jackman - 58th Annual Tony Awards (2004) (CBS)
Tracey Ullman - Tracey Ullman Live & Exposed (HBO)
Whoopi Goldberg - Whoopi Back To Broadway (HBO)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Passo... mas foi legal ver o Hugh Jackman já com a barba do Wolverine recebendo o prêmio.
Davi: Não torcia por ninguém aqui, mas devo destacar que só pelo fato de Hugh Jackman ter dado vida ao Wolverine ele merecia algum prêmio não importando em que cerimônia ou categoria fosse. Dos demais indicados, via o Jay Leno quando existia o canal E! na grade da Net mas depois que tiraram nunca mais acompanhei. Whoopi Goldberg é engraçadinha de vez em quando mas não levaria minha indicação.
Patrick:
ADORO a Tracey Ullman, acho que ela merecia o prémio!
Ribas: (...)


Melhor diretor de uma série de comédia
Charles McDougall - Desperate Housewives (Pilot) (ABC)
David Frankel - Entourage (Pilot) (HBO)
Gary Halvorson - Everybody Loves Raymond (Finale) (CBS)
Randy Zisk - Monk (Mr. Monk Takes His Medicine) (USA)
James Burrows - Will & Grace (It's a Dad, Dad, Dad, Dad World) (HBO)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Merecidíssimo, principalmente por ser do episódio piloto, q foi o q me conquistou na série e me manteve como fiel observador durante toda a temporada.
Davi: Uma das minhas satisfações da noite foi ver DH faturando prêmio de direção. Tudo bem que as concorrentes eram fortes, mas apostava na vitória de Charles McDougall. Azar da concorrência.
Patrick:
Pessima escolha! :-P
Ribas: (...)


Melhor diretor de uma série de drama
Quentin Tarantino - CSI: Crime Scene Investigaton (Grave Danger) (HBO)
Gregg Fienberg - Deadwood (Complications) (HBO)
Peter Horton - Grey's Anatomy (A Hard Day's Night) (ABC)
J.J. Abrams - Lost (Pilot (Part 1 & Part 2) (ABC)
Peter Tolan - Rescue Me (Pilot) (FX)
Alex Graves - The West Wing (2162 Votes) (HBO)

J.J. Abrams recebe o Emmy
de melhor diretor de uma série de drama

COMENTÁRIOS
Anchieta: Uhhuuuuuuu!!!!! Nem sabia q ele concorria a melhor diretor. Tava torcendo pro Tarantino por ter feito o melhor episódio de CSI até hoje, mas quando vi o nome de JJ Abrams entre os indicados, nem pensei duas vezes e mudei de preferência. Foi o prêmio mais comemorado da noite por mim.
Davi: Ebaaaa nosso herói JJ levou. E viram como o cara tava humilde no palco? Disse que não esperava ganhar hehehe. Torcia muito por ele mas confesso que o nome de Tarantino entre os indicados me incomodava positivamente também. Quem viu o trabalho do cara em CSI deve ter babado assim como eu.
Patrick:
Emmy muito bem entregue! Foi justissimo!
Ribas:
Se o JJ estivesse competindo com Alias, eu não vibraria nem um pouco com a vitória, pois não gosto da repetitiva sequencia de ações em praticamente todos os episódios, maaaaaaaaas como foi com LOST, então VIVAAAAAAAAAAAAAA dois votos p/LOST!!!


Melhor diretor de um programa de variedades, musical ou comédia especial
Louis J. Horvitz - 77th Annual Academy Awards (ABC)
James Bobin - Da Ali G Show (Rekognize) (HBO)
Chuck O'Neil - The Daily Show with Jon Stewart (# 9010) Comedy Central
Bucky Gunts - The Games of the XXVII Olympiad (Opening Ceremony) (NBC)
Merry Foley - Late Show With David Letterman (# 2269) (CBS)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Passo. Categoria dispensável.
Davi: Poxa difícil essa hein?! Se tivesse que realmente indicar alguém ficaria com o vencedor mesmo. A Abertura das últimas olimpíadas foi sensacional.
Patrick:
Minha escolha seria James Bobin.
Ribas: (...)


