sexta-feira, 20 de maio de 2005

[Revelations] Hora 1


PessoALL aqui estou eu de volta para dividir com vocês alguns comentários acerca dos episódios de Revelations. Eu que já havia sido conquistado pela série desde o 1º contato, confesso que ao rever o 1º episódio que comentarei hoje, fiquei ainda mais fascinado pela forma como tudo é colocado e dramatizado. Bem, chega de enrolação e vamos ao episódio.
Que tal um 1º episódio, ou hora como preferirem, que começa com um professor de Harvard falando a seu alunos sobre o Big Bang e como tudo teria começado segundo a visão da ciência? A teoria definida ali, colocava que a inevitabilidade daquela explosão inicial convergira numa série de equações improváveis que por sua vez culminaram na criação da vida e do homem e que posteriormente essa mesma equação causaria o fim de tudo. Se isso já fosse pouco, o tal professor ao ser indagado por um aluno se haveria lugar para Deus nessa equação, afirma que sim, mas somente se ele se fizesse presente, numa clara colocação de que para a ciência não há espaço para eventos misteriosos ou milagrosos o que abre gancho para um elemento que as ações a seguir mostram ser a essência da mini-série:tudo gira em torno de milagres

Quando conhecemos a freira Josepha Montafiore, ela testemunha com milhares de pessoas, a sombra de Cristo na cruz refletida no alto de uma montanha, dando a clara impressão de que um milagre ocorrera. O que descobrimos ser bom para ela em seu trabalho para a Fundação Ekland, responsável pela documentação de milagres que possam comprovar que o fim dos dias se aproxima. Mas como a moeda tem dois lados, somos apresentados ao Dr. Richard Massey, um homem que não acredita em milagres. E um exemplo disso é dado em uma palestra proferida por ele defendendo que os acontecimentos relatados na bíblia como as pragas do Egito no livro de Êxodo, nada tiveram a ver com milagres divinos, mas sim com o resultado de uma erupção vulcânica que (a) teria transformado o Nilo em um rio de lama vermelha, (b) provocado uma mudança súbita de habitat para muitos sapos que (c) morreram em função do forte calor e teriam atraído insetos que (d) teriam carregado a Tífus e infectado as pessoas que trabalhavam no campo provocando dentre outras coisas, a morte de várias crianças recém nascidas. Uma explicação que certamente deixaria orgulhoso qualquer ateu. E para dar a Massey uma razão ainda maior para ser antagonista aos assuntos relacionados à fé, descobrimos que ele teve sua filha Lucy raptada e brutalmente assassinada pelo líder de uma seita de satanistas, o coração dela fora arrancado e usado em um ritual.E o que é ainda pior, apesar de capturado e preso, o assassino Isaiah Haden mostra saber muita coisa sobre o Dr. Massey e sua família demonstrando ainda ter estranhos e impressionantes truques a mostrar como na cena bizarra e ao mesmo tempo aterrorizante em que decepa seu próprio dedo sem que com isso sua mão sangre! Exagero ?? A princípio sim, mas há de se lembrar que o sujeito tem ligação com o mal o que poderia explicar de alguma forma tal fenômeno. E dessa forma Revelations monta seu trio à la Arquivo X, com a crédula freira Montafiore (Mulder), o descrente e cético professor Massey (Scully) e o mal encarnado na figura de Haden (Canceroso).

Nesse turbilhão a dupla Massey&Montafiore acaba se encontrando depois que uma garota é atingida por um raio que a coloca em um estado de morte cerebral, mas que não a impede de transformar-se em fonte de estranhas mensagens sobre o fim dos dias. E é através de uma mensagem desenhada por ela no que parece ser um mapa escrito com símbolos antigos indicando coordenadas que Montafiore chega ao Dr. Massey, afirmando que ela fora enviada até ali por causa do desenho e pedindo a ele que o examinasse. Massey acaba dispensando-a mas fica intrigado ao reparar que o mapa tem um desenho de um burro idêntico ao que sua filha fizera pouco tempo antes de morrer. Isso o leva até o hospital onde a garota em coma é mantida, (uma junta discute se ela já pode ser considerada uma doadora de órgãos em função de seu persistente estado vegetativo) e ali ele confronta a irmã Josepha acerca do desenho levantando suspeitas sobre suas reais intenções. A discussão no entanto é interrompida quando a freira recebe a informação de que a garota sofrera parada cardíaca e que a junta médica já iniciava procedimentos para retirada de órgãos que seriam doados. Montafiore discute com os médicos para que eles tentem reanimar a garota, enquanto Massey, lembrando de sua filha, segura a mão da garota provocando um súbito retorno de frequência cardíaca, o que surpreende todos na sala e marca o final desse 1º episódio.

Hey, mas esperem, naquele texto introdutório sobre a série, comentei sobre um bebê sobrevivente de um naufrágio lembram? E ele aparece nesse episódio abrindo um mistério que vai ser explorado nos restantes, mas que já deixa uma dúvida: seria ele o anti-cristo descrito pelo apóstolo João nas escrituras? A resposta virá...aguardem.

3 comentários:

Henrique disse...

Opa! Davi e Ribas!

Parabéns pela comunidade (Orkut) e por este blog, respectivamente!... caras.. a série me pegou de surpresa e estou gostando bastante.. já estou na 4ª hora.. e já não sei se acho bom ter mais dois pela frente ou ruim o fato dela ser de tiro curto! ehehehe
Tomara que no final não nos decepcionemos né?
Quanto aos textos aqui do blog! continuem assim.. tanto para Revelations quanto pra Lost! estou preso neste canal tb!
Abraços!

CaroL Thomé disse...

Alooooooow
quando vem o próximo post/hora?? quero saber se o mundo acabou e eu não fiquei sabendo!

Anônimo disse...

Conta mais.... cade o 3º e o 4º ....
Andreza