sábado, 20 de maio de 2006

[24] Episódios 21 e 22 - 3 A.M. - 5 A.M

Bom dia, boa tarde, boa noite, qualquer que seja a hora que você estiver lendo este blog, antes de mais nada gostaria de me apresentar, meu nome é Leonardo, tenho 21 anos e sou mais do que fã da série 24 Horas, gosto muito de debater sobre a série, discutir (de maneira saudável, é claro), de especular, adivinhar, fantasiar, enfim, 24 fez os filmes passaram a ser “mornos” para mim. Não consigo ver outra coisa com a mesma mistura de adrenalina + roteiro + personagens + tensão + surpresas em nenhuma outra produção televisiva. Estou assumindo o lugar do nosso querido e gente finíssima Tio Ribas, como é carinhosamente chamado, que teve que se ausentar. Obrigado pela indicação Ribão!!

Pretendia comentar o apenas o episódio 22, que foi o último, para assim preparar-me para a season finale, mas antes precisamos fazer um “wrap-up” do 21.

Esses episódios da “madrugada-reta-final-de-temporada” foram feitos para pensarmos que a trama se desenvolveria em torno da gravação e da deposição de Logan. Sabíamos desde o princípio que essa caçada poderia dar muito pano pra manga, mesmo “sem que haja mais nenhuma ameaça terrorista”, em um desenrolar parecido com a madrugada da segunda temporada. Os roteiristas são mestres em deixar com pulgas atrás de nossas orelhas; inclusive com questões que ultrapassam uma temporada. Por exemplo, quem não ficou um tempão imaginado de onde vem aquela bela morena assassina free-lancer, Mandy? Ainda descobriremos, num futuro distante. Estão fazendo o mesmo com essa nova “patota do bluetooth”, como alguns já chamam, encabeçada pelo misterioso Graham. E são eles que estão nos deixando encabulados, pois são poderosos: mandam no presidente; têm muito conhecimento: sabiam desde o fim do quarto dia que Jack fingiu a própria morte; têm muitos recursos: facilmente interceptaram uma ligação da CTU e tiveram condições de forjar um sinal de seqüestro falso partindo do avião do Jack. Logo, pouca coisa não são. E até agora, com 4 episódios de aparição e já no final da temporada, nenhum maior esclarecimento sobre eles foi dado. Tudo indica que eles darão mais problemas no futuro, ou desaparecerão misteriosamente, como a Mandy. Então, recorri ao guia oficial, que classificou Graham como “power broker”, ou seja, uma pessoa ou grupo que exerce grande influência política e/ou econômica sobre o presidente dos EUA. Um detalhe, eu nunca assisto previews/promos, portanto se já souberem da resposta de algo aqui por terem visto, peço que não comentem, mas sim quando sair o episódio, e teremos mais com o que trabalhar.

O episódio foi obviamente fantástico, já que é de 24, e serviu pra preparar o terreno pro 22, que foi ainda melhor do que este. Os pontos fortes aqui foram as suspeitas que levantamos em relação aos personagens que já se tornaram “da casa”. 24 é o tipo de série que ninguém pode dar uma de gaiato e dizer que vai adivinhar o que vai acontecer, por isso que eu gosto de fazer isso, hehehaha! E comecei desconfiando da Karen. Viram na hora em que ela recebe o alerta de que Bierko está pronto para a transferência, e então ela vai à presença dele, assina o papel lá e dá aquela olhadinha? Tudo pode acontecer. E então ele entra na van, cujo motorista certamente é do seu time. Foi como no filme SWAT, o Bierko é bilionário, não poderia terminar assim. Enquanto estava sendo medicado, ele provavelmente conver$ou com todo mundo ali perto, talvez até com a Karen, para acertar os detalhes da fuga, que acontece logo no início do 22. Olhem só a carinha de inocente dela:

Photobucket - Video and Image Hosting

Isso foi bom, fez reavivar a ameaça terrorista para abrir mais um layer para a trama, pois já faz 5 episódios que o vilão é o próprio governo americano.

Então, voltemos à questão do Logan. Foi triste ver as seguintes cenas

Photobucket - Video and Image HostingPhotobucket - Video and Image Hosting

para depois ver que um loser como “Miles Papazian” interviria em seu favor. Na verdade essa reviravolta ilustra o que acontece com muita freqüência em ambientes de trabalho hierarquizados como esse. Sempre haverá um fdp colocando seus interesses à frente do bem maior. Mas já devem ter dito antes aqui, né? Gregory Itzin definitivamente merece o Emmy, que atuação! Stephen Spinella (Miles) também não perde por muito. Consegue representar muito bem um retardado ambicioso. Porém perspicaz.

