terça-feira, 11 de abril de 2006

[FILMES] Lady Vingança (Chinjeolhan geumjassi) 2005


Diretor: Park Chan-wook.
Distribuidora: CJ Entertainment/Tartan Films
Elenco:
Lee Yeong-ae
Choi Min-sik
Oh Dal-su
Lee Seung-Shin
Kim Byeong-ok
Site oficial:
www.geum-ja.co.kr

Park Chan-wook é um diretor que não cansa de me surpreender. Impressionante como ele não consegue decepcionar seus admiradores. Lembro-me que o descobri através de Oldboy, que é um filme altamente recomendável pra quem é fã de cinema, seja como arte, ou como diversão, pois a produção consegue agradar aos apreciadores de ambos os aspectos. Ainda não conheci ninguém que não tenha gostado dele.

Mais tarde descobri que Oldboy na verdade fazia parte de uma tal "Trilogia da Vingança", por meio da qual Chan-wook apresentaria três histórias diferentes, sem conexão entre si, girando em torno do mesmo tema básico, vingança obviamente.


A primeira parte da trilogia chamava-se Sympathy for Mr. Vengeance (Boksuneun naui geot, 2002), na qual um rapaz surdo-mudo, com a ajuda de sua namorada, seqüestra a filha de seu ex-patrão, a fim de conseguir o dinheiro necessário para bancar uma cirurgia de transplante de rim pra sua irmã. A partir daí uma seqüência de tragédias faz o caminho de diversos personagens se cruzarem, deixando um rastro de sangue, e nos conduzindo a um final chocante.

A segunda parte é o já conhecido por muitos Oldboy (idem, 2003), onde um homem comum é seqüestrado e mantido preso em um apartamento durante 15 anos, contando apenas com alimentação diária fornecida por não se sabe quem, e cujo único contato com o mundo exterior é uma TV. Passado esse período ele volta à liberdade, sedento de vingança. Mas antes de "saciar sua fome" (representada pela
cena mais "indigesta" do filme) ele precisa saber quem foi o responsável por seu enclausuramento, e os motivos pelos quais tal pessoa fez isso. O final reserva uma das maiores reviravoltas que eu já tive a oportunidade de assistir em uma produção cinematográfica, do tipo que deixa a cena na memória da pessoa por anos.


E finalmente chegamos à terceira parte, com este Lady Vingança (eu particularmente prefiro o título em inglês, Sympathy for Lady Vengeance, por ele fazer par com o do primeiro capítulo da trilogia), onde a protagonista, Lee Geum-Ja, é injustamente acusada do seqüestro e assassinato de um garotinho. Mais tarde descobrimos que o culpado foi seu marido e ex-professor, Baek, que além de conseguir sair ileso do processo, ainda aprontou outra sacanagem com a garota pouco antes dela ser transferida pra uma penitenciária feminina (sacanagem esta que eu não vou revelar, pra não estragar uma das surpresas do filme). Tudo isso, e mais alguns fatos que vão sendo apresentados ao longo da história, são motivos mais do que suficientes pra ela começar a elaborar um complexo plano de vingança contra o filho da puta (posso usar palavrão aqui, né?).

Apresentado o drama da personagem logo no início, a primeira metade do filme é dedicada a vários flashbacks mostrando parte da convivência de Lee Geum-Ja com suas colegas de cela, e de como algumas delas passaram a ser peças-chave de seu plano de vingança, ficando o restante dele dedicado à sua execução.


Quem já teve a feliz oportunidade de conferir qualquer filme de Park Chan-wook sabe que uma de suas principais características é o primor técnico, a montagem extremamente bem orquestrada, e os planos-seqüência que "dançam" pela tela. O humor sarcástico empregado nas situações mais inesperadas também é outra marca registrada do diretor. Tudo isso pode ser encontrado em Lady Vingança, que acima de ser apenas uma história de vingança, é uma obra de arte passível de ser apreciada na beleza de sua execução.

Cada seqüência é muito bem planejada, cada cena encaixada no momento certo, e tudo isso abrilhantado com uma trilha sonora instrumental de primeira, cujo tema fica por algum tempo tocando em nossa cabeça mesmo após o filme terminar.

As atuações são autênticas, algumas quase vicerais, como exige a história, especialmente em sua conclusão (e que conclusão!!).


Lady Vingança é a parte da "trilogia" cuja violência é menos explícita, e é justamente neste ponto que Chan-wook demonstra seu talento, e deixa por conta do espectador a tarefa de "preencher a lacuna", e tomar nossa parte na execução da vingança de Lee Geum-Ja.
De longe é a vingança mais memorável de toda a trilogia, a mais cruel, e a mais surpreendente. Se esta fosse a única parte que prestasse no filme eu diria que ele inteiro vale pela seqüência em que tudo chega às vias de fato, mas felizmente é uma obra de Park Chan-wook, o que faz toda a produção valer seus 112 minutos de duração.

Aqueles que tiverem a chance de assisti-lo no cinema façam um grande favor a si mesmos e não a percam!! Já praqueles que, como eu, não tem tanta sorte assim, sempre há nossos amigos torrents pra resolverem esta injustiça. Definitivamente vale o download!

3 comentários:

Pedro R (peter) disse...

Tio R, se vc quiser eu faço um banner novo pro site =D

Apenas Ribas (por ora) disse...

Eba...
Adoro filmes estranhos e pouco conhecidos

Droga...
Vou ter maaaaaaaaaaaaais trabalho em puxar essa trilogia


x-x-x-x-x-x
Pedro, estamos em fase de reformulaçãod e todo o visual... Aguarde

Comentarista Marcelo disse...

putz...eu assisti "oldboy". Não tinha a minima idéia de q era uma trilogia.
Aliás, oq foi aquele final? O.o
NUNCA imaginaria aquilo..o cara se vingou MUITO BEM!!!

Vou ver se eu acho torrent e legenda da 1ª e 2ª parte dessa trilogia.

Se for tão bom quanto "oldboy", vai valer a pena \o/

ADOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORO