quinta-feira, 26 de maio de 2005

[Revelations] Hora 2


Bem amigos da Rede Globo, ops... troquei o canal. Putz, péssima essa mas relevem... Deixem isso pra lá e vamos aos comentários da 2ª hora. E Carol, calma, ainda não é agora que o mundo vai acabar hehehehe.


Depois de mostrar sinais de vida, a tal garota embora ainda em coma (Olívia é o nome dela) é retirada do hospital pela freira Josepha e pelo Dr. Massey (descritos no episódio por funcionários de Harvard como a Noviça Rebelde e o Professor Aloprado), sendo levada para um local desconhecido pelas autoridades, mas não para quem assiste, que logo descobre que o lugar é o convento das “Sisters of Mercy”. É lá que as freiras tentam mais uma vez convencer o cético professor de que os sinais para o fim dos tempos estão muito evidentes e descobrem que as mensagens em latim ditas pela garota já não se limitam ao livro do apocalipse, pois agora ela também fala sobre o livro de João e Jó.

A seguir vemos a viagem de retorno do Dr. Massey para casa onde dentro do avião ele tem uma estranha premonição a respeito de uma catastrófica turbulência e em seguida uma visão de sua filha dizendo a ele que precisa de sua ajuda para chegar ao céu. O que fica meio evidente de que talvez seja esse o ponto em que ele começa a deixar de lado toda a racionalidade da ciência e busque explicações que essa não possa dar.

Na prisão, o satanista Isaiah Haden, começa a ampliar seus joguinhos psicológicos depois que um padre inexplicavelmente tenta reprimi-lo na frente dos outros presos dando-lhe uma oportunidade de dizer àqueles homens que “seu deus” os ama não menos pelo que eles teriam feito, mas sim pelo que eles fizeram, o que os impressiona e dá claras amostras de que embora preso ao confinamento de uma solitária, Haden exerce forte influência no lugar. Alias, que belo lugar para ele angariar seguidores não?

Enquanto isso Josepha leva Massey ao Instituto Eklind para apresentá-lo a seu empregador. É nesse ponto que ficamos sabendo que o bebê resgatado do naufrágio do mar adriático e descrito como milagroso, pode na verdade ser filho de uma freira que afirma nunca ter tido qualquer contato íntimo com homens, o que poderia sugerir uma nova virgem Maria, colocando desta forma uma imediata necessidade de encontrá-lo. Massey no entanto sugere que somente um teste de DNA indicando ausência de um pai poderia tirar essa dúvida e que mesmo assim o bebê poderia ser uma espécie de clone. Aqui mais uma vez a série confronta a questão fé x ciência, ou sob outra ótica, Massey dando uma de São Tomé, aquele que só acreditava vendo. Massey aliás, descobre estar sendo vigiado por alguém após dois estranhos acontecimentos. O 1º deles com a visita de sua ex-mulher que recebera fotos que mostravam seu encontro com o afilhado dela, o garoto Hawk, que parece ter sido o grande amigo da filha assassinada do professor e posteriormente ao ser quase atingido por uma cabeça decepada de porco arremessada contra a janela de sua casa, e que ao lado da aparição de duas estranhas e lindas morenas com olhares diabólicos durante o vôo de Massey e Montafiore para a Grécia dão o tom bizarro/sombrio do episódio (no 1º foi o dedo decepado por Haden).


Ao chegarem na Grécia, mais precisamente em Patmos, uma pista sobre o paradeiro do bebê milagroso é encontrada, levando a freira e o professor até uma igreja incendiada, mas o rastro de destruição deixado por onde ele passa (pessoas doentes são curadas mas depois morrem, e a tal igreja que servira de abrigo acabara incendiada depois) leva Montafiore a questionar se a criança é realmente Cristo, ou na verdade seria o anti-Cristo que Satã enviaria no fim dos dias, o que nos leva ao clímax desta 2ª hora quando a igreja começa a desmoronar jogando os 2 para o chão e deixando Massey inconsciente.

Pra finalizar alguns pontos que quero destacar: A 2ª hora deu um belo destaque à ameaça do mal dentro da trama. Michael Massee é um digno ladrão de cenas. Sua atuação como o satanista Haden consegue convencer de que ele realmente representa o mal encarnado. Os mocinhos por outro lado, ganham ares de heróis de ação. Massey, passa de professor astrofísico a aprendiz de Indiana Jones entrando de cabeça na busca pelo bebê como se estivesse em busca do seu santo graal, o que me levou a notar uma certa diminuição da questão ciência x religião, porque Massey deixa de lado as explicações sempre racionais do 1º episódio e mostra-se agora menos relutante em aceitar as explicações miraculosas para alguns eventos. E vejam bem, não estou dizendo com isso que um cético não possa passar a acreditar no sobrenatural, só acho que o processo que o leva até esse ponto poderia levar um tempo pouco maior, o que sem dúvida traria mais credibilidade para a mudança de comportamento. Mas como estamos falando de uma mini-série de 6 episódios, esse fato vai passar despercebido para a maioria. Enfim, o que importa é que a 2ª hora tinha muito a dizer e disse. E a 3ª vem aí.

Um comentário:

caol disse...

mas e aih, o mundo acabou?
=D