quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

[EXTRA] Sundance

Ok, Quarta feira e Bones nao foi ao ar hoje, como prometido pela fox mais de um mes atras. Ao inves disso estou aqui assistindo ao especial de DUAS horas de American Idol e pensando - essas pessoas nao tem amigos nao? Alguem para dizer para eles que papel ridiculo eles estao fazendo? Enfim. Nao comento American Idol. E aparentemente nem Bones hoje, gracas a sempre confiavel FOX. Mas ao menos tenho algo interessante para falar a respeito.

Sundance.

Eh um privilegio poder estar presente a um dos maiores festivais de cinema. E mais incrivel que esse festival de cinema acontece numa cidade como Salt Lake City, mais retrogada impossivel. Ao mesmo tempo faz algum sentido. Alguem jah olhou as fotos dessa cidade? Parece um cenario de filme. Alias, foi cenario de varios filmes. Ateh o bairro aqui que eu moro, Sugarhouse. onde gravavam cenas de Everwood.

Mas obviamente eh dificil conseguir ingressos. Impossivel se voce deixa para compra-los na ultima hora - como eu e minha amiga fizemos. Mas os curtas e os legendados sempre tem ingresso. Fui a um screening de curtas documentarios, e alguns foram realmente brilhantes, outros... Eh. Mas enfim, adoro criticar, nao eh mesmo?

Jan 20th - Doc Spot - Broadway Theather
- Master of reality
- El cerco
- God Provides
- To whom it may concern
- Freeheld



O documentario que realmente valeu a pena assistir foi o Freeheld. Que inclusive tem um site, e infelizmente eles nao fazem screenings pela net - bummer, mas mesmo assim vale a pena ir lah e conhecer a historia. A diretora - Cynthia Wade - ficou apos o filme para responder as perguntas dos especatores. A historia do filme eh sobre uma policial com cancer de pulmao, lutando para conseguir passar a sua pensao a sua parceira. O filme mostra a relacao das duas, e as audiencias no tribunal de Nova Jersey, e a luta para que os direitos dela fossem respeitados. Eu sai do cinema as lagrimas. Assim, nariz vermelho e correndo para o banheiro. Choro de "acabei de terminar com meu namorado e meu gato morreu". Nao era a unica. Mas o objetivo do filme nao era esse. Era contar uma historia. Que alias, foi brilhantemente contado pela diretora, que filmou tudo em 10 semanas - as ultimas 10 semanas de vida de Lauren. A edicao foi perfeita. Em nenhum momento do filme voce sequer tem ideia de como ele vai terminar. Afinal, eh um documentario, e essas mulheres estao lutando num county conservador para conseguir direitos de pensao para sua parceira, eh obvio que nao vao conseguir. Mesmo com a pressao da midia, cada encontro eh mais perturbador. Nao, nao e nao. A resposta eh sempre nao. Enquanto isso a gente ve Lauren enfraquecendo, e morrendo aos poucos. E sempre preocupada com o que ela mais se importa no mundo: Stacie. Mas uma ligacao do governador, nos ultimos dias de Lauren, e uma convocacao de emergencia. E ela consegue que Stacie receba sua pensao. Ok, pode chorar.

Sobre os outros, Master of Reality, fantastico e assustador. Voce nao consegue parar de assistir por causa da morbidez. Um garoto, 19 anos, que filma tudo que acontece na sua vida. E umas das suas paixoes eh wrestling. E ele faz competicoes entre os amigos de luta livre. Ateh que no final do documentario mostra o oponente do garoto batendo a cabeca dele contra uma lampada. No comeco do documentario o diretor ateh tenta mostrar o garoto como um garoto normal, qualquer. Mas... NAAAH. God Provides foi perda de tempo. Tipico documentario que nao prende a sua atencao, nao emociona, nao se identifica.... Sobre o que que era mesmo? Ah, New Orleans. Eh, sem originalidade tambem. El cerco era um espanhol, mostrando a pesca de atum que acontece a centenas de anos da mesma maneira. Apesar de eu achar cruel com os peixes, o documentario eh muito bem feito em ser atemporal. E to whom it may concern foi divertido. Uma mulher que se filma tirando retratos dela mesma em tudo que eh lugar. E intercala com filmagens de protestos. Enfim, achamos que ia ter um ponto no final, mas nada. Well...