Melhor diretor de um um programa de variedades, musical ou drama especial
Fred Schepiisi - Empire Falls (HBO)
George C. Wolfe - Lackawanna Blues (HBO)
Stephen Hopkins - The Life and Death of Peter Sellers (HBO)
Joseph Sargent - Warm Springs (HBO)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Merecido, como já mencionei. Quem não viu, pode alugar correndo.
Davi: Tá aí gostei da premiação embora ainda não tenha visto esse especial sobre a vida do Peter Sellers. Só conheci o trabalho do Stephen Hopkins agora vendo a minisérie Traffic no TNT e já gostei.
Patrick:
(...)
Ribas:
Fiquei definitivamente curioso e com vontade de assistir esse especial, adorava o velho convidado bem trapalhão

Melhor roteiro de um seriado de comédia
Barbie Adler - Arrested Development (Sad Sack) (FOX)
Brad Copeland - Arrested Development (Sword of Destiny) (FOX)
Mitchell Hurwitz, Jim Valley - Arrested Development (The Righteous Brothers) (FOX)
Marc Cherry - Desperate Housewives (Pilot) (ABC)
Philip Rosenthal, Ray Romano, Tucker Cawley, Lew Schneider, Steve Skrovan, Jeremy Stevens, Mike Royce, Aaron Shure, Tom Caltabiano, Leslie Caveny - Everybody Loves Raymond (Finale) (CBS)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Assisti a uns 5 episódios da 1ª temporada e, apesar de achar diferente, criativo, não me cativou.
Davi: Sei que elogiam bastante Arrested Development e concordo com isso, mas devo dizer que ainda assim prefiria ver a vitória de Marc Cherry com DH.
Patrick:
Prémio merecido, este seriado apresenta roteiros muito bons no seu conjunto.
Ribas: (...)


Melhor roteiro de um seriado de drama
David Shore - House (Three Stories) (FOX)
J.J. Abrams, Damon Lindelof, Jeffrey Lieber - Lost (Pilot) (ABC)
David Fury - Lost (Walkabout) (ABC)
Peter Tolan, Denis Leary - Rescue Me (Pilot) (FX)
George Pelecanos, David Simon - The Wire (Middle Ground) (HBO)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Injustiça. Lost merecia pela sua originalidade.
Davi: Claro que eu torcia por Lost e especificamente pelo roteiro de Walkabout, mas a vitória de David Shore foi bem justa também. O episódio final de House é sensacional.
Patrick:
Torcia por "LOST"!
Ribas:
Como nunca vi House, não vou falar em injustiça, maaaaaaaas que eu estava torcendo por Lost, isso eu estava mesmo...


Melhor roteiro de um programa de variedades, musical ou comédia
Da Ali G Show (HBO)
The Daily Show With Jon Stewart Comedy Central
Late Night With Conan O'Brien (NBC)
The Late Show With David Letterman (CBS)
Real Time with Bill Maher (HBO)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Passo.
Davi: Dos indicados só conheço o Late Show do David Letterman e até mesmo por isso torcia por ele.
Patrick:
Eu adoro o Late Night With Conan O'Brien, por isso era por quem eu torcia.
Ribas: (...)


Melhor roteiro de uma minissérie ou filme
Richard Russo - Empire Falls (HBO)
Scott Peters, Rene Echevarria - The 4400 USA
Christopher Markus, Stephen McFeely - The Life and Death of Peter Sellers (HBO)
Ricky Gervais, Stephen Merchant - The Office Special BBC AmericaMargaret
Nagle - Warm Springs (HBO)

COMENTÁRIOS
Anchieta: Preciso dizer alguma coisa? Por não considerar The 4400 minissérie, achei merecidíssimo.
Davi: Hah sou suspeito pra dizer mas torcia muito por The 4400 aqui também. As histórias são instigantes e objetivas. Tomara que ela tenha mais sorte no próximo ano.
Patrick:
(...)
Ribas:
Definitivamente eu vou ver esse programa!!
Maaaaaaaaaaaas bom é isso!!!
Aguardemos o Emmy 2006
Tomara que Lost ganhe mais prêmios com a segunda temporada
E tomara que 24 Horas, ganhe algo...
Ultreya!!

