quinta-feira, 10 de novembro de 2005

[EXTRA] Medium, Supernatural e Ghost Whisperer: guerra dos espíritos?


As três novas séries sobrenaturais que começaram a ser exibidas no Brasil tem os espíritos do além, fatos inexplicáveis e situações mórbidas em comum. Mas, as semelhanças são só essas, quem sai ganhando a disputa é Medium; Allison Dubois foi baseada em uma medium que vive nos EUA, mas o que é ficção e o que é realidade nas histórias da série ninguém sabe.
Desde pequena, Allison tem sonhos e recebe "visitas" de mortos com assuntos inacabados por aqui; Anos mais tarde, casada, mãe de três meninas (que parecem ter herdado o dom da mãe), ela começa a trabalhar no escritório do promotor de sua cidade como "consultora legal". O interessante aqui é que a vida dela não é fácil, seria um seriado sobre o dia-a-dia de uma família americana se não fosse a peculiar vida da mãe.
Outro fator positivo é a mistura de "série de advogados" também, já que grande parte da ação gira em torno de tribunais e cenas de crimes. O desenrolar das histórias é o trunfo da série, os fantasmas não explicam para Allison aquilo que ela deve fazer, são sonhos sem sentido, de pessoas que ela não conhece e que vão ganhando significado ao longo do episódio. Seria bem mais fácil se fossem assim mas, muitas vezes, os sonhos são metáforas do que aconteceu; o que consegue manter o espectador curioso até os momentos finais do episódio e o que faz dessa a melhor série do "segmento", em todos os sentidos.

Supernatural seria uma versão de Buffy sem graça e com efeitos especiais melhores. Coloque no caldo também um pouco de "Lenda Urbana" e você terá uma idéia do que é a série. Ao contrário de Medium que já assistia há algum tempo, SN eu só vi na estréia aqui do Brasil, baixei mais um episódio para confirmar minha opinião e ela continua a mesma. As histórias não são nem 1/3 intrigantes como as de Medium, oras, mulher de branco pedindo carona? Fantasma/monstro do lago? A primeira cena, quando a mãe dos moços aí de cima morre, dá a impressão de que seria uma série e tanto. Mas foi só impressão, eles parecem duas baratas tontas sem saber o que fazer. Se eles já tem algum tempo no "negócio" não deveriam ser expulsos ou presos em cada cidade que passam, deveriam ser mais espertos. Quem sente saudade de Buffy e não quer pensar muito pode assitir, mas quem gosta de desafios, Medium é a melhor pedida.

Ghost whisperer... nem vou colocar foto da Jennifer Love, aquela maleta sem alça, dando mais uma de maleta sem alça em uma série piegas como poucas. Os fantasmas até "tentam" dar medo, Jen encarna "eu sei o que vocês fizeram no verão passado", o ator de Prision Break encarna "ghost" e o negócio vai por água a baixo. Nossa, não quero saber nada da vida da recém casada com um paramédico que vive em uma casa igual a de "Amityville" mas que parece viver em "Everwood". Esqueça.

Beijos para os que aqui comentam! Estou baixando Lost... 43%... depois comento, ok?

2 comentários:

Davi Garcia disse...

De Medium e Ghost Whiperer não posso falar nada porque não vi embora esteja curioso com a 1ª, mas Supernatural me passou essa mesma impressão de ser uma Buffy mais bem produzida. E digo isso sem ter acompanhado Buffy como fã, pois se vi 2 ou 3 episódios ao longo daquela série foi muito. Vejam e tirem suas conclusões.

Homer Simpson disse...

Oh, shut up you.


Ghost Whisperer é uma ótima série. Pra quem não conhece o Espiritismo, ou está começando a conhecê-lo, é a melhor opção.


So, again: shut up.