Jan 22th
O cheiro do Ralo

Mas segunda feira eu estava muito empolgada para ir ver o screening de um filme brasileiro no festival! Foi relativamente facil de conseguir os ingressos, mas mesmo assim o cinema estava lotado. O filme eh.... Obscuro. Enfim, eu normalmente nao sou muito chegada num filme nacional, entao fico me perguntando se foi o nacionalismo tomando conta, ou o filme realmente era bom. Olha, acho que mesmo se eu tivesse assistido no Brasil - ou melhor, se meu ex me convencesse a ir assistir, jah que ele eh o entusiasta de filmes nao hollywoodianos - eu teria gostado. Eh perturbador, mas ao mesmo tempo divertido. Lourenco trabalha numa loja de penhores, comprando as coisas inuteis que as pessoas vem lhe vender. Ele eh frio, ele nao se importa com ninguem. E ele eh obcecado com a bunda da balconista de um buteco - que acho eu eh perto de onde ele trabalha. E o cheiro do ralo, que estah entupido e cheio de bosta. Mas quem cheira a merda eh o ralo ou o lourenco? Hehehe... enfim. O filme eh bom. Diretor, Produtor e Atriz Principal estavam lah para perguntas e respostas depois do filme. Nao quero ser arrogante, o ingles deles me deixou incomodada. Eu sabia o que ele queria dizer, e ficava com vontade de levantar e ir lah ajudar. Argh. Infelizmente nao parei para dar um oi e tirar uma foto. Ou eu perdia o ultimo onibus para casa. E taxi eh caro. Nao vou deixar spoilers dessa vez. Nao vou, e sabe porque? Primeiro o filme eh maluco e eu tentar explicar nao vou conseguir. E segundo, eu recomendo. Recomendo que vao e se perturbem e assistam por si mesmos.
(E tem esse link tambem, falando da vinda deles ao Sundance, com diario da viagem e talz. http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2007/01/22/287507403.asp)

Enquanto isso, Sundance nao acaba por aqui nao. Tenho ingressos para um filme frances no sabado, e amanha vou dar uma volta em Park City e ver o que rola por lah - onde o festival realmente acontece. (Uh, chique, sou correspondente internacional do CES!)

E semana que vem, Bones.

5 comentários:

Comentarista Ribas disse...

Uia!
Somos chiques!
Temos correspondentes internacionais hehhehe
Ainda bem!!

Adorei os relatos e queria estar aí vendo esses filmes também!!

Aguardo novos relatos!!
E fotos...

Beijão

bruno disse...

conheci a algumas semanas o blog e já sou um grande fã...já peguei o costume de ler quase todos os posts por completo... o site já está nos meus favoritos...só acredito que vocês deveriam dar mais importância ao caráter estético...as vezes as postagens parecem bagunçadas demais...

abraços

Comentarista Ribas disse...

Olá Bruno,
Seja muito bem vindo e não deixe de ver as postagens pré 2005, tem raridades sendo comentadas muito legais lá atras no tempo...

A respeito da sua crítica, como idealizador do projeto, quero lhe dizer que sem nenhuma dúvida, cada um(a) dos(as) comentáristas ler irá atuar de uma forma, alguns talvez até deem mais atenção a isso, maaaaaaaaaaaaaas o objetivo aqui é o de se equiparar a um "diário" real, sabe aqueles diários tipo: "Meu querido diário...bla bla bla"?

Com fotos coladas a esmo, bolachas de cerveja do primeiro porre, tickets de ingresso p/algum cinema sei lá...

Pois bem, essa é a idéia...

Tempos atras, qdo o blogger não tinha esse sistema de arquivos onde se pode encontrar qq tópico com relativa tranquilidade, até criei junto com o "ex-comentarista"Davi Garcia, um indice, mas hoje não é mais preciso...

De resto, espero que continue nos visitando e contribuindo com críticas e/ou dicas, toques, comentários... Tanto aqui, como lá na comunidade do orkut...

Alias, vc já esta lá?

Abração!

Comentarista Hélio disse...

Anita, vc ouviu algo a respeito de um doc chamado "Zoo", que está programado para estrear em Sundance? Já li críticos horrorizados com este filme, porque é sobre um homem que morreu ao fazer sexo anal com um cavalo. Claro, americanos puristas ficam escandalizados com qualquer coisa, mas também (até por ser americano), o filme corre sério risco de ser apenas sensacionalista e perder a oportunidade de investigar com seriedade a temática sempre tão interessante e complicada de perversão sexual.

Enfim, queria saber os burburinhos de quem ta vivendo isso aí de perto. O cartaz do filme é mui interessante.

Bruno, concordo com o carater estetico do blog. De meu lado, posso dizer que na hora de postar, os caracteres sempre saem do jeito que eu NAO planejei. É impressionante, mas a fonte muda de tamanho, o espaçamento muda... enfim, pode ser burrice a minha. Mas como o Ribas falou, a informalidade faz parte do blog, e essa desculpa que vou usar agora quando eu nao conseguir postar do jeito que pretendia. :P

Abraços,
Hélio

bruno disse...

valeu pela visita no meu blog...e grato pela atenção ao meu comentário também...sem dúvida que continuarei lendo e comentando...e vira e mexe desenterrarei umas postagens antigas para ler também...
ah...valeu tam´bem pela dica...li posts a respeito do sleeper cell no 'comentário em série' e parece ser interessante...pena eu não ter esse canal na minha televisão...
acabei de solicitar a participação ao moderador no orkut...
abraços