quinta-feira, 29 de setembro de 2005

[Lost] Adrift - 2x02 (e legendas)




Eles cozinharam o espectador. Um ponto de vista diferente para os mesmos eventos é uma forma bem usual de se "cozinhar" a audiência em fogo brando; Sem maiores surpresas para não estragar os episódios seguintes. O suposto "seazilla" nada mais é do que um tubarão, mas um tubarão relativamente estranho... já que em um still do episódio vemos o mesmo emblema do macacão do Desmond na cabecinha do bicho. Estranho... muito estranho. O fato do próprio Desmond não saber reconhecer se o nosso querido carequinha, Locke, é o "cara" soa curioso mas nem tanto. Afinal, logo depois ele pede uma senha, algo que dois agentes que não se conhecem normalmente fariam. O que me faz acreditar que ele faz parte de algo que talvez não tenha dado certo... e esqueceram o coitado ali. Ele está ali tem muito tempo, na realidade, parece estar ali desde bem antes do encontro com o Jack. Resta saber se ele conseguiu fazer uma "viagem astral", sei lá!? Porque ele pede para o Locke digitar os números? Acredito que talvez esses números "reajam" quando uma determinada pessoa os digita ou estarei viajando mais uma vez? O Fashback foi bem inútil, acredito que nem o ursinho polar que o Walt ganha tenha tanta relevância assim. Fico pensando se eles não precisam de um "médiuns" para materializar as coisas da ilha. Eu acho também que "os outros" e o Dedê não tem nada em comum, talvez sejam até oponentes. Os "outros" poderiam ser os doentes da ilha, não é? Enfim, episódio morno e sem metade das respostas que eu queria mas... eles foi bem proveitoso para mim em outro aspecto! Eu sou fluente em inglês e consegui um programinha show para fazer as legendas, como eu entendo legal, consegui fazer de uma forma que evita erros maiores, que é a tradução direta para o português, inclusive sincronizando com o timecode. Não que eu ache precisamos de mais alguém traduzindo, afinal, as legendas do legendaz já são bem melhores do que a do axn! É que a vontade de poder fazer Lost acessível a mais gente me fez perceber que eu posso ajudar mesmo... fazendo legendas pra Lost, Rome e etc. Semana que vem devo estar disponibilizando as legendas do próximo ep. e quem sabe de outras séries... beijinhos pra todos!
E... ultreya!


ANCHIETA: Oi gente. Vamos ao comentário? Eu tb achei esse episódio muita enrolação. E acho q resolveram fazer um flashback sobre o Michael, pois, se pensarmos bem, ele não tem historia mais pra nenhum flashback. Então fizeram logo esse pra ninguem reclamar depois q ele era o unico sem um novo flashback. Mas q foi inutil, isso foi. Não acrescentou em ABSOLUTAMENTE NADA. A parte da ilha tb se resumiu ao pessoal da escotilha, aparecendo rapidamente somente o Charlie e a Lil... ops, Claire!!! A parte do mar tb foi bobinha, só ajudou pra me fazer gostar menos ainda (se isso é possível) do Michael. Já o final... ah o final!!! Parecia q eu tava assistindo as primeiras temporadas de Alias, a cada final de episódio um gancho de doer o estomago de nervosismo. E pra quem acompanha ALias, deve ter percebido q a trilha sonora de suspense na parte do Locke na escotilha é a mesma q é muito utilizada em Alias. O Michael Giacchino é o responsável pela trilha das duas series (aliás, ele ganhou um Emmy por Lost esse ano, de melhor trilha sonora). Voltando ao final do episodio, aqueles não são os outros, tenho certeza, mas os sobreviventes da parte de trás do avião. Até porque, se fossem os outros, estariam armados com armas de verdade e não com pedaços de pau. O final valeu pelo episódio todo. Pena q ainda falta uma semana.

PATRICK: Ao contrário da grande maioria, não achei o episódio fraco, nem que tenha sido muita enrolação. Achei natural que tivesse sido centrado no Michael, afinal de contas o filho dele foi sequestrado pelos "Outros", apesar do flashback não contar nada de novo, teve tudo a ver com o momento que o Mike estava a viver com a perda do filho, o unico ponto negativo que eu encontro é os autores terem criado um personagem tão chato como o Michael, o actor é optimo mas o personagem é do mais aborrecido que já vi, ele tornou as cenas com o Saywer no mar um pouco chatas.


