quinta-feira, 13 de outubro de 2005

[Lost] Everybody Hates Hugo - 2x04

E mais uma vez um episódio que nos deixa com gostinho de 'quero mais' quando termina. Lost é muiiiitttoooo bom! Everybody Hates Hugo não trouxe nenhuma grande surpresa como o anterior, mas sem dúvida nenhuma é um episódio acima da média e diferente. O foco aqui voltou-se todo pro emocional de alguns personagens, e o flashback do Hurley é a prova fundamental disso. Que o Hurley era engraçado e gente boa nós já sabíamos, o que nós não sabíamos ou conhecíamos, era esse Hurley tão preocupado em manter a simplicidade de sua vida depois de ganhar na loteria. Quem em sã consciência iria trabalhar numa lanchonete de fast food no dia seguinte após ser premiado??? O Hurley é essa pessoa. Mais interessado em manter a amizade com Johnny e até mesmo o interesse amoroso (a menina da loja de discos) do que pegar a bolada em dinheiro. Esse episódio aliás, foi o 1º que eu me lembre em que ações do flashback influenciavam as ações do personagem na ilha. Vide a parte em que o Hurley planeja explodir o depósito de comida por puro medo de ter que enfrentar as críticas das pessoas que buscariam comida, e onde ele é confrontado pela Rose.


E sobre aquele mistério da promo onde víamos o Jin falando inglês hein?! Várias teorias, especulações e no final era apenas um sonho do Hurley onde ele encontra a dispensa de comida e ataca tudo para ser surpreendido pelo Jin falando em inglês ao lado do Frango mascote do Mr. Clucks onde o Hurley trabalhou. Hahahaha mais surreal impossível, mas adorei a brincadeira.

Equanto isso do outro lado da ilha junto com o trio Michal, Sawyer e Jin, descobrimos que 23 pessoas que estavam na parte traseira do avião também sobreviveram à queda, mas no esconderijo deles (aparentemente uma outra estação) há poucas pessoas, o que indica que vários morreram, não ficando claro se por doença ou por causa dos "Outros". Também conhecemos o Bernard, o marido que a Rose tanto tinha certeza que estava vivo e Libby, uma loira que à princípio me fez suspeitar que fosse uma espécie de "Ethan 2: a missão" do outro grupo dada a leve semelhança dela com aquela loira que estava no barco que levou o Walt em Exodus. Na verdade fiquei tão intrigado com ela, que fui comparar as duas e feita a comparação não vi muita semelhança entre elas.

Enfim, esse episódio como eu já disse antes, não revela nenhum grande segredo da trama, mas nos deu uma estória muito bacana. Alguns podem achar que ele foi apenas "encheção de linguiça", mas o considerei bastante emocional. Por exemplo, não fiquei surpreso em descobrir que o marido da Rose estava de fato vivo como ela dizia, mas sim com a reação bonita e sincera dele ao descobrir através do Michael que ela também estava viva e bem. Duvido que alguém não tenha se emocionado com isso ou com a cena da Rose aparentando estar guardando uma barra de chocolate para alguém mostrando que realmente ainda acredita que o marido esteja vivo embora ainda não saiba disso (ou saiba?), ou ainda com aquela do Hurley sendo abraçado por todos depois de liberar a comida? Aliás, palmas para o Michael Giacchino que mais uma vez nos brinda com uma excelente trilha em Lost. Simples e linda.

Algumas pequenas observações que não podem passar em branco:

O que foram os diálogos do Sawyer neste episódio hein? Os roteiristas se superaram dessa vez. Todos estavam inspirados e o Sawyer mais ainda (e de novo apanhado bastante), se não vejamos:

Quando é retirado do buraco
Michael:
(Now)They believe we were all in the same flight
Sawyer:
Humm... and I believe we’ll can all sue Oceanic together

Quando é confrontado por Ana Lucia sobre a pedra que segurava escondida na mão.
Ana Lucia: You got 3 seconds to drop it. 1,2 powww (soco no Sawyer)
Sawyer:
You didn’t say 3
Ana Lucia: Shut up! When I tell you to do something, you do it. I say "move", you move. I say "stop", you stop. I say "jump", what do you say?
Sawyer: You First!

Diálogo com o negão armário ambulante e que já lhe dera uma paulada na cara.
Negão: Are you all right?
Sawyer: And why the hell you give a damn?
Negão: I said i’m sorry, it was a misunderstanding (por ter batido nele)
Sawyer: Misunderstanding is when you bring me limonade instead of ice tea.

E além disso...

Vocês viram a brincadeira dos roteiristas conosco na cena em que o Hurley é flagrado pelo Jin?? Bem, se não viram, havia uma foto do Walt escrito "Missing" (desparecido) na caixa de leite que o Hurley tomava, o que demonstra que os caras brincam com a própria trama da série. Ou será que vai aparecer alguém com uma teoria maluca sobre isso????