Fora o pouso do avião, que foi tenso porém poderia ter causado mais problemas, o que para nós é diversão: as asas bem que deveriam ter batido naquele viaduto, gerando incêndio, explosão e mortes de diplomatas!! Inclusive poderia ter atraído a atenção dos marines, enfurecer Logan mais ainda e dar repercussão futura. Só lembrando, com a investida no avião, Jack ficou mais conhecido do que nunca. Pessoas de vários países o viram. Felizmente não havia um chinês lá, mas somemos isso às outras aparições do Jack em público nesta temporada, por exemplo quando ele salva a menininha da infecção por Sentox no shopping do ep. 8. Isso pode dar ooooutros problemas.

Se o episódio teve alguma falha, eu diria que foi o excesso de tempo usado na mesmíssima cena entre 3:48 e 3:56, aproximadamente. Mas pode ter tido um efeito positivo. Outra coisa que não dá pra entender é o Bierko, sendo um terrorista rico daquele porte, ter sido transferido pra uma prisão de nível um, o que reforça a minha teoria de que tem alguém da parte burocrática ajudando. Em outras palavras, este episódio não teve falhas sérias.

Agora Chloe, quem diria hein. Se deixou enganar por um estúpido como o Miles... hehe. Jack devia estar lá com ela, mas ele também é humano né coitado? Tava lá de afagos com sua bela Audrey, que fica ainda mais atraente quando descabelada.

Chega de 21, vamos pro 22!

Já que eu estava falando da Audrey, viram como ela é linda... trabalha descabelada e quase que de pijama, e é eficiente do mesmo jeito. Só pra comparar: vejam ela às 10 da noite, e depois às 5 da manhã:

Photobucket - Video and Image Hosting

Mas não é esse o propósito desse comentário, alias nem sei por que coloquei essa foto aí, hehehe... Vamos ao que interessa:

Se o mistério em torno da natureza dos vilões está nos deixando inquietos, então este episódio veio pra agravar essa situação. Muitos acontecimentos no antepenúltimo episódio, jogada proposital dos roteiristas para nos deixar pensando “o que vai acontecer nessas duas horas restantes? Tem muita coisa sem solução ainda!” É claro que nem tudo será resolvido e/ou esclarecido. Infelizmente acho que a turma do bluetooth só será pega em uma temporada futura. Assim como achamos ao final do episódio 23 da segunda temporada que o Jack tinha muito por fazer no último episódio, mas o Max sumiu e nunca mais ouvimos falar dele (exceto pra quem já jogou 24 – The Game). Vamos aos pontos que merecem destaque:

1 - A conversa entre Jack e Henderson. Meu Deus, esse Robocop é ainda mais astuto que eu pensava! Primeiro homem que conseguiu desestabilizar o Jack emocionalmente. Tem conhecimento profundo de tudo. Até mesmo dos mísseis que serão roubados neste episódio, OMG! Foi dos melhores diálogos desta temporada. Faz lembrar as duas primeiras temporadas, onde havia um pouco mais de conversa e menos pega-pra-capar.

Photobucket - Video and Image Hosting

E isso é importante: as relações entre os personagens. Mais tarde neste mesmo episódio, na casa do Malina, Henderson tinha mais cartas na manga. E surpreendeu.

2 – Jack e o pescoço de Miles: isso me decepcionou. Esperava pelo menos uma batidinha da cabeça dele na parede, afinal ele merece. Miles saiu como vencedor :( O tapinha que a Karen deu então, foi fraaaco demais.

3 – Aaron, enquanto interrogado: perfeito ver que nem naquele estado ele amolece. O próprio Logan ficou sem palavras. O ápice foi vê-lo chamando de “Charles”. E ele fará mais, faltando só o Mike abrir os olhos de uma vez né. A partir deste momento Aaron se torna peça chave da trama, correndo o risco até de ser contemplado no ‘previously’ do 23. Muito bom para o personagem, que é o único vivo além do Jack que apareceu em todas as temporadas, e vem ganhando destaque nos acontecimentos de “hoje”. As fotos a seguir, respectivamente dos episódios 6, 10, 17 e 22 dizem mais que 1000 palavras.

Photobucket - Video and Image HostingPhotobucket - Video and Image HostingPhotobucket - Video and Image HostingPhotobucket - Video and Image Hosting

4 – O Terror ressurge: um dos possíveis alvos de Bierko é o retiro presidencial ou a própria CTU, já que ela continua operante e o prendeu... sendo ele orgulhoso... Ou quem sabe o consulado russo, ou até viajar com o submarino para o Estreito te Bering! Hahaha menos, né. Mas eu aposto no retiro presidencial. Nesse caso, Jack entrará num dilema: ele quer a cabeça de Logan, mas haverá mais gente lá que não deve morrer, então Jack salva Logan, que ficará mais embaraçado ainda. Agora Jack terá salvo sua própria pele, mas ainda assim precisará se livrar de Jack. Será? Será?

Mas houve uma falha nesse episódio, grave, pra mim. Esse último Sentox caiu do céu. Os 20 já tinham sido usados, um no shopping do ep. 8, outro no hospital do 11, e um na CTU no 12, fora os DEZESSETE que vemos nesta foto, do episódio 15, totalizando 20...