sábado, 17 de setembro de 2005

[FILME] Hostel

Titulo Original:Hostel
País: Estados Unidos
Direção: Eli Roth
Produção Executiva: Quentin Tarantino
Gênero: Terror
Site Oficial: http://www.hostelfilm.com/
Ano: 2005
Duração: 95 min
Elenco:
Jay Hernandez, Derek Richardson, Eythor Gudjonsson, Barbara Nedeljakova, Jana Kaderabkova, Jan Vlasák, Jennifer Lim, Lubomir Silhavecky, Paula Wild, Lubomir Bukovy, Petr Janis, Jana Havlickova, Vanessa Jungova, Daniela Bakerova, Zina Blahusova, Josef Bradna, Ota Filip, Jakub Habarta, Milda Havlas, Drahoslav Herzan, Rick Hoffman, Martina Kralickova, Martin Kubacák, Petra Kubesova, Takashi Miike, Mirek Navratil, Christopher Allen Nelson, Barbora Oboznenkova, Nick Roe, Petr Sedlacek, Vladimir Silhavecky, Jan Spanbauer, Miroslav Táborský, Mark Taylor, Natali Tothova, Radomil Uhlir, Lubos Vinicky, Katerina Vomelova, Philip Waley, Patrik Zigo.
Quem me conhece, sabe que eu não gosto da pseudo genialidade doentia do QT...
Quem me conhece, sabe que eu achei ridiculo a sequência Tanrantínica do episódio duplo, final, da quinta temporada de CSI - Las Vegas. Me refiro àquela sequência ridicula na sala de autópsia(ou, para quem preferir, necrópsia)...
Quem me conhece, eu diria que...Me conhece...
Maaaaaaaaaaaaaaaaaas ta bom!!
Eu assumo, gostei desse filme! Definitivamente é um filme PERTUBADOR!!
Eu poderia citar falhas, poderia comentar da história(espero que totalmente surreal), poderia dizer (e estaria falando sério) que não pretendo, nunca, contraria crianças do Leste Europeu, poderia dizer que gostei muito do Elenco feminino, poderia dizer que aquela música assobiada é um saco, poderia dizer que fiquei feliz de só ver um dedo de Tarantino, na "homenagem" feita ao filme "Pulp Fiction", poderia enfim dizer muuuuitas coisas maaaaaaaaaaaaaaas, embora eu aconselhe este filme (para quem tem estomago), só irei repetir que é...
PERTUBADOR!!!!!



X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X-X

ABAIXO PARTICIPAÇÃO (DE 10/JAN/2007), DO COMENTARISTA DAVI A RESPEITO DO FILME, TRAÇANDO UM PARALELO, BASEADO NA SUA VISÃO, ENTRE O FILME E ALGUNS PROBLEMAS DO BRASIL...

“O Albergue” é um retrato do Brasil.


O filme de suspense-terror-trash “O Albergue”, dirigido por Eli Roth e com produção de Quentin Tarantino em realidade nada mais é do que uma cópia barata de outro filme sanguinolento: “Jogos Mortais”, entretanto, ao assisti-lo pela terceira vez e vendo a posição brasileira frente aos crimes de violência percebo que “O Albergue” é um filme cult e chega a ser, mesmo que não tenha sido realizado para tal, um documentário fidelíssimo do atual Sistema Judiciário Brasileiro.

Davi, você está ficando louco? Nem citam o Brasil no filme.

Concordo, entretanto de um modo quiçá espiritual eu vejo o Brasil retratado neste filme e com extrema frieza. O filme demonstra como o Brasil trata às vítimas diretas ou indiretas da violência, como são tirados os direitos previstos em nossa Carta Magma sem qualquer misericórdia, o que faz do Brasil um país torturador.

Para relatar minhas impressões vou antes falar sobre o filme para que vocês me entendam e depois vou realizar um paralelo com a nossa atual situação.

O filme começa como tantos clássico do cinema Trash começam: três amigos estão viajando como mochileiros pela Europa, a procura de drogas, sexo e diversão. Enquanto passeiam por Amsterdã, um outro jovem lhes fala de um albergue no leste europeu, escondido na região da Bratslávia, onde existem garotas maravilhosas que adoram turistas americanos. Os três então embarcam para o lugar, que a princípio parece ser a realização de seus sonhos, com lindas colegas de quarto e sexo fácil. Tudo está perfeito, até que um por um os três amigos começam a desaparecer.

