quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

[FNL] 5x08 Fracture

"You're knocking on the wrong doors." – Coach Taylor

A adolescência fica normalmente marcada como a época da vida em que procuramos pelas soluções de nossos problemas nos lugares errados. Claro que há exceções, mas aprender a se virar pelo mundo sem ainda ter experiência suficiente e nem poder se sustentar sozinho, é sempre a causa dos maiores dilemas nesta idade. O que vemos em "Fracture" é essa fragilidade transparecendo na maioria de seus personagens, até de forma literal como a contusão de Buddy Jr, que embora tenha sido casual parece servir de símbolo para esse momento adverso dos Lions, quando tudo tem tendência para dar errado. Vince depois de passar toda sua vida desamparado, enxerga em seu pai a única esperança para seu futuro, principalmente por finalmente ter alguém de sua família cuidando de seus interesses. Para isso, ele está disposto a posar como a estrela de seu time na televisão, acreditando ser muito mais importante que o restante de seus companheiros. Depois de faltar em um treino para visitar uma das universidades interessadas em seu talento e, além disso, mentir para o técnico aproveitando da delicada condição de sua mãe, Vince está bem próximo de perder o controle de seu time e até de si mesmo. A verdade é que apesar de manter a invencibilidade no campeonato, a equipe dos Lions está prestes a implodir, chegando a uma condição alarmante quando os jogadores se envolvem numa briga prestes a entrar no ginásio onde seriam saudados por sua torcida. Coach Taylor pode até tentar motivá-los, mas isso não diminui sua frustração ou mesmo o grande desafio que terá para lidar com os desentendimentos em sua própria comissão técnica, assim como todo o assédio sobre seus jogadores. No caso de Vince, talvez a única pessoa capaz de ainda salvá-lo seja Jesse, podendo trazê-lo de volta a um caminho mais sóbrio, pelo menos a tempo de conseguir uma vaga em uma universidade que realmente valorize seu talento.

Talvez não fosse preciso mencionar novamente o quanto Julie sentiu-se isolada durante seu breve período na universidade, terminando por se envolver com o tutor de seu curso por ter sido o mais próximo que encontrou de uma companhia. Depois dessa relação virar um escândalo, de nada adiantou fugir para Dillon, já que Derek logo aparece para tentar consertar a situação. Sua presença ali também pouco contribuiu para aliviar qualquer aborrecimento, além de mostrar que continuaria se aproveitando da frágil condição da garota. A decisão de Julie ao fazer o retorno no meio da estrada não poderia ser mais significativa: virando-se para fazer as pazes com seu passado e terminando diante da porta que sempre esteve aberta para ela. Se toda essa tediosa trama universitária serviu para provar que Julie estava errada em procurar por seu próprio caminho, não posso dizer que tenha sido justa, mesmo que fosse merecido esse reencontro com Matt Saracen.

Tivemos também o retorno de Epyck, que já vinha sentindo falta há alguns episódios, servindo ainda como um problema para Tami resolver e assim ganhar um pouco mais de tempo em cena. Ainda que pouco desenvolvida, o drama de Epyck se enquadra ao tema de "Fracture" por ela tentar sabotar seu próprio futuro enquanto se mantém presa aos traumas do passado. Já Becky esteve envolvida numa história mais leve, aproveitando uma excursão com as amigas do Landing Strip para participar de um concurso de beleza. Nem por isso foi menos importante, já que ela teve a chance de revelar suas aflições e assim finalmente dar uma nova chance ao relacionamento com Luke. Não só me impressionou seu delicado gesto de deixar um bilhete ao garoto no vidro de seu carro, como o concurso de beleza em si, quando o entusiasmo das strippers nunca parece ser julgado, mesmo que claramente fora de propósito. Embora desconfie cada vez mais que esse também será o caminho escolhido por Becky em breve -- sua admiração pela quantidade de dinheiro na mesa, a surpresa de Luke ao saber do emprego de Mindy, etc. --, não acredito que será possível dar dimensão suficiente a uma decisão como essa em apenas cinco episódios. Pois é, restam apenas mais cinco episódios para finalmente nos despedirmos de Dillon. Já está deixando saudades.

Fotos: Reprodução.

e.fuzii
twitter.com/efuzii

Um comentário:

Blogger disse...

I have just downloaded iStripper, and now I enjoy having the sexiest virtual strippers on my taskbar.