Quanto a vermos o que aconteceu na escotilha atravès do Locke e da Kate, achei interessante e necessário, só não explicou o quê puxou a Kate daquela maneira, com certeza não foi o Desmond... Adorei ver a cara de satisfação da Kate ao comer um simples chocolate e ainda levar uns quantos no bolso. Outro momento interessante foi quando o Desmond perguntou quantos dos sobreviventos ficaram doentes, tudo encaixa-se com o que a Danielle falou que aconteceu com sua tripulação, também estou curioso de saber se essa tal doença infectará alguns dos nossos herois e quais as consequencias?


Como nosso amigo Anchieta comentou o final foi do melhor que há, achei muito mais interessante do que o gancho da 1ª temporada, esse reencontro com o Jin amarrado, completamente assustado gritando "Others" e vermos surgir os sobreviventos da cauda do avião armados com armas pré-históricas ficou muito show.

Resumindo foi um bom episódio, não dos melhores mas não comprometeu.
Que venha o proximo episódio, que por sinal parece ser mais interessante que este.

RIBAS:

"O QUE O HOMEM DE NEVE DISSE PARA O OUTRO HOMEM DE NEVE?"

Como sei que agora não sou só eu aqui escrevendo, como sei que logo logo teremos os comentários dos que ainda não comentaram, vou tal qual a outra vez, me ater só a alguns pontos do episódio e os pontos escolhidos desta vez, tem a ver (lógico hehehe) com a continuidade da minha clássica teoria "A Vila de Lost", senão vejamos:

  • Desmond pergunta a Locke, se ele era ELE(talvez o que deveria vir p/rendê-lo);
  • Existe uma senha e possível contra senha, para ele não ser enganado;
  • Desmond esta lá definitivamente com uma missão(talvez até seja uma "missão placebo), na qual ele tem que sempre digitar os números p/voltar o relógio;
  • Desmond conta os dias, em uma parede esperando pela rendição(mais um sinal de que acredita em algo maior, ou que vai sair, qdo vierem permitir);
  • Desmond realmente acredita em uma fantasia de que todos fora da "Vila" estão doentes e fica realmente chocado com a resposta de Locke;
  • Praticamente tudo leva a marca já citada acima, que dessa vez tivemos condições de ver um cisne e outros códigos, marca esta que evidentemente MARCA algum grupo;
  • (ADENDO) Após ler, na comunidade orkut Lost Brasil, do nosso Comentarista Anchieta, que nosso amigo Thiago Gimenes(e sua visão além do alcance) contou os risquinhos da parede, resolvi ir olhar com mais calma esta cena, confesso que não contei, maaaaaaaaas reparei algo que julgo além de ser interessante, ser mais um indício da presença de outros e de sua rendição no passado...Reparem na foto da parede, postada abaixo(original e clareada) que, existem um grupo de traços, próximos, mais escuros(mais fundos e grossos) e feitos da direita p/esquerda, o que indicia a possível existência de pelo menos um canhoto e outro destro..

Pelo menos para mim, definitivamente a cada dia que passa, mais e mais fica clara uma muito possível relação entre a idéia do filme a Vila com a idéia do que se passa na Ilha, que venham os OUTROS episódios
Ultreya!

______________________________________

  • Abaixo, participações do nosso amigo Thiago Gimenes que, com visão além do alcance hehehe, conseguiu ver uma sombra que realmente pode ser um navio e, teve o "sac..." de contar o número de risquinhos...Muito legal!! Valeu Thiago!!



