sexta-feira, 7 de novembro de 2008

[FNL] 3x06 It Ain’t Easy Being J.D. McCoy

Com esse título que dispensa explicações, finalmente J.D. McCoy quebrou seu silêncio e mostrou a vida difícil que está condenado. Afinal, quantos esportistas já não vimos serem explorados como projetos olímpicos e levados às últimas conseqüências, até não resistirem mais? Garotos prodígios que aos 25 anos já querem se aposentar para recuperar a vida que foi sacrificada por treinamentos e concentrações. Acho hipocrisia dizer que não cabe ao próprio esportista escolher, mas o que vemos nesse caso são todos os limites sendo ultrapassados, seja seu pai invadindo o vestiário e tirando a chance dele comemorar com o time até obrigando o filho a confessar para o treinador que tomou um porre na noite anterior. Embora seja um alívio que J.D. não confronte diretamente Saracen, admiro a coragem de rebaixar um dos personagens principais para desenvolver um novato. Pela importância que o futebol tem em suas vidas, chega a ser irônico que Matt Saracen encontre paz, sem ter tanta pressão em suas costas, fazendo deste o momento perfeito para finalmente reencontrar Julie e transarem pela primeira vez. Embora tenha achado mal dirigido o beijo que selou o retorno dos dois, as cenas pela manhã, voltando para casa em silêncio e Julie mal acreditando na sua própria imagem no espelho, foram de arrasar. Eles já passaram pelo pior na temporada passada e agora merecem esse momento feliz juntos.

Já o cowboy de Tyra, que parecia um simples obstáculo até que ela percebesse que nunca deveria ter deixado Landry, ganhou uma dose de mistério por não sabermos se ele está falando ou não a verdade sobre a criança. Chega a ser hilário ver a família Collette fazendo as coisas mais normais de seu mundo -- como provar um vestido de casamento/fantasia de borboleta -- enquanto Tyra preenche sua inscrição para a faculdade. Não sei onde querem chegar com tudo isso, mas está cada vez mais difícil de acreditar. Ainda mais com Landry ganhando uma nova amiga que está disposta a fazê-lo esquecer de Tyra.

Seguindo firme em realizar seu projeto, Jason Streets mostra mais uma vez toda sua determinação, que obviamente incomoda os irmãos Riggins. Antes da comovente música cantada ao telefone para seu filho, ele ainda contou com a ajuda de Coach Taylor, que acabou chegando atrasado ao baile com uma sutil mancha de tinta nos cabelos.

Play of the Week: A primeira aproximação de Matt e Julie no episódio veio de um inesperado encontro no supermercado. Uma das coisas mais normais do mundo, aliás. Ao fundo tínhamos Vovó Saracen confrontado Coach Taylor por colocar Matt na reserva, enquanto o adorável casal comentava a situação com sua timidez usual (com destaque para o incrível detalhe de seus confusos pés). Ao final, depois de muito discutir, Vovó Saracen chega a conclusão de que é impossível ficar brava com o treinador.



e.fuzii

3 comentários:

Davi Cruz disse...

Ótimo comentário Eric! Acabo de assistir ao episódio e estou surpreso com a forma que estão conseguindo inserir novos elementos a trama - no caso, JD.

Discordo apenas da sua reclamação em relação a cena do beijo entre Matt e Julie: achei que foi bem realizada, mostrando de forma bem realista dois adolescentes tímidos e desajeitados.

Estou começando a achar que, assim como Gandalf, Eric é um ser superior que veio ao nosso mundo para ajudar os mais necessitados!

Ainda hoje, comento lá no blog.

abraço!

Davi Cruz disse...

Ah, esqueci de comentar: nessa foto acima, existe uma brincadeira com o criador da série, Peter Berg. Repare no armário com o nome "P.BERG".

e.fuzii disse...

Ah, não sei.
Reassisti umas 4 vezes a cena e mesmo assim continuo com a impressão de que foi feita de forma abrupta demais. Uma afobação que não era necessária naquela cena...