Eles são levados a um local gerenciado por um grupo chamado “Caçadores de Elite”, lá são amarrados, torturados, mutilados e mortos por membros pagantes deste clube.

E o Brasil, onde fica?

Vamos falar dele agora, ok?
Em 26 de setembro de 1995 foi promulgada a Lei Federal 9.099, que cria o Juizado Especial Criminal (Jecrim).
A criação do Jecrim insere-se no movimento conhecido como direito penal mínimo ou abolicionismo moderado, que prega uma redução do sistema penal para a resolução dos conflitos sociais evitando ao máximo o encarceramento.
O Jecrim visa julgar as infrações penais de menor potencial ofensivo, por meio de conciliação das pessoas envolvidas ou penas outras que não a prisão. É nítido o caráter de descriminalização.
Dispõe que o processo será orientado pelos critérios da oralidade, simplicidade, informalidade, economia processual e agilidade, buscando, sempre que possível, a conciliação ou a transação. Ou seja, deve haver por parte do juiz atos que estimulem as partes a fazerem concessões recíprocas em torno das questões pretendidas para que se resolva o litígio da maneira mais harmoniosa possível.
Procura, assim, garantir o acesso mais ágil e efetivo à justiça para as pessoas que, em outras circunstâncias, teriam de resolver seus problemas em instâncias tradicionais, altamente burocratizadas e morosas, e que por conta disso, provavelmente não obteriam a justiça.
Mas infelizmente, na prática, os conciliadores, no Jecrim, partem diretamente para a aplicação da multa, mesmo sem a presença de um representante do Ministério Público e sem ao menos ouvir o relato das partes, argumentando que a "agilidade" é o fator primordial do sucesso do juizado. Diante disso, os acusados, mesmo contrariados, aceitam a pena antecipada de multa, embora não entendam bem seu significado, e saem, na maioria das vezes, com a sensação de impunidade.
Isto se torna mais dramático quando se trata da violência doméstica: esta é uma situação que costuma se repetir e na qual vítima e agressor dividem o mesmo espaço físico. Assim o agressor, ao sair do Jecrim, considera que é irrelevante bater em mulher e que o espancamento é até permitido - basta que ele pague o preço. Mais uma vez os princípios orientadores da lei distanciam-se da sua aplicação prática. Em nome da agilidade, os juizados querem resolver os processos e não os conflitos. A vítima, que deveria encontrar maior satisfação e respaldo nesse sistema, sai absolutamente frustrada com a forma trivial e banal do tratamento dado ao seu conflito. Para ela, não se fez justiça. Para ela, a justiça lhe foi negada quando procurou o Estado para punir seu agressor. E no entanto, o agressor aparece à sociedade como um benfeitor, ao entregar cestas básicas para entidades assistenciais.
De acordo com esta lei, as infrações penais de menor potencial ofensivo são aquelas que, a partir do critério objetivo de pena máxima de um ano, foram consideradas de menor gravidade. Por essa razão, são buscadas outras soluções que não a privação da liberdade do acusado. Para esses casos, a lei possibilitou a conciliação, a transação e a reparação do dano.
No Código Penal, os crimes que têm pena máxima de um ano são: lesão corporal dolosa de natureza leve, lesão culposa, ameaça, rixa, constrangimento ilegal, omissão de socorro, maus-tratos, violação de domicílio e de correspondência, apropriação indébita, entre outros, bem como todas as contravenções penais, como porte de arma, vias de fato, perturbação do trabalho ou do sossego alheio, embriaguez, etc.
Pois bem, com a criação do JECRIM cria-se no Brasil a “Comercialização da Violência”, onde o agressor sabe que pode fazer o que bem entender com a vítima e depois o Estado lhe encaminha um boleto bancário para pagamento de serviços.
No filme “O ALBERGUE” o Brasil é o clube “Caçadores de Elite”, proporcionando ao agressor todas as ferramentas necessárias para uma boa mutilação, para um bom espancamento e para que o agressor se sinta a vontade para retornar ao clube outras vezes.
As vítimas do filmes são nossas vítimas brasileiras, meros corpos numa vitrine para serem violentados e tomados seus direitos. Assim como Yuri, a garota japonesa do filme que se suicida após ver seu rosto mutilado, muitos brasileiros, vítimas de violência sentem a mesma impotência, causando graves casos de depressão e morte social do indivíduo.
O único sobrevivente do filme entra num ciclo de violência, ao encontrar com seu algoz no aeroporto e tirando-lhe a vida no banheiro. Assim como muitos outros brasileiros que não vê justiça em seus casos de violência e preferem realizá-la com suas próprias mãos.
Podemos realizar diversos paralelos com os personagens dos filmes à nossa realidade, uma realidade onde um soco na cara tem um valor de mercado, um chute tem outro e assim sucessivamente. Vamos alegorar para entender.
Sujeito “A” profere espancamento em sujeito “B”. Sujeito “B” procura delegacia de polícia, é subjulgada e precisa abrir representação para que o sujeito “A” seja punido. Sujeito “B” faz um exame de corpo de delito, sequer é tocado pelo médico que profere laudo de lesão leve, sem avaliar o dolo mental e social do sujeito “B”.Sujeito “A” no julgamento do Jecrim é “punido” com um ano de cestas básicas par alguma ONG.
Considerando que a cesta básica média hoje vale R$203,64 , multiplicando isto por doze dá o total de R$ 2443,68. Ou seja, o judiciário Brasileiro pode sem duvida alguma realizar a seguinte propaganda:
“Promoção do Ano:”
“Amigos, aproveite esta oportunidade! Descarregue suas energias da forma mais primitiva e pague em até 12 vezes sem juros, no cheque ou no cartão”. “E não acaba por ai, você paga para espancar alguém e de brinde ganha a morte social e psicológica do fulaninho.”
Com tristeza.