Davi: Nossaaaaaa!!!! Devo dizer que adoro Lost, mas que estou anos luz de ser tão observador como o Thiago. Analisar quantos riscos há na parede da escotilha e a partir dali como fez o Ribas clarear a imagem e perceber que mais de uma pessoa os fez, é pra mim um sinal claro que o vício e a loucura começam a tomar conta do fã hehehe. Brincadeiras à parte, achei muito bacana esse detalhe que vocês pegaram e que certamente pode ter tudo a ver com o desenrolar da trama. Mas falando sobre o episódio que só pude ver nesta 3ª feira, concordo com os comentários anteriores. Adrift foi de fato um episódio de pura enrolação, mas que eu considerei necessária para mostrar as ações que ocorriam ao mesmo tempo na ilha e fora dela como no caso do pessoal da jangada. Sim, é verdade que o flashback do Michael não acrescentou muita coisa àquilo que já sabíamos, mas achei bastante coerente que ele tenha ocorrido exatamente após o sequestro do Walt. E como já bem destacou o Anchieta, o melhor desse episódio ficou pro final, quando finalmente vimos os novos personagens tão comentados até agora. Muita gente vêm especulando dizendo que eles são "os outros", mas creio que na verdade eles sejam sobreviventes do vôo 815 e/ou outros acidentes. Orientation promete esclarecer alguma coisa a esse respeito, vamos torcer.
Sobre a teoria da Vila desenvolvida pelo Ribas, concordo que ela começa cada vez mais a ganhar corpo, mas como já disse antes, imagino que as explicações de Lost não se limitem à ela, pois certamente muita coisa nova vai aparecer na cabeça maluca desses roteiristas. Aliás, se eu tivesse que fazer um exercício pra definir o que é Lost, diria que a série nada mais é que uma grande colcha de retalhos de várias idéias já vistas em outras séries e filmes. E isso seria uma depreciação? Claro que não, desde que o que vêm pela frente mantenha a coerência e traga elementos novos à estrutura da trama, porque tenho certeza que ninguém vai querer descobrir no final de tudo que a série simplesmente copiou as idéias de outras pessoas.

CYBELI:


ENID:

7 comentários:

renato disse...

gostei do blog, achei o link lá na comunidade do lost brasil!
gostei da opnião do pessoal, e sobre a sombra lá q pode ser um navio acredito que pode ser mais um erro da produção msm já que o programa é gravado no havaí naum:?

Henrique disse...

Cara.. realmente.. sobre ter duas pessoas fazendo a guarda da escotilha.. eu até concordo.. podem sim.. ser um destro e outro canhoto...
acho que o Desmond foi parar lá depois do encontro com o Jack... ou seria em um momento de folga?... vou mesmo é curtir e quando chegar ao final de mais uma temporada nada vai estar explicado ainda.. rs
bom, não consigo mais pensar em nada pra explicar Lost...
abração e parabéns pelo novo estilo do blog!

AP disse...

Pô Thiago, esse barco na linha do horizonte é que nem avião no céu em filme italiano ambientado na Roma antiga, onde de vez em quando algum centurião aparecia usando relógio de pulso ...

. tats . disse...

lá vamos nós esperar mais uma semana... pq esse passou meio em branco! rs...

anchieta! no primeiro episódio a trilha qdo o desmond ouve a explosão tb me lembrou mtoooo alias... rs..

=*

Carol Sena disse...

Pra mim o episódio se resume na frase "o que o homem de neve disse para o outro homem de neve?"...

Não achei morno, mas achei pouco esclarecedor. E esquisito. Como já disseram, se o cara tem comida, "computador" e o diabo a quatro, por que não levou um calendário decente?

Tubarão com símbolo do dharma? WAF! Como essa gente consegue reparar nisso, hein, hein???!!! Mas cabe lembrar que a hora que o Michael atira, sai sangue do "bichinho"... então, mecânico não me parece ser. Mas pode ser marcado a ferro com o símbolo, né?

Well, resumindo, gostei do episódio ter sido uma outra visão do primeiro, mas poderia ter sido melhor explorado. E cada vez mais a gente vai tendo certeza de que o Locke é "o" cara!

Anônimo disse...

Eu achei o piior episodio até hoje de LOST. Nos cosinharam mesmo, se continuar assim.. rsrsrs

Anônimo disse...

Olá!
Queria saber se a mocinha que tá afim de fazer boas ações (traduzir legendas de filmes pra nós, pobres mortais que falam malmente português :P)não se interessaria em arranjar uma legendinha básica para a série ghost whisperer, por incrível que pareça não encontrei em canto nenhum! nem em inglês!

alguma sugestão?