E o Randy aquele chefe mala do Locke que vimos em Walkabout? Ele já foi chefe do Hurley também. Aliás, o chefe que depois vira empregado, pois como sabemos a empresa que fazia caixas de papelão na qual o Locke trabalhava era do Hurley.


E o novo símbolo da Dharma que aparece no esconderijo dos outros sobreventes vocês viram?? Esse não tem o Cisne no meio, mas sim uma cruz ou flecha como já vi algumas pessoas dizendo. Será que tem algum significado especial ou apenas designa a diferença do que é estudado/pesquisado em cada uma das tais 6 estações da ilha?


Bem, pelo tamanho do post vocês viram que fiquei realmente empolgado com esse episódio, mas o que será que os Outros aqui acharam??
Anchieta: Pow, o Davi simplesmente falou TUDO. Num deixou nem um detalhezinho pra gente. Bem teve um detalhe que ele não falou, então vou aproveitar e falar antes que ele se lembre. Na verdade, esse foi o momento que eu mais gostei do episódio: o Charlie dando a manteiga de amendoim pra Claire. A cara de felicidade dele, vendo a felicidade dela, mostrou que ele realmente se apaixonou por ela. E eu confesso que sou um torcedor de primeira desse casal. E a música do Giacchino no momento, como bem lembrado pelo Davi, tb ajudou a tornar a cena tão emocionante.
Agora eu discordo dele sobre a foto do Walt na caixa de leite. Não acho q seja apenas uma brincadeira. O J.J. adora colocar pistas bem despercebidas que depois fazem todo sentido. Prova disso é o simbolo da Dharma Industries no tubarão. Seria isso apenas uma brincadeira tb?! Acho que não.
Os dialógos do Sawyer definitivamente se superaram neste episódio. Lembrei de mais um que o Davi não mencionou: quando ele diz pra Ana-Lucia que se ela quiser ele, vai ter que descer ao buraco e ela fecha o mesmo, pensamos que entrará no comercial, pois escurece a tela, mas antes o Sawyer solta um "bitch" bem puto, huahuahua. Rolei de rir.
O flashback do Hurley foi legal tb, mas não teve nenhuma revelação importante. Pelo menos foi melhor que o do Michael (acho q não vai ter nenhum pior que o dele). Serviu para vermos a capa do cd do Driveshaft. Aposto que daqui a pouco vão lançar um cd "de verdade" da banda na net, se não já existe.
E no final finalmente conhecemos o Bernard. Que final mais legal. Lembrou o de Tabula Rasa, na primeira temporada, em que todos se confraternizam.
O episódio, na minha opinião, merece uma nota 8,5. É isso.
Ribas
É, definitivamente o Davi ta empolgado(Ebaaaaaaaaaaa) maaaaaaaaaas eu tb curti muito esse episódio e faço tres considerações...
1- Conheci o Tio ROSO !!!!! Ebaaaaaaaaaaa
2- A Cena da Sun enterrando a garrafa, que teve gente que entendeu como se ela estivesse enterrando o Jin e o povo do barco, e eu entendi como se ela, numa atitude super forte, estivesse poupando o povo, fazendo com que não perdessem a esperança em uma salvação, foi BATUTA
3- Uma melhora no Jack, que de certa forma mostrou que eu não estava errado e olha-lo como alguem que esta lá há apenas 46 dias e passou por um monte de coisas, mesmo assim consegue se manter e manter os outros, ao contrário do nosso amigo Locke, que sempre quebrando as "regras" e buscando cumplices na surdina, já "matou" um e no 2x04 deixou o Hugo em maus lençois...Ele até tem qualidades, maaaaaaaaas esse estilo de chefia dele(que busca cumplices contra o "todo" e manuteção de coisas forçadas ou que só ele gosta e entende, me cansa um pouco... Maaaaaaaaas tb temos que dar desconto, afinal era um paraplégico que foi traido pelo pai, e tinha um emprego idiota, ou seja um frustrado que de repente ganha aceitação, é até normal que busque se agarrar a isso de todas as formas possíveis...
Enfim...
Adorei esse episódio e que venha o 2x05
Ultreya!!

Um comentário:

Raphael Redfur disse...

Encheção de linguiça sim...
Mas, se toda vez que precisarem enrolar fizerem um episodio tão bonito, podem enrolar a vontade.
Putz, a cena do Bernard é uma das mais intensas da série pra mim até agora... Nota 11!!!!
E no geral, o episodio foi todo assim, com equilibrio entre cenas emocionantes (Charlie, Rose, Sun) e comicas (Sawyer, Jack e Kate no chuveiro).
Episodio perfeito.

Cadê os comentarios das meninas????