sábado, 8 de dezembro de 2007

[Dexter] 2x11 - 2x12 - SEASON FINALE

Dexter


2X11 Left Turn Ahead – 2X 12 The British Invasion


Assim como a season première, no qual os dois primeiros episódios foram vazados, o mesmo acontece com a season finale. Marketing dos infernos :P

Mais uma vez, o “nosso” Dexter cool e calmo não se fez presente, bom, natural devido às circunstâncias. Doakes com todo seu treinamento e tino para lidar com pior, contribuiu para este clima.


O episódio 11 foi uma bela preparação para o derradeiro. Achei divina a frase de Dex, de todas as pessoas, Angel é quem ele gostaria de ser. Angel não entendeu, mas nós, sim. Incrivelmente humano Dex se mostrou e como ele se importa com as pessoas de sua relação. E se Doakes falou coisas pesadas e levou Dex a pensar, foi Debra que o nocauteou, muito melhor do que frases retiradas de “Minutos da Sabedoria”.


E quanto a Lila? Louca de pedra, mas a tal conexão que tanto procurava com Dexter ela conseguiu. Ela realmente o entendia e o aceitava.

Dexter em suas considerações me fez rir horrores: Combustão espontânea, intervenção divina. No entanto, lamento profundamente a morte de Doakes, mesmo! Cena forte da visualização de seu torso. Grande personagem que poderia render ainda tanta coisa. Até um começo de flerte com a Deb teve. Mas enfim...Dexter foi preservado, bom, nem tanto. Apesar da comparação infame, ele foi chamuscado. Mas isso é necessário, todos nós queremos a 3ª temporada :)


Meu Deus, o que dizer da maravilhosa cena que remete a intro? Por essas e outras coisas que Dexter é a minha série favorita.


LaGuerta me deixou agoniada, pensei mesmo que ela seguiria com seu plano de inocentar Doakes, mas a morte do parceiro a “enlouqueceu” de um modo bem consciente.

Sgt. Doakes


Quando toda a história do BHB terminou, lá por volta dos 25/30 minutos, fiquei pensando no que aconteceria no tempo que ainda faltava, afinal, o principal havia acabado. Mas essa season finale ainda conseguiu ser melhor do que a anterior. Lila e suas intervenções ao longo desta temporada foram impressionantes. Ela foi determinante. Menção honrosa a atriz Jaime Murray, poderia ter descambado para vulgaridade e loucura caricata, mas ela conseguiu driblar tudo isso. A sua morte foi bem rápida, mas muito interessante. Novamente validou o Código Harry, questionado, adaptado e refeito à sua maneira.

Dexter não brilhou sozinho, soubemos do que LaGuerta é capaz, a fragilidade de Deb, conhecemos mais sobre Harry, um cara que não tinha tantas certezas assim sobre o que estava fazendo e criando, Doakes e o que sua obsessão foi capaz de fazer, Angel e Masouka, além da despedida honrosa do Agente Especial Lundy.


Não foi um final tão emblemático como o da 1ª temporada, mas teve emoção suficiente para superá-la . Dexter evoluiu, a série e o personagem!


E é claro, ele também mostrou mais uma vez o quão complexo, misterioso e contraditório, nós, seres humanos, podemos ser.


Curiosidades:

O chefe de Lundy, Max Addams, interpretou um papel semelhante na série The Wise Guy (O Homem da Máfia)


Agradecimentos

Obrigada aos leitores do CeS que nos acompanham com Dexter. Mais uma temporada coberta por nós e, claro, a 3ª também estará por nossa conta.

Agradecemos também ao pessoal da comunidade Dexter Brasil e aos Psicopatas, que, mais uma vez, fizeram uma temporada de tradução e legendas, perfeitas.

Fuzii, que sempre me faz pensar por um outro ângulo e, espero, esteja comigo na 3a temporada para fazermos a nossa animada duplinha de comentários.


Danielle Mística

7 comentários:

Daniel disse...

Só pra confirmar que eu estava certo quando disse que Lila iria salvar, de alguma forma, Dexter, nesse season finale. =*

Diário de Dois Cinéfilos disse...

Olá, tudo bem?

Sou do SBBC também...e passei aqui para perguntar se posso linkar vocês no meu blog..

Obrigado!
Rodrigo

Comentarista Fuzii disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Comentarista Fuzii disse...

Puxa, obrigado pelo agradecimento.
E quer saber o outro ângulo?
Bom, já pensei em pelo menos 400 formas diferentes de xingar esse roteiro, mas vou me conter.
É uma pena que tenham sido tão desonestos com todos nós. Fiz um comentário geral sobre a temporada aqui:

http://pontoincolor.blogspot.com/2007/12/dexter-suja-as-mos.html.

Y - The Last Man disse...

Achei a crítica de Fuzii foi mais pertinente

A primeira temporada foi sensacional, mas essa foi sofrível. COnseguiram DESCARACTERIZAR um dos melhores personagens que já vi.

Danielle, sinceramente... ficar babando ovo numa crítica é muito fácil. Crítica que aparece em revista de circulação nacional ou qualquer outro veículo de grande porte não é independente e fica a mercê dos interesses do editor.

Aqui não tem isso. Se joga.

E não é questão de gosto pessoal que me influencia. Tem uma lista enorme de cagadinhas que fizeram nessa temporada.

Você escreve legal, tem potencial de mandar muito bem se procurar se aperfeiçoar. Mas Dexter não é sua cara.

abraços

Comentarista Fuzii disse...

Pô Y, tudo bem que é legal encontrar uma opinião parecida com a sua, mas não é por causa disso que precisa invalidar aquela que é contrária...
Ainda mais acusando de fazer média com o que quer que seja.

Fora que ninguém aqui é profissional para fazer uma uma "crítica" propriamente dita, são só comentários (como o próprio nome do blog sugere) com impressões extremamente pessoais.

Comentarista Allan disse...

Assisti os dois últimos episódios e achei fantásticos, fora o momento que Dexter mata Lila em Paris, que achei forçado demais. A morte do Doakes, o código do Dexter, ele se dando conta que matou seu pai... Gostei muito desse final de temporada. Fiquei um pouco triste com a morte do Doakes, apesar dele ser um mala, não merecia isso. Vou sentir saudades dele...