Photobucket - Video and Image Hosting

Isso deve ter sido devido a uma mudança de idéia dos roteiristas a partir de certo episódio, já que Manny Coto, um dos principais escritores, declarou em seu fórum no dia 1º de fevereiro que os episódios 20-23 estavam sendo produzidos (vide este link http://www.mannycoto.com/forum/index.php?showtopic=89&hl=currently+outlining), e não entendi, já que as filmagens começaram no dia 26/7/2005 e pensei que a essa altura já estavam com tudo terminado. Vai ver eu sabia menos do que pensava, heheha.

Estamos apreensivos para a próxima terça, para alguns segunda, onde apreciaremos o tão esperado final da temporada. Não me atrevo a falar nada além do que já disse nesse enorme post, onde já tem tanta coisa errada, :D

Boa diversão para todos!


6 comentários:

Comentarista Peter disse...

Gostei do seu comentário... não vejo 24, mas fofo o blog todo, mas abafa.


Seja bem-vindo ao blog, e divirta-se comentanto... :D

Comentarista Peter disse...

*fofoco

¬¬

Bruno disse...

Aeee.
Leo ficou muito show seu post!
Seus comentarios sao sempre mtu inteligentes!
parabens pela escolha!
flw

Comentarista Alice disse...

Leonardo,

Bem vindo ao Blogg! E não se incomode com o Pete, ele é maluco mesmo! :P

Muito boa sua estréia! Gostei muito do texto! Mais um aqui que tem a manha de escrever!

Pena que eu nao assista 24, mas acompanho os comentários!

Bom, vida longa para voce aqui! E mais uma vez parabens pela estreia!

Anônimo disse...

Alguem ja disse que esse presidente lembra muito o atual Bush?
11 de setembro, alguem acredita que foi ato de terroristas?
Tem muitos documentarios que dizem que tudo foi armado por Bush.
ESPERO QUE FAÇAM AS LEGENDAS EM TEMPO RECORDE, ACHO QUE NEM VOU ESPERAR POR ELAS.

Comentarista Leonardo disse...

Galerinha, fico muito feliz com as boas vindas. Espero ter bons momentos aqui (tenho certeza que terei!)Agora, na tensa expectativa pelo final da temporada, tenham paciência e vejam com legenda, será mais gostoso. :D
Prometo caprichar no post sobre a season finale!
Para o Anônimo: sim, tudo indica que tudo isso foi algo parecido com o que foi ilustrado nesta temporada de 24: Logan, um grande inseguro autoritário, réplica perfeita de Bush, lembrando também Nixon. E eu também acredito que essa onda toda foi plano deles mesmos, vejam:
- Antes do 11/9/1, os EUA possuíam uma prioridade em cada região do mundo. No OM era alimentar conflitos, gerando motivos para o reforço militar de Israel numa região repleta de petróleo; na América do Sul, a prioridade era combater o narcotráfico; na China, a pirataria, e assim vai. Com o 11/9, tudo ficou mais fácil pra eles: a prioridade passou a ser só uma em todo o globo, a SEGURANÇA. Tudo falado anteriormente se resume a essa palavra, no final das contas.
- Serviu para transformarem a base de Guantánamo em prisão para capturados em "guerra", sem sequer dar um julgamento a eles, e quando questionados pela ONU, não confirmam nem desmentem, apenas alegam que estão batalhando contra o terrorismo.
- Nos primeiros dias depois do 11/9 o evento foi chamado de "ato terrorista", mas logo mudaram o enfoque para "ato de guerra", dando margem para a interpretação de que o responsável é um país "inimigo", dando-lhes assim o direito de contra-atacar. E o fizeram, com o apoio da ONU, no Afeganistão.
- A popularidade do Bush estava baixíssima pouco antes de 11/9.
- Depois disso, eles conseguiram argumentos para mandarem muito mais na sociedade americana, que é a única entidade que poderia equilibrar as coisas: os EUA nunca se importam com nada de fora, mas se opinião pública doméstica reprovar em larga escala, eles voltam atrás. Com o medo encobrindo tudo, eles se livram deste problema.
- Conseguiram ajuda para continuar sua campanha de "não-proliferação de armas nucleares"... dos outros." Tão pressionando o Irã, alegando que este não pode "ir contra os anseios da comunidade internacional" <-- poxa, nem fui convidado para participar dessa 'comunidade', alguém aí foi?

E a semelhança com a jogada para botar a culpa em Cummings: arrumaram não um, mas 20 testas-de-ferro para culpar, os 19 terroristas dos aviões + Bin Laden, o grande bode expiatório. Pois alguém conseguiria explicar como que se entra com mais de uma dezena de facas e/ou estiletes + gás lacrimejante em 4 aviões comerciais americanos?

Gostaria de ouvir alguém dizendo que isso é um absurdo.