segunda-feira, 24 de setembro de 2007

[EXTRA] Emo Day 2007


Blog criador do EMO DAY: Blog Nada a ver



Blogs participantes do EMO DAY 2007:

Fudeu! |||||| Brogui |||||| Irmãos Brain |||||| Mente Insana |||||| Senhor dos Pastéis |||||| Pilândia |||||| Tá Servido |||||| Treta |||||| O Sanitário |||||| Alforria |||||| Sacolão Digital |||||| Boneco de Jiló |||||| Via Brasil |||||| Vida de Jão |||||| Bonecão de Posto |||||| Sleek Blog |||||| Tudo Junto |||||| Pimenta Malagueta |||||| Puta Nhaca |||||| Tecnolife |||||| Bobagento |||||| Miss Skarlya |||||| Blog Drops |||||| Entremeado |||||| Juliano Nogueira |||||| Pexe Noiado |||||| Ah, Nóis Vamo |||||| Baldorium |||||| 2Quase3 |||||| Freak Link |||||| Cara de Milho |||||| Sem Querer Saiu |||||| Commune |||||| Dias Normais |||||| Zolhando |||||| Câmbio Desligo |||||| Bicuda na Canela |||||| Sapo Manco |||||| Friage |||||| Pudim de Beterraba |||||| Xis Picanha |||||| Sr. Hype |||||| Blog do Solteirão |||||| Nada Normais |||||| Tigre de Muleta |||||| Tudo Junto, sem Acento |||||| Presepada |||||| Cyber-Cultura & Etc |||||| Dipsomanos |||||| Tio Punk |||||| Nunca disse que faria
sentido
|||||| Comentários em Série |||||| Gato Doido |||||| Direto do forno |||||| Copia meu filho |||||| Mais um dia safado |||||| Artigo 220 |||||| Diario de Ouro Preto |||||| Tá na Hora |||||| Maurivan |||||| Constante Evolução |||||| Ricardo Meio Desligado |||||| Fester |||||| Bucomania |||||| Revista Errata |||||| Fatos Inuteis


Introdução:
Pois bem, como muitos já devem ter reparado, depois de anos fechados entre os fãs de cinema e seriado, em 2007 resolvemos nos sociabilizar com a blogosfera, resolvemos sair do nosso "gueto", das rodas de cinema e seriados, mudamos o layout, criamos banners, trocamos banners, participamos (com horas de atraso) do Blog Day 2007, começamos a fazer Podcasts (preparem-se alias, pois tem mais um que está p/surgir em breve)entramos ou fomos indicados a alguns concursos, aderimos a algumas campanhas e, agora, resolvemos participar da brincadeira que o Blog Nada a Ver, nos colocou quase que a força huahauhauhauaha P/quem não entendeu a piada interna, titio explica (sim, sou eu Ribas, que está escrevendo essa parte),ocorreu o seguinte, mandamos um mail p/eles, curiosos com a festividade festiva, pedindo informações e tal, e.mail este que recebeu a seguinte informação hehehe:


Vou incluir o Comentários em Série na lista de participantes.
Abraços

Ou seja, queriamos informações, e recebemos a informação de que estávamos incluidos hehehehhee, maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas ta valendo, toda brincadeiria vale a pena...

Sem mais delongas, titio quer dizer que isso é uma BRINCADEIRA da Blogosfera, nós somos um blog (bem antigo alias) e, portanto resolvemos participar, porééééém com nossa participação, não buscaremos falar mal dos EMOS (tenho certeza que muitos blog farão isso), não iremos falar bem dos EMOS (capaz que alguem faça isso), simplesmente, como eles existem e agora "tem um dia", traremos alguns assuntos a respeito deles...

Como podem ver abaixo, por questões de logistica, dos 16 comentaristas aqui do blog, só dois acharam o que falar, dos outros 14, tres não quiseram escrever nada, e onze, nem sabem (e cá entre nós nem sei quando que alguns deles saberão huahauhauha) que estamos participando dessas festividades, ano que vem (tal qual prometi com o Blog Day) é capaz que outros participem, mas seja como for, todos serão avisados (pois teremos tempo p/isso), até pq seja na música, seja no cinema, ou nas séries, essa tribo está cada dia mais presente, atualmente, por fim... Viva o EMO DAY 2007


Explicação doutrinária:
(retirada do Blog "Contexto Online UFS")



Muitos dizem que é apenas uma moda. Outros dizem que é expressão de sentimento. Mas a verdade é uma só: eles estão em todo lugar. Com meias arrastão, cintos de rebite, franjas caídas nos rostos, camisetas infantis e unhas pintadas, eles chamam a atenção por onde passam. Eles são os emos.

Emo? O que é isso?
O termo emo é uma abreviação em inglês do gênero musical emotional hardcore que é uma vertente do punk rock. Mesmo com o ritmo rápido e pesado, este estilo musical passou por uma mudança que o mundo do rock não estava acostumado: agora, as composições falam de sentimentos, onde amores e desilusões são os temas preferidos. A alteração começou com o uso de letras mais introspectivas por bandas de punk rock, como Embrace e Rites of Spring, nos anos 1980, e logo o termo foi consagrado pela mídia especializada. No Brasil, já no século XXI, o estilo teve início em São Paulo e foi disseminado pelo resto do país.

Em Aracaju, não poderia ser diferente. Várias pessoas, principalmente adolescentes, foram atraídas pelo novo gênero musical. Por trás das roupas pretas, maquiagem, bijuterias de bolinhas, laços e gravatas, eles se definem como emocionais. “As músicas me atraíram muito, elas falam tudo o que eu sinto e que às vezes tenho vergonha de expressar”, diz Juliana*, de 15 anos. Eles se abraçam e se beijam quando se encontram, têm facilidade de externar o que sentem uns aos outros, se emocionam com as músicas, andam de mãos dadas e pregam a tolerância em relação a qualquer fator, inclusive quanto à sexualidade. Muitas vezes, esta tolerância faz com que as pessoas rotulem os emos de homo ou bissexuais. Inclusive os pais deles. “Meu pai já me pegou ficando com um menino. Para ele, ser emo é ser gay!”, desabafa Tiago*, de 16 anos.

Disseminação
O estilo é divulgado através do orkut e fotologs. É através desses meios que muitos conhecem e se identificam com o gênero. Mas, não é somente o tipo da música que contagia os emos. Inicialmente, muitos se envolvem com o visual para, depois, conhecerem o conteúdo musical. Carla*, 15 anos, diz que “virou emo” porque adorava o grupo do seu amigo. Achava os garotos bastante descolados e via que por onde eles passavam os olhares alheios se voltavam. “Mudei de estilo para poder andar com eles”, confessa. Já Renata*, 15 anos, diz que conheceu o gênero através da Internet e se identificou com a tribo emo devido ao jeito diferente de se vestir.

Raquel Melo Bezerra, professora do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), diz que a adolescência é a fase mais complexa e dinâmica do ponto de vista físico e emocional na vida do ser humano. Fala ainda que a fase é crucial na transformação de um adolescente para um adulto produtivo e maduro, e que a adolescência coloca em questão hábitos anteriores, mas que tais contestações tendem a diminuir com a maturidade. “O jovem procura pessoas semelhantes a si, por isso é muito comum observar nessa fase grupos que se vestem e falam de forma parecida, influenciando-se mutuamente. Essa busca de aceitação é importante nessa fase de construção de identidade”, afirma.

Preconceito
Com visual peculiar e tanta expressão de sentimentos, os emos se tornaram alvo de preconceito. Outras tribos não os vêem inseridos em uma ideologia e sim num modismo. O baixista de uma banda de rock sergipana, João Melo, diz que a música e a exploração da imagem criada pelo movimento não o agrada, mas que o lado positivo é a oxigenação da música de forma geral no Brasil. “Enquanto movimento, pode ser bom para o rock nacional. Parece um pouco com o que aconteceu na década de 1980, com hits pops que esteve na boca de milhares de adolescentes em todo o país. Por outro lado, tem o modismo e isso não é legal. Muitas bandas acabam sendo usadas, por vezes, ingenuamente”, comenta.

Apesar da tolerância e do respeito às diferenças fazerem parte dos valores dos emos, nem sempre eles encontram essa mesma disposição na sociedade em que vivem. Muitos os maltratam com ações ou palavras desrespeitosas: “Um dia, no shopping, umas patricinhas riram de mim por causa do meu corte de cabelo e dos meus piercings”, desabafa Renata. Já Carla, diz que foi chamada de ‘ridícula’ devido ao colorido do cabelo.

Sobre o comportamento agressivo na adolescência, a professora Raquel Bezerra chama a atenção para os processos de disputa por “status” e cita os autores Papalia e Olds quando diz que a violência e o comportamento anti-social possuem raízes na infância. “Crianças criadas em um ambiente de rejeição ou de coerção, ou em um ambiente excessivamente permissivo tendem a apresentar comportamento agressivo. Por isso, certos valores como a cooperação, o respeito ao próximo, a solidariedade e a igualdade devem ser transmitidos desde a infância”, esclarece.

A Família
De primeira, os pais também torcem o nariz, mas por fim conceituam como uma fase da adolescência e acabam aceitando. Carla* conta que a mãe até quis que ela parasse de andar com os amigos, mas que hoje está tudo bem. As próprias adeptas do emo assumem que esse comportamento pode ser efêmero, mas não da maneira como os pais pensam. “Vão vir outras tribos, como a Indie, por exemplo”, diz Carla*.

O receio que cerca a maioria dos pais é que os filhos sejam desviados para o “mau caminho” pelos amigos emos. A professora Raquel Melo Bezerra avalia como negativo o comportamento dos pais que criticam ou não aceitam o jeito dos filhos. Isso porque, ao fazer isso “eles acabam empurrando o jovem a buscar laços de afeto em outras pessoas”, ressalta. Os adolescentes questionam e quebram paradigmas familiares e sociais para, assim, criarem novas regras. “É muito importante que nessa fase, a família e a escola estreitem laços com esse jovem. O diálogo aberto e sem pré-julgamentos é de fundamental importância para que essa fase possa ser vivida com mais tranqüilidade e aceitação”, finaliza Raquel Bezerra.

O que eles ouvem
Bandas como NX Zero, Dance of Days, Forfun, Darvin, Fresno, CPM 22, Simple Plan, Good Charlotte e My Chemical Romance compõem o repertório preferido dessa tribo. E cada vez mais a grande mídia tem aberto as portas para esse tipo de som e para suas tribos.

* Os nomes usados são fictícios.

Por: Gracielle Nunes



Participações dos Comentaristas:

Is Seth Cohen Emo?
by Anita Boeira

Fans do OC se indignam quando alguem acusa o adoravel geek Seth Cohen (Adam Brody) de ser emo... Numa comunidade do Orkut - "O Seth Cohen eh Indie!", topicos acusando Seth de ser emo sao tomados por membros revoltados da comunidade reclamando...

Toda a polemica porque na terceira temporada do OC, Marissa Cooper (Mischa Barton) fala para Summer (Rachel Bilson) algo nas linhas de "...porque voce nao pega seu namorado emo e dirige para a mansao do papai?"

A partir disso, fans indignados passaram a odiar a Marissa (como se em 3 temporadas antes desse comentario ela nao tenha dado motivos suficientes para isso... enfim) e discutir sem parar se Seth Cohen eh realmente emo ou nao.

Eles juram de peh junto e chamam de idiota quem dizer o contrario, mas o Seth de acordo com eles eh indie. Fui olhar na wikipedia o que eles falavam sobre emo, e eis o que descobri: (depois de escrever isso tambem descobri que o ribas jah fez o favor de colocar toda a explicacao emo acima do meu post :P okay, a minha eh breve - prometo!)

Emo eh tecnicamente definido como um tipo de rock. Mas desde o comeco sempre teve muita polemica associada ao termo. Originalmente o termo foi usado para descrever a cena de hardcore punk nos anos 80 em Washington DC, Emocore - Emotional hardcore. O termo "emo" veio do fato que em varias ocasioes os membros das bandas dessa cena punk ficavam espontaneamente muito emocionais durante suas performances.

Mas como jah disse, classificar bandas e pessoas de emo ainda gera muita controversia. Fans das bandas (e no nosso caso aqui, personagens de tv) rejeitam o rotulo, e fazem aquela bagunca para justificar o porque de nao serem emos. Mas em muitos casos o termo soh foi usado poorque as bandas tem caracteristicas musicais similares, ou um estilo de se vestir em comum, ou a popularidade deles na cena emo. Alem disso, nos anos 90, o estilo emo ganhou um sug-genero, o indie-emo. E... Seth Cohen definitivamente eh indie, como todos seus fans o definem. Mas o proprio tambem se adimitiu emo. Entao acho seguro dizer que Seth Cohen realmente nao eh emo. Ele eh Indie-emo. ;) O proprio Josh Schwartz, criador da serie, jah falou sobre o estilo do Seth. As bandas que ele escuta (Death Cab for Cutie, Modest Mouse, Atom, etc) apesar de nao serem emo, a influencia deles eh (que jah comentei sobre a cena hardcore punk em washington nos anos 80). E essa influencia pode ser vista no jeito que o Seth se veste.


Nos ultimos anos eh que o estilo emo ganhou outras proporcoes. E bandas como My Chemical Romance, Good Charlotte, Panic at the Disco, criaram uma nova dimensao para o emo. E da-lhe delineador preto, calcas skinny, moletons de capuz e anorexia. E sao tao emos quanto o seth cohen eh emo. Soh em estilos diferentes. Alias, jah que estamos falando em estilo...

Quer ser emo? Aqui vao algumas dicas de como criar o visual.

- cabelo curto, espesso, oleoso, tingido de preto com franjas cortadas rente e caindo sobre os olhos.
- na real qualquer cabelo oleoso pintado de preto eh emo. Franjas e cabelo espetado tambem serve.
- oculos com armacao escura.
- camisetas de tamanho infantil de polyester em cores escuras com slogans quaisquers. colarinho abotoado se for o caso.
- sapatos pretos. de preferencia estilo militar.
- cachecois. nao faz diferenca se estah frio o suficiente para usa-los.
- maquiagem - tanto para meninos como meninas.
- casacos varios numeros menores, gola em V.
- anorexia e super vegetarianismo tambem caem bem.

Emos que eu recomendo para quem nao eh emo (ou eh):

-Andrew McMahon (Lider das bandas Something Corporate e Jack's Mannequin)
Podemos ouvir uma de suas musicas no seriado One Tree Hill "The Mixed tape". bem emo, mas ao mesmo tempo bem rock e hello!! O magerrimo Andrew eh uma das coisas mais lindas que jah encostou num piano. Isso mesmo. Piano eh o instrumento que Andrew toca em suas bandas. E as musicas nao sao soh baladinhas nao. O que ele faz com o piano eh extraordinario.. quem jah o viu ao vivo sabe. Ele toca com as maos, ele canta, ele pisa no piano, ele senta no teclado...
Alem disso Andrew jah passou por poucas e boas. No dia que terminou de gravar o album mais recente do jack's mannequin recebeu uma ligacao de seu medico dizendo que ele tinha Leucemia. Passou um ano e tratamento, recebeu transplante e agora estah de volta aos palcos - e estudio gravando o novo album do Jack's.
E por todas essas razoes, eh impossivel nao se apaixonar por esse indie-emo Andrew (Isso ae, estilo Seth Cohen... Andrew ateh eh de Orange County como o OC geek).


"The Mixed Tape" Jack's Mannequin
Mais info: www.myspace.com/jacksmannequin

-Ryan Adams (nao eh Brian. Eh RYAN)
Estah na trilha sonora do OC. Fez uma versao melancolica para Wonderwall do Oasis, que serve de trilha para Seth e Summer dancarem.
Eh o cantor country mais emo que jah vi. Ele eh extremamente depressivo, jah teve varias namoradas famosas - uma delas morreu e isso deu a ele municao para compor um cd inteiro sobre ela. Alias, falando em cds... Ele nao para. Teve ano que lancou 3 cds um atras do outro. Estah sempre fazendo milhoes de coisas. E suas letras sao de partir o coracao... E por isso mesmo quando ouco ele tenho vontade de pegar no colo e fazer cafune nos cabelos desgrenhados dele...


"Come pick me up (live)" Ryan Adams


"Se rotular é se limitar"
by: Ribas

Não! Essa frase acima não é minha, como também não é minha aquela outra frase que diz algo no sentido de ser tão preocupante a figura de um jovem que resolve ser careta, muito certinho, como também é preocupante a figura de um adulto que resolve ser rebelde, modernoso...

Tem um provérbio, acho que arabe, que diz que ao se apontar um dedo p/terceiros, apontamos tres dedos para nós...

Frente a todos esses pensamentos, PERAI, ONDE VC QUER CHEGAR TIO RIBAS???? caaaaaaaaaaaaaaaalma, já vou dizer...

Diante disso, fiquei pensando muito sobre o que escrever a respeito, confesso que não conhecia o movimento, enquanto movimento, lógico que já vi emos, mas não sabia o que aquelas pessoas, escondidas atras de uma franja, pensavam, no que acreditavam, o que ouviam e bla bla bla, eu até pensava que elas falavam miguxês, e tinha preparado o video abaixo, com uma sequencia emblemática do ótimo seriado "Californication", onde o eterno Mulder, desce a lenha nessa forma de comunicação...


Aí, proseando com um, proseando com outra, lendo aqui, pesquisando ali (o que foi ótimo, adoro aprender), descobri que o movimento EMO, é simplesmente, de forma beeeeeeeeeeeem resumida, mais um grupo de adolescentes, com códigos próprios, vestimentas próprias, que busca (ou consegue sem buscar) chocar as "pessoas normais", e consegue com isso um pré conceito ou um conceito pejorativo, como resposta...

Interessante reparar, quando eu digo "mais um", porque é justamente isso, simplesmente mais um grupo de jovens que se unem para passar por essa complicada fase da vida, podem reparar e eu aposto (mesmo sem conhecer direito) que, dentro do movimento, existem vários sub movimentos, existentes pela mesma razão da existência do movimento inicial, podem reparar que deverá ter os "Puros", os "tradicionalistas", os "posers", "os que estão traindo o movimento", os, os, as, as, os ... É sempre assim...

No fundo são apenas mais um grupo p/chocar o mundo adulto, receber preconceito desse mundo e, aprender a ser adulto preconceituando outros grupos...Reparem na frase da emo que foi incomodada por não emos em um shopping (texto acima): “Um dia, no shopping, umas patricinhas riram de mim por causa do meu corte de cabelo e dos meus piercings”...

É, pois é...
Isso sempre ocorreu, o jovens sempre se uniram seja com os iguais ou, simplesmente, com quem os aceitasse, e nessas uniões, acabam se preparando para se tornar adultos que um dia serão chocados por outros jovens que se tornarão adultos... Aqui, nesse ponto dos "com quem os aceitasse", trago outro trecho lá do texto doutrinário: "Carla*, 15 anos, diz que “virou emo” porque adorava o grupo do seu amigo. Achava os garotos bastante descolados e via que por onde eles passavam os olhares alheios se voltavam. “Mudei de estilo para poder andar com eles”,".


E com base nisso, dando uma de tio chato MAS VC É UM TIO CHATO, TIO RIBAS!!, fecho esse texto, contando p/vc leitor(a) EMO, PUNK, GÓTICO, CARETÃO, RELIGIOSO ou seja lá o raio de rótulo que vc usar, aproveite a juventude, brinque bastante com seus "amigos", faça até algumas cagadinhas leves, maaaaaaaaaaaaaaaas fique esperto, VCS NÃO SÃO EMOS, vcs não são isso ou aquilo, VCS são VCS!! E, enquanto vcs, podem ser tudo...

Muito cuidado também, com quem se aproveita de vcs ou, com quem vcs seguem, curtem, idolatram, ainda mais, se eles(as) não são mais tão jovens, brinquem a vontade, usem suas franjas, sejam EMOtivos, mas cuidado para não acabarem virando massa de manobra, pois na grande maioria das vezes, o destino a que esse caminho levará, não será muito diferente da juventude que seguiu um certo lider carismático do passado...


Pois é, p/não ficar muuuuuuuuito MAIS chato esse MEU (pois o da Anita foi ótimo) texto e, p/não ficar, NESSE MEU TEXTO, sem o nosso assunto tradicional aqui do blog, recomendo a todos(as) aqueles que quiserem se aprofundar um pouco mais no que eu escrevi, que assistam o filme "The Wave", ou "A Onda", abaixo coloco ele sem tradução e sem legendas p/quem quiser (achei no youtube, não coloquei lá não), maaaaaaaaaaaaaaaas tem legenda por aí, e em locadores mais especializadas vcs acham... Assistam, até p/evitar virarem rótulos e continuarem a ser individualidades

FELIZ EMO DAY 2007





Obs: Post publicado às 0h09, ou seja 24:09, sacaram? 24/09, GENIAL !! SOMOS SUPIMPAS!!

5 comentários:

Daniel disse...

Nossa gente vai escrever assim lá na... ahuahauh! Li apenas a primeira parte para amanhã ter uma coisa para ler aqui no blog! Gostaria de destacar uma parte:

"...e via que por onde eles passavam os olhares alheios se voltavam..."

Ahhh, volta sim, claro... mas volta e, quando não volta, pode ter certeza que a pessoa que lançou o olhar estava pensando "Emo FDP", ou Chóóóra EMO"... não tem essa, essa menina não entendeu, o pessoal olha para o emo hoje em dia como "What the F..?" e não como "Mas que bonitinho..." >.< enfim... se lascou a menina!

Amanhã termino de ler...

.Sem Querer Saiu. disse...

esses emos vão se achar

rs


peguei o banner...abraço.

Srto. Wallace disse...

FEliz Emu dAy 2007 MiGUxXxU

Feco disse...

FELIZ EMO DAY!

Comentarista Marcelle disse...

A Dani me falou!!! Melhor acertar a matemática do post :p

Mas, perai, Ryan Adams é emo?????!!!! N sabia dessa n :p *indo deletar as músicas (aham, tá certo...)

Enfim, eu gosto de música emo. O problema são os q levam isso mnt à sério. E P!ATD n é emo.... os emos é q se apoderaram da banda.