Davi

sexta-feira, 16 de setembro de 2005

[FILME] Cry Wolf


Titulo Original: Cry Wolf
País: Estados Unidos
Direção: Jeff Wadlow
Gêneros: Terror / Suspense
Ano: 2005
Elenco:
Julian Morris, Lindy Booth, Jared Padalecki, Jon Bon Jovi, Krystal Browning, Antonio D Charity, Ethan Cohn. Gary Cole, Elizabeth Domin, Zack Dulli, Aaron Fiore, Jarvis W George, Paul James, Jesse Jansen, Stephanie Nicole Kelley, Sandra Macoy, Anna Deavere Smith, Kristy Wu.
Site Oficial(bem legal alias):
http://www.crywolfmovie.com/

Comentários e criticas:

Tal qual as clássicas formulas de "sucesso" já batidas há decadas, de se fazer um seriado p/adolescentes, com adolescentes envelhecidos que não envelhecem, fórmula esta, originária com "Barrados no Baile" e que tem sua continuidade com, dentre outros, "The OC", a industria do cinema tb invariavelmente surge com o tradicional filme de assassinos em série com tara e/ou raiva de adolescentes aborrescentes...

Nos últimos tempos, eu realmente achei que a industria tinha evoluido um pouco e jogado a fórmula clássica, de adolescentes em idade escolar e/ou universitária, p/jovens agentes do FBI(Mind Hunters), maaaaaaaas vendo "Cry Wolf", percebi que eu estava enganado...

Estar enganado é ruim? Devo confessar que não... Afinal eu tb confesso que gosto desse tipo de filme e, embora a cada novo exemplar holywwodiano, e a cada novo episódio de "CSI" e outros seriados do gênero, fique mais dificil se surpreender com uma boa trama, com um bom "ah não acredito que ele(a) seja o assassino(s)", neste filme eu posso dizer que não me arrependi nem perdi algum tempo da minha vida...

Tá bom, não é nenhuma obra prima, maaaaaaaaaaas conseguiu fugir das clássicas regras mortais, afinal não teve nenhuma morte durante a transa e nenhum seio siliconado apareceu...Além disso o final é bem interessante, principalmente se pensar-mos que, ao contrário dos outros filmes e seus finais, este é plenamente factível e ao mesmo tempo um pouco inesperado...

Sem mais, devo dizer que não vou soltar spoilers, não vou falar mais quase nada, além de que gostei e que aconselho quem gosta do gênero, assistir mais este filme...

Ah Visitem o site oficial DEPOIS, que é bem batutinha!!

Ultreya!