terça-feira, 13 de novembro de 2007

[Dexter] 2x07 That Night a Forest Grew

Ainda surpresa com o recém descoberto furor sexual de Dex .Nada como achar que encontrou alguém tal qual a sua "imagem". As suas manifestações românticas também me assustam. Ok, quero meu Dex que não sabe como agir nestas horas de volta...

No entanto, gostei de vê-lo no comando, manipulando. Cool, frio, metódico. Sem surpresas.

Alguém mais deseja afogar a mãe de Rita na privada?


E a frase da semana: Eu nunca ri, de Doakes. Rá, isso é verdade. O sargento voltou a ser interessante. Claro que a coisa toda tem volta. Esse é dos ganchos mais aterrorizante até agora.

Também interessante Dexter se lembrar que Rita e as crianças são a sua conexão com o que é verdadeiramente humano. Porém, mesmo com minha antipatia para com Lila, não posso negar que ela deu a Dex a chance de viver uma vida de meia verdade, mais intensa, menos fingida. Mas isso não o faria ficar vivo por muito tempo.

O Agente especial Lundy tem toda a minha admiração. Mexer com política, ser objetivo, e não esmurrar alguém no meio do caminho é bem bacana. Por isso tudo,acho que ele está perigosamente próximo a Dexter. Só uma teoria. E tenho outra, assim como a maioria de vocês. Who´s next? Lila pode encomendar as velas, mas não o caixão. Ou seria o nosso querido Sargento?

Um episódio sobre aparências. Lila e sua falsa independência e controle. Dexter e sua áurea limpa. Mamãe de Rita e sua implacável rigidez. Sartre já teoriza sobre isso em o existencialismo é um novo humanismo: Ser e parecer são coisas completamente distintas. Essência versus existência.

P.S-> Adorei a bandeirinha do Brasil ao lado do palco em que Cody falava, somos tão exóticos quanto a Arábia Saudita :P.


Promo 2x07 Morning Comes?




Danielle Mística



3 comentários:

fcampelo disse...

Também fiquei surpreso com o Dexter ninfomaníaco. Quem te viu, quem te vê, não? E apesar de achar a atriz (e filha de Bill Murray) que interpreta Lila ESTUPIDAMENTE linda, acho COMPLETAMENTE desnecessário o apelo sexual com a personagem dela.

PORRA! Rita nunca apareceu nua, e nem por causa disso deixou de ser uma puta personagem interessante. Lila tem que mostrar os peitos/bunda umas 2 vezes por episódio para funcionar? Duvido muito.

Mas enfim, episódio na média (ou seja, algo entre nota 9 ou 10) como sempre. A sacada genial do episódio foi a lâmpada no final, simplesmente brilhante da parte do roteirista.

E eu acho que o próximo que Dex vai empacotar vai será o assassino de sua mãe. E com direito a serra elétrica e tudo o mais...

Daniel Vaz disse...

Sem a menor sombra de dúvidas esse foi o melhor episódio na minha opinião (da temporada). Ah, bem no ínicio, escutando a voz da Lila, já tinha notado que eles estavam na cama. :P Mas não esperava que ia ver uma cena tão grossa como aquela, hahaha. O que foi aquilo?

Sempre odiei a richa entre Doakes e Dexter, mas esse episódio me fez querer ver mais, porque eu sempre esperei que acabasse logo, que ele desse um fim no Doakes ou coisa do tipo, mas esse foi O episódio para querer que dure, mas dure muito. Ver o Dexter "ownando" o Doakes é foda.

Quote da semana: "No matter what you try, no matter when, no matter how hard you work. I'll always be a step ahead of you for a simple reason (...) I own you." - Perfeito.

A cena de Cody falando com o Dexter foi realmente tocante. As crianças já o tem como um pai e isso é fato, assim como Rita está se roendo por dentro para tê-lo de volta. Muito legal, essa é a vida que ele gosta, que ele quer, que o fez se sentir humano, pelo menos em partes.

E Rita que o espere, porque quando eles voltarem, vai ter que segurar o rapaz quando nunca teve que segurar, entre quatro paredes. :P

De resto: Agora sim, ou infelizmente, parece que o circo está se fechando, estamos indo para o final da temporada, já passamos da metade. Lundy sugeriu que o BHB está ali entre eles, como será que isso vai terminar? Como será que ele vai escapar? Stay tuned! =) Ah, gostei da relação pai-filha de Deb e Lundy, agora de recém-namorados.

Enfim, comentário muito inteligente Dani, você escreve tão bem que me faz entender ainda melhor as ações e o que realmente se passa no interior do Dexter. Suas sacadas são extremamentes importantes pra mim. Parabéns! :)

Comentarista Dani Mística disse...

***meus lencinhos!

Na verdade fCampelo, a atriz que interpreta Lila, Jaime Murray, não é filha do ator americano Bill Murray, mas do ator inglês